17.12.19

Um dos menores laticínios do Brasil entra em funcionamento em Jaguarari


Com estimativa de processar diariamente até 1.500 litros de leite de caprinos/dia, um dos menores laticínios do Brasil, já está em funcionamento na Bahia. Instalado no distrito de Pilar, município de Jaguarari, o equipamento beneficia diretamente 140 agricultores familiares do semiárido. A certificação da ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia) assegura a comercialização, em todo o estado, de leite e queijo coalho, a partir da organização da Cooperativa Mãos do Campo. A expectativa é de que o minilaticínio sirva de modelo para o Brasil. “Podemos mostrar que é possível com poucos investimentos em estrutura física e equipamentos, tirar do papel o sonho de famílias inteiras e levar melhoria de vida para a população rural”, comemora o diretor da agência Maurício Bacelar.
Os recursos foram viabilizados através da contrapartida social da Mineração Caraíba e, nos próximos meses, outros sete laticínios serão inaugurados na região. Os projetos situados no entorno da cidade de Senhor do Bonfim, onde está a maior criação de caprinos e ovinos do mundo, representam uma injeção importante para viabilidade técnica da cadeia produtiva do leite.


“O retorno em melhoria genética e também destinado à reserva de alimentos para nutrição dos animais, em época de total escassez, evidencia o compromisso do governo do estado em oferecer alternativas de sustentabilidade para as famílias que aguardavam por alternativas de sobrevivência digna e inclusão social”, atesta Maurício.    
Após o funcionamento dos sete outros laticínios e com produção ainda de iogurtes, manteiga e diversos tipos de queijo, o Projeto Mãos do Campo vai contemplar duas mil famílias, gerando emprego e renda para a região. O próximo empreendimento a funcionar já está em processo de finalização no distrito de Poço de Fora, em Curaçá.

Nenhum comentário: