Dimas Roque: 12/01/2008 - 01/01/2009

30.12.08

DIRCEU BOTA A BOCA NO TROMBONE

''Tenho representatividade para participar da vida política do País''

José Dirceu: ex-ministro; petista crê que será absolvido pelo STF e diz que pedirá anistia na hipótese de julgamento ficar para 2013 ou 2014

Ana Paula Scinocca, BRASÍLIA
Três anos depois te ter o mandato de deputado cassado - no auge do escândalo do mensalão -, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu afirma ter convicção de que será absolvido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Avalia que sua substituta no posto de braço direito de Lula, a ministra Dilma Rousseff, tem "grande" chance de emplacar como candidata do PT à Presidência em 2010, e que os tucanos agem como se o governador de São Paulo, José Serra (PSDB) - principal pré-candidato da oposição -, já tivesse sido eleito. "Essa história está distante da realidade. O Serra tem de conquistar Minas e Rio, porque o Norte e Nordeste ele não vai conquistar. E Minas e São Paulo serão os Estados mais afetados pela crise", afirma, em entrevista ao Estado. As respostas de Dirceu foram dadas por e-mail. A seguir, os principais trechos.
Três anos depois de ser cassado, o senhor ainda pensa na possibilidade de anistia?
Depende. A rigor eu tenho direito à anistia, porque a Câmara me cassou sem provas. Mas tomei a decisão de não fazê-lo até ser julgado pelo STF. E tenho certeza de que a absolvição vai acontecer. Se o STF der sinais ou provas de que só vai julgar em 2013 ou 2014, ou seja, 8 ou 9 anos depois que fui acusado de chefe de quadrilha e corrupto, evidente que vou pedir anistia. Até porque acredito que tenho esse direito.
Qual seu projeto para retomar suas atividades políticas?
Faço atividade política, nunca deixei de fazer. Participo do debate político do País com meu blog (www.zedirceu.com.br), com entrevistas, palestras. Gostaria de voltar plenamente à atividade política, mas não tenho projetos sobre o que vou fazer. Meu projeto agora é me defender, provar minha inocência.
Durante a Operação Satiagraha, o senhor reclamou de grampo e invasão em seu escritório. Ainda acha que seus passos estão sendo monitorados por órgãos do governo?
Meu caso é escabroso. No começo do ano, soube pela imprensa que o sigilo do meu telefone tinha sido, por autorização judicial de um juiz (Fausto de Sanctis), interceptado a pedido do promotor público do caso Satiagraha. Era o mesmo promotor do caso MSI Corinthians, como também o delegado é o mesmo na Satiagraha e no caso MSI Corinthians (Protógenes Queiroz). Pois bem, até hoje - e basta olhar o inquérito para ver - não há nenhuma fundamentação legal para interceptação telefônica. Mas houve a interceptação, e não só a minha, como a do meu advogado, do assessor que faz a minha agenda, do advogado do escritório a mim associado em Brasília, de um outro assessor meu em Brasília e da Evanise Santos, minha companheira. Isso quando eu não tenho nada a ver com a Operação Satiagraha, com o Opportunity nem com o Daniel Dantas. A própria investigação deles prova isso. Todas as investigações feitas até agora a meu respeito me inocentam.
Qual sua relação com o presidente Lula?
Quando foi a última vez que conversaram?Minha relação com o presidente Lula é de companheiro, de amigo e de um ex-ministro, ex-presidente e ex-deputado do PT. Não é a mesma relação que eu tinha antes com ele, uma relação de trabalho, de dia-a-dia, de construção de um projeto. Eu encontro o presidente quando ele sente que existe necessidade. Não o tenho visto com freqüência.
Qual a possibilidade de a ministra Dilma Rousseff emplacar como candidata do PT em 2010?
Grande. Ela, na verdade, a cada mês que passa, conquista a adesão de militantes e dirigentes do PT. Cada dia é mais conhecida no País. É a candidata do presidente Lula, do PT e tem grandes chances de ir para o segundo turno. Os tucanos se comportam como se o Serra já estivesse eleito, mas essa história está distante da realidade. Primeiro, o Serra tem de disputar com o Aécio Neves; segundo tem de conquistar Minas e Rio, porque o Nordeste e o Norte ele não vai conquistar; terceiro, São Paulo e Minas serão tão ou mais afetados do que o País pela crise em nível nacional. Eu não vejo por que nós não possamos vencer as eleições de 2010. Na verdade, nós estamos no governo. Eles é que têm de ganhar a eleição. E o provável é que nós vençamos e não eles.
O senhor se considera um ministro sem pasta?
Não. Sou o José Dirceu e na medida em que represento uma parte da história da esquerda brasileira, da luta contra a ditadura, da resistência armada, da luta na clandestinidade, uma parte da construção do PT, nesse sentido eu tenho uma representatividade para participar da vida política do País e ajudar o PT, o governo e a esquerda. Isso não significa que eu tenho poder.
Públicado no Jornal O Estadão.

NOVO HOLOCAUSTO


27.12.08

NA CALADA DA NOITE


O jogo político na cidade de Paulo Afonso no estado da Bahia vem se desenrolando de forma inédita dentro do Partido dos Trabalhadores. Desde que o atual deputado estadual Paulo Rangel transferiu seu domicilio eleitoral. Antes ele era lotado em Sobradinho, também na Bahia.
Este senhor, depois de acabar com o partido por lá, vem fazendo de um tudo para, também expulsar os que não pensam da mesma forma que ele. Basta discordar e o filiado está condenado e execração pública e a um rito sumaríssimo, sem direito a ser informado para que possa apresentar sua defesa. O ritual da forma como está ocorrendo não pode ser classificado como especial porque não dá o direito a defesa.
Mas onde o deputado e suas marionetes encontram guarida para fazer o que estão fazendo?
O nazifacismo é a escola onde bebem a cultura da política que praticam. Do Fascismo italiano, por meio do ditador Benito Mussolini, e do Nazismo de Adolf Hitler, na Alemanha; ele vive desesperado em uma guerra de extermínio contra os que se opõem a entrega do partido a notórios membros da Arena, Pds, Pfl e agora Dem.
Ele usa o cargo e as nomeações para ter do seu lado pequenas vozes daqueles que ao longo da vida se locupletaram com os governos de direita. Derrotado por varias vezes durante as consultas ao Partido para saber que caminho trilhar durante a campanha para Prefeito em Paulo Afonso 2008, vive a dor de um ditadorzinho de província de quinta.
O que levou o deputado a se aproximar dessas pessoas a ir mais a direita? Se alguém souber responder nos mostrará o caminho que ele pensa trilhar no futuro. Ao não se importar com o governo Wagner e nem com o governo Lula, pensa exclusivamente na sua saga ditatorial. Já que marginalizados, os que foram expulsos do PT tendem a buscar um partido que se oponha a estes governos. Só quem perde com isto é o Partido dos Trabalhadores.
E não se sabe ainda quem é que vai ganhar com isto.Surpreendentemente alguns filiados estão recebendo a comunicação de que foram expulsos através de carta registrada. A data da dita reunião em que pessoas sem o conhecimento prévio foram banidas data de 11 de novembro de 2008. E quem é o carrasco da vez? O senhor Carlos Roberto dos Santos. O mesmo que sumiu com as urnas em um encontro do partido onde se definiria o que o PT queria nas eleições de 2008.
E quem é o dono dessa voz? O deputado Paulo Rangel. Embriagados pelo poder e com medo do contraditório, essas pessoas fazem o papel de ratazanas de esgoto, trabalham durante a noite entre a sujeira.

A raiva maior deste senhor foi quando o Governador Jaques Wagner esteve em Paulo Afonso e pediu que a população e os filiados do Partido dos Trabalhadores votassem no candidato do PSB. Será que ele vai ter a coragem de pedir a expulsão do Governador?

A população é sabedora que ele dois dias antes pedia votos para o candidato do DEM em toda a cidade e que comemorou a vitória do mesmo em frente à sede do Partido dos Trabalhadores, deixando os vizinhos indignados e que varou a madrugada regada a whisk em sua casa.
José Dimas dos Santos Roque

26.12.08

A TELEVISÃO

Aparelho doméstico de grande utilidade é utilizado como anticoncepcional nas regiões mais pobres do Brasil. Surgiu por volta de 1817, quando um Inglês, que não tinha mais o que fazer, conhecido como Willoughby Smith descobriu que o selênio possuía a propriedade de transformar luminosa em energia elétrica. Daí para frente o que aconteceu foram as retransmissões de imagens. Dito isto, e sabedor de que você leitor (a) se tornou, assim como eu, em um sábio no assunto e se houver uma prova do Mobral este ano, nos sairemos muitíssimo bem. Podemos agora voltar ao que nos interessa.

Deus levou sete dias para criar o mundo. Até o nosso ser supremo teve o direito ao descanso. O homem, nisto estão inclusos os dois sexos resolveram, sabe-se lá por que, colocar nomes neles. Ao primeiro deram o nome de domingo, ao segundo claro, segunda né? Pronto, lá vem mais um problema, porque o caso é o seguinte; ninguém combinou com os escritores ou escritoras de novelas que eles poderiam escrever textos para qualquer dia da semana visando o grupo feminino e que deveriam deixar de fora a quarta feira só para o masculino. Se a semana é delas no que se refere à utilização deste aparelho de fazer louco e que reflete imagens e no parágrafo anterior você conheceu um pouco mais, quando das explicações cientificas de beira de estrada, e pesquisada na internet, no velho copiou, colou. Eu pude falar um pouco mais e saber que elas nos entenderão de agora em diante e nós pobres seres mortais do sexo masculino indefesos só lhes pedimos um pouco mais de compreensão.

- A quarta-feira é nossa!

O jogo daquele time que tanto amamos e que vocês incompreensivelmente detestam só ocorre neste dia ou no domingo. Neste dia não vamos atrapalhar o seu programa favorito. Vocês têm cinco dias para assistirem uma novela que começou na década passada e que não termina mais, porque mudam os atores, mas os textos e os personagens continuam os mesmos. Imploramos por vossa compreensão.

Você imagine o que é o tormento do ser homem ter que entender de todas as novelas que são exibidas nos canais de televisão sem que tenha visto um único capitulo. Porque se a sua companheira, por algum motivo e depois de falar durante uns quarenta minutos sobre aquele casal que está com problemas na família tal na novela de um canal qualquer. Ou quando ela fala daquele casal de homossexuais, masculino ou feminino que virou moda nas novelas e você tem o desplante de perguntar se a folhetim com titulo X não tinha terminado. Ela acha que você não dá à menor atenção as coisas que são importantes na vida dela. Porque nunca vi algo mais importante do que os horários que vão das 16h à 22h. Os meninos podem quebrar tudo dentro de casa que ela não se meche. Um músculo de sua face não se contrai nestes momentos de grande atenção e cultura.

É aquela hora que você para, olha para ela e se pergunta:

- Sou eu mesmo que estou casado com essa mulher?

Ela já virou especialista nos problemas alheios dos astros da televisão. Fica sentada naquele sofá que já criou uma marca da bunda dela, de tanto permanecer no mesmo local. O sofá já ta com a marca do suor dela. Não perde um programa de Leão Lobo. É amiga da Ana Maria Braga e sabe qual penteado que a Hebe Camargo utiliza todos os dias que faz o programa. Ainda por cima repete, olhando para mim:

- Ela é uma gracinha.

Meu amigo, a sua vida ta uma bosta, não se preocupe isto só acontece porque você só tem uma TV dentro de sua casa, basta que você trabalhe um pouco mais, faça um pouco mais de hora extra, porque aquelas que estão sendo feitas não estão resolvendo os seus problemas.

25.12.08

Seguindo o pensamento do jornalista Fernando Rodrigues eu resolvi dar uma contribuição para que os Agentes do Polícia Federal pudessem se infiltrar sem que ninguém os perceba.

Sugestões de camuflagem!

















23.12.08

A GUERRA DOS BLOGS



Tudo começou quando a Tv Cultura de São Paulo anunciou uma entrevista com o Ministro do Supremo Tribunal Gilmar Dantas no programa Roda Viva, que é apresentado pela Jornalista Lílian Witte Fibe. Este fato não teria tomado à importância que tomou se o nome dos jornalistas convidados para fazerem as perguntas ao ministro fosse mais plural. Nos dias que antecederam ao fato, a lista com os nomes era distribuída e questionada na Internet por uma grande parcela de Jornalistas Blogueiros e seus leitores comentaristas que expressavam suas opiniões de total descontentamento. Os principais nomes que questionavam a parcialidade da Tv Cultura na entrevista eram; Paulo Henrique Amorim, Luis Nassif, Mino Carta, Luiz Carlos Azenha e Eduardo Guimarães. Foi criado dentro dos comentários e popularizada nas paginas principais dos Blogs, uma corrente de protestos para que as pessoas pudessem mandar suas criticas ao ombudsman. Os leitores deles se armaram de uma poderosa ferramenta, o pensar e questionar que antes os grandes meios de comunicação desprezavam. Invadiram a caixa de mensagem do ombudsman da TV e lá deixaram as suas impressões de como tudo estava se encaminhando para um jogo de cartas marcadas. Essa turma de guerrilheiros é conhecida por Petralhas.

Do outro lado estavam os que acreditavam que a lista premiava nomes conhecidos e de qualidade no jornalismo Nacional. Alegavam que a choradeira dos que agora reclamavam não passava de dor de cotovelo por não terem seus Jornalistas convidados para o debate. Seus argumentos, quando não ridicularizavam os questionamentos dos outros, simplesmente eram agressivos. Os principais representantes dessa ala são: Reinaldo Azevedo, Ricardo Noblat, Diogo Mainardi e Josias de Souza. Defensores ardorosos da lista em quetão. Eles incitavam seus leitores com textos do tipo; “Os tontons-MaCUTs e o jornalismo se aluguel já se mobilizaram, enviando protestos ao ombudsman da TV Cultura. Eles sentem falta de linchadores na bancada de entrevistadores. Os canibais estão sempre com sede, e as hienas têm uma carência danada de carniça. Precisam do cheiro da cadaverina para que possam dar o seu melhor. Nada é pior do que a decadência rancorosa”, R.A. Era a senha para a guerra. Batava dar uma passada pelos Blogs destes jornalistas para perceberem que a visão não era só de discordância, mas sim de confronto, isto tudo para saber quem conseguiria arrebanhar mais comentários favoráveis as suas falas. E sejamos francos, há textos e gosto para os dois lados. Para eles os nomes que iriam fazer um bate-papo entre amigos eram os mais competentes. Teve até quem escreveu que foi convidado mais não pôde estar lá. Estes são conhecidos na Internet como membros do PIG, Partido da Imprensa Golpista. Nome dado por um comentarista do Blog do PHA.

O debate ocorreu e como em um roteiro previamente escrito, transcorreu sem deixar marcas para o entrevistado. O que não se pode afirmar quando o caso é a TV Cultura que teve seus critérios questionados como nunca antes. A participação de alguns convidados foi criticada até mesmo pelo seu ombudsman, que escreveu; “Como Márcio Chaer, Reinaldo Azevedo, da revista Veja, passou todo o programa usando Gilmar Mendes – e às vezes também dispensando a participação do entrevistado – para expor suas “teses” e fazer ataques”. E Emendou; “Mas a maior parte do tempo Azevedo usou para fazer da bancada do Roda Viva uma tribuna na qual dispensou Gilmar Mendes da obrigação de apresentar o áudio do grampo e para um constrangedor contorcionismo pelo qual transformou a ministra Dilma Rousseff e o ministro Paulo Vanhucci em pessoas que poderiam ser enquadradas atualmente como terroristas pelo fato de terem pertencido, durante a ditadura, ao grupo de esquerda liderado por Carlos Marighela”. Pronto o senhor Ernesto Rodrigues caiu nas graças dos “petralhas” e virou inimigo dos membros do PIG.

Nesta guerra percebe-se uma coisa. Quase sempre são os mesmos leitores comentarias que participam dos debates. Figurinhas carimbadas utilizam o espaço nos Blogs que ao qual se alinham, para defender a tese do seu Blogueiro e se deslocam para os espaços contrários aos seus pensamentos para destilar venenos. Quase sempre de forma debochada. O Jornalista Nassif cunhou um nome para este tipo de pessoa. São “as abelhas”.

Para o dia 22 de dezembro a TV Cultura convidou o Delegado Protógenes Queiros. Foi a noticia do ano nos jornais e na Blogsfera. Mais uma vez os dois lados partiram para uma guerra aberta de acusações. E quando se pensava que os coordenadores do programa não cometeriam o mesmo erro na lista dos convidados, elegendo nomes que pudessem dar uma contribuição para elucidar algumas duvidas que persistam da operação Satiagraha, eles erraram. As pessoas chamadas representavam mais uma vez, um único lado. Se para o Ministro Gilmar foram chamados “amigos”. Para entrevistar o delegado mandaram alguns inquisidores. Representantes fiéis da ala PIG dos blogs políticos e jornalistas que estavam mais interessados em defender a categoria. Transtornado o senhor Fernando Rodrigues mostrava parte da transcrição do relatório da operação que teria pegado à jornalista Andréa Michel como uma das pessoas que ajudaram Daniel Dantas a conseguir um hábeas corpus preventivo ao fazer uma matéria para a Folha, onde afirmava que estava em curso uma investigação para prender aquele famoso banqueiro. Seguido por Noblat que fazia uma defesa da matéria feita como se a salvação do “jornalismo” dependesse do delegado aceitar a tese de que uma imprensa pode publicar o que bem desejar, sem se importar com as conseqüências dos seus atos. O que não foi aceito pelo entrevistado que afirmou que defende a liberdade de imprensa, mas com responsabilidade.

Durante as entrevistas e posteriormente nos Blogs das duas alas, as pessoas corriam para dar suas opiniões e impressões sobre a TV Cultura, os entrevistados e os entrevistadores. Fui buscar algumas opiniões para demonstrar o quanto está quente esta questão. Os amigos do Reinaldo falaram assim antes do debate em que esteve o ministro; Rafael Costa disse... “Na verdade a "canalha" está pedindo que a cultura também convide jornalistas "mais isentos" para o Roda Viva tipo um Mino Carta ou Paulo Henrique Amorim. 9:12 AM”. Já um dia após o programa encontravam-se textos tipo; “Repararam como O DO CHAPEU quis aparecer mais do que o entrevistado? Ele falava meia duzia de baboseiras e depois indagava ao Supremo: O que o sr. acha? Nem Gilmar Mendes aguentou… E esse juiz parece que saiu de um romance de Jorge Amado”... Escrito por alguém que se intitula Mariovaldo em 19/dezembro/2008 as 21:20. Era o contra ataque vindo dos leitores do Paulo Henrique. Nesta guerra de opiniões publicadas só os que não dispõem de argumentos ficam de fora. Mas nada se compara a batalha campal que aconteceu nas horas que antecederam e posteriormente a entrevista com o delegado. Às 12:36 no dia 22/12/2008, o Jornalista Luis Nassif, que foi introdutor do jornalismo de serviços e do jornalismo eletrônico no país, como ele mesmo se define, botava lenha na fogueira ao pôr em seu Blog o delicioso editorial da Revista Carta Capital que estava nas bancas. Lá estava novamente o seu exercito. O mais competente que passa pelos blogs de política. Às 22:21 ele abriu uma nova postagem com o titulo “O Roda Viva de Protógenes”, onde fazia uma analise dos jornalistas que estavam participando da inquisição ao Delegado. O primeiro comentarista já dava uma idéia da fúria que se abateu sobre esta legião; 21:29. Enviado por: Túlio. “Que falta de vergonha a seleção dos jornalistas nessa entrevista… Estão concentrando as perguntas em possíveis erros no relatório do inquérito”. 23:41 Azenha perguntava; “PROTÓGENES NO RODA VIDA. E AÍ? Alguma informação relevante? Um internalta responde; “Sim. A primeira de que há provas incontestes de que o banqueiro Daniel Dantas cometeu crimes capazes de levá-lo à prisão. A segunda quando o delegado afirmou que o que deveria chocar o país era a imagem de pessoas passando fome e nunca a imagem de bandido rico sendo preso algemado”. Pedro - Bahia (23:59).
Nesta guerra de Blogs políticos até agora só uma entidade saiu chamuscada, a TV Cultura que não soube ou não quis convidar as pessoas certas para a bancada de entrevistadores. Nem amigos nem inquisidores, a lógica manda que o jornalismo seja livre. Inclusive das pressões políticas para manipular listas que depois possam ser questionadas e serem acusados de parcialidade. A pluralidade era o caminho a ser seguido. Não adianta defender aquilo que é indefensável. Mas uma coisa é certa, esta guerra é de idéias e ganhará quem melhor souber colocar as suas e de forma competente. Além de ser divertida. A frase que sintetiza isto foi dita por Ricardo Noblat quando citou o nome do ministro e se referiu a ele como; “Gilmar Dantas”. Vá entender a fixação dele por esse trocadilho. Você pode até me perguntar de que lado eu estou e eu lhe digo sem medo de errar, não concordo como o que a Tv Cultura fez nos dois programas. Tenho dito e escrito.

21.12.08

LIDICE DA MATA DESTINA R$ 300.000,00 PARA SÃO JOÃO 2009

O município de Paulo Afonso, no vale do São Francisco baiano, na divisa com os estados de Sergipe e Alagoas, foi contemplado esta semana com R$ 300 mil do governo federal. Os recursos serão aplicados na captação de convênios para a realização da tradicional festa de São João na cidade em 2009. O investimento é referente a uma emenda encaminhada pela deputada federal Lídice da Mata (PSB).
Os recursos estavam previstos em uma emenda da deputada Lídice da Mata

POPULAÇÃO DE ABARÉ EM PÉ DE GUERRA

A construção de uma ponte sobre o Rio São Francisco no distrito de Ibó, região de Abaré, causa o protesto de 12 famílias que tiveram suas casas às margens da BR-116 desapropriadas para a obra. De acordo com os moradores, o governo federal ainda não enviou o dinheiro da indenização e as intervenções que ocorrem neste momento abalam a estrutura das casas. As obras foram reiniciadas pelo exército na última semana e, desde então, os moradores reclamam que as intervenções abalam e racham os imóveis devido à movimentação de máquinas pesadas. A ponte ligará Ibó à Ibó pernambucana, na região de Belém de São Francisco. Este também é um motivo de protesto, uma vez que muita gente no local vive da atual forma de travessia de veículos, feita com uma balsa. Com a ponte, o transporte tradicional será aposentado e muitas famílias reclamam que perderão sua fonte de renda. As informações são do A Tarde.

20.12.08

O ECAD NÃO ARRECADA, ELE RETIRA.


Música “di grátis” ou música paga. Muito antes de falarmos de downloads na internet ou CD’s piratas, poderíamos discutir o papel do ECAD nessa história toda. Sociedade civil, de natureza privada, instituída por Lei Federal e mantida pela atual Lei de Direitos Autorais brasileira exerce sobre os produtores de eventos uma pressão de polícia. O intuito desta associação que mais parece um bando é o vil metal, chegando inclusive a cobrar de um mesmo estabelecimento uma tributação em dobro, o que é vedado pela receita federal. Mas o ECAD faz isto. Ex: um clube social paga mensalmente o imposto por ser local onde há execução de música, quer seja com banda ou mesmo mecânica. Todos os meses a fatura vem. E este mesmo clube resolve fazer um evento com Caetano. O que o ECAD faz? Manda um de seus “educados” trogloditas cobrarem pelo evento. É certo que o letrista, o músico e o arranjador, ganhem pela criação da obra. Mas deve se buscar uma outra forma que não seja um bando de mercenários em busca de dinheiro. E porque só os compositores que não são conhecidos nacionalmente reclamam da forma de distribuição dos direitos autorais? Porque os “medalhões” quando falam na mídia todos escutam. É o caso de... Quando fala rodos nós queremos saber o que está acontecendo.

E o que acontece quando alguém questiona o ECAD? Foi o caso de Tim Rescala. Eles movem processos para calar a boca do transgressor.

Há de surgir um novo modelo para arrecadação de direitos autorais no país que passe longe do formato atual. Se você compõe uma música e quer que ela seja conhecida, quem deve pagar por isto, primeiro é a gravadora que irá prensar o disco e depois o cantor que a irá interpretar.

O formato civil do ECAD, sem que haja fiscalização pública, sem que esse pessoal dê satisfação alguma do que arrecado da população é errado e deve ser revisto.

E aqui chegamos à encruzilhada da música grátis.

O autor para ver sua obra fazer sucesso depende de um(a) cantor(a) para interpretar o que ele criou. Sem isso a obra não sairá da folha de papel dentro de uma gaveta num canto escuro. O cantor precisa da rádio e da Televisão para se visto e para obter sucesso imediato. A Rádio e a TV precisam de boas músicas, de bons artistas para ter sua programação vista pela população, mas é aqui que mora a encrenca. Só a rádio e a TV entram com dinheiro nessa brincadeira. Na ponta da exploração ficam os produtores de eventos que não tem nada com essa história de compor e são eles quem paga o pato dos problemas criados pelo ECAD para arrecadar dinheiro sem que preste contas de um centavo arrecadado do evento. Quem paga nunca teve o direito de saber a quem foi repassado o dinheiro que lhe custou dias de trabalho para que a festa desse certo. Neste caso o ECAD “justifica” que usa critérios próprios. Não é de mais perguntar, que critérios são estes?

Estamos em época onde baixar música livre é o modelo que se estabelece. Inclusive com a concordância do Ministério da Cultura do Brasil. Basta ver a discussão que está sendo feita por todo o país sobre Direitos Autorais.

O governo está colocando a mão na cumbuca, se conseguir sair ileso, sem arranhões, conseguirá um feito. Desmascarar a caixa-preta existente neste bando que se diz defensor dos autores de músicas no Brasil.]

18.12.08

PAULO AFONSO COM 17 VEREADORES

Está confirmado, Paulo Afonso terá mais 06 vereadores chegando ao total de 17.

Veja a lista de todas as cidades da Bahia e como ficou cada uma delas depois da PEC 20/2008.

LISTA

A lista dos novos vereadores: Zé Ivaldo (PC do B), Cabral do PT, Dinho (PP), Zezinho do INPS (PSB), Delmiro do Bode (PSB) e Marquinhos do HNAS (DEM).

Com estes vereadores assumindo a oposição obtém a maioria folgada da casa legislativa.

10.12.08

A CAMA (Do Livro: QUANDO O AMOR INCOMODA)

Sabe quando você chega em casa cansado de buscar trabalho? Esgotado feito um condenado depois de um dia estafante e que ainda teve aquela discussão com o chefe daquela empresa que não gostou do seu currículo só porque você informou que está a um ano desempregado. Ou mesmo daquele papo que teve com os amigos e amigas no bar da esquina onde vocês sempre se encontram para tomar aquela bebida gelada que nunca falta? Bom, então você vai entender do que estou falando!
Depois deste dia estafante e cruel, você vai tomar aquele banho morno para dormir, pensando que esta noite será a mais bela de todas que você já viveu. E que amanhã tudo será diferente. A água lá atrás é só para ilustrar, porque a que aqui desce é um gelo só. E seu corpo em frangalhos de não fazer nada. Claro não é por que você não procura um trabalho é que ele nunca lhe encontra. Você saboreia aquele pão que ficou da manhã e seu amor guardou especialmente para esta hora sagrada. Ao som do ovo estrelado na frigideira com uma margarina qualquer. Este é o seu dia de sorte amigo. Após longos minutos sentado à mesa, imaginando os problemas do mundo e vendo todas as soluções que você poderia dar. Em seguida e não tendo mais o que fazer, seu corpo é colocado para descansar naquela cama que mede dois metros e vinte de largura por três e dez de comprimento, você pega o travesseiro com o maior carinho que pode dispensar a um bem material. Depois cobre seu corpo cansado com aquele lençol com cheiro de amaciante que só sua esposa sabe lavar, com aquela maquina que lhe custou os olhos da cara.
Alguns minutos depois de seu corpo estar exposto e pronto para dormir, ela chega e cola em seu corpo como um só. Neste instante todos os metros de colchão não servem mais para nada agora. Você fica restrito a trinta centímetros na beira da cama, quase caindo da mesma. Agora vá e peça para ela para ir um pouco mais para trás. Faça esta desfeita e a resposta, de todas será sempre a mesma:

- você não me ama mais?

Sua noite acabou de acabar. Não adianta você explicar que é só o cansaço, que você só quer um pouquinho de espaço na cama e nada mais. Pior se, por algum deslize sua boca comete o pecado de pronunciar:

- meu amor, não tem ninguém, é que...

Pode parar, você deu todos os motivos do mundo para que o resto de sua noite seja um tormento. Preste bem atenção no que vou lhe dizer e guarde para sempre este conselho:
- Nunca, mais nunca mesmo, abra a boca para se justificar para sua mulher de algo que ela nunca vai compreender. Elas nunca perceberam as nossas necessidades. A importância de uma noite com as amigas.
Retire o final da frase e coloca:

- ... Com os amigos, que é para não complicar mais isto.

O sono é desesperador e aquele choro que nem faz barulho e nem fica calado incomoda que só a zorra.
Já são duas e meia da manhã e o que você continua ouvindo? A voz dela a falar que você não compreende o amor que ela tem por você.

- Meu amor não é isto...

Que você prefere os seus amigos. Aqui, tomará que ela não lembre que algumas dessas pessoas são do sexo feminino. Lascou tudo se aquela sua amiga de infância, mesmo nunca tendo lhe dado a menor bola, ter o nome envolvido na peleja.

- E aquela sua amiga a Cida, estava lá também?

Deste momento em diante, agora você compreende. O melhor que você faz é ficar calado. Meu amigo! Tentar explicar algo que não convence é pior do que fazer de conta que ele não lhe pertence. Eu sei, é difícil, mas não custa nada ficar de boca calada. A noite pode terminar com você ocupando um pouco mais da cama e aquele sono que você estava sentindo, pode até retornar. No mais tenha a certeza, esta é só mais uma briguinha de casal e quando você estiver disposto, você não é maquina, assim como eu não também não sou, tudo voltará ao normal.
Mas se na manhã seguinte ela ainda vier com a mesma conversa, seja homem, tome uma atitude, se imponha, pegue o que restou de copias do seu currículo e vá à luta, mostre a ela que você é o homem da casa. Não se esqueça de voltar mais disposto nesta noite ou o vizinho pode querer tomar seu lugar.

9.12.08

CARTA AO MEU AMIGO DA CAPITAL (2)

Amigo me fala o que está acontecendo ai na cidade grande! As noticias que chegam por aqui não são das melhores. Dão conta de que ta todo mundo perdido com o trabalho por ai. Será que é mais uma invenção dos que perderam ou tudo o que falam é a pura verdade? Aqui no sertão a chuva apareceu, acho que este ano a colheita vai ser melhor. Vai ter feijão por um preço bom. Mas amigo me fala das aquisições do governo! Como anda a turma que ajudou ele a ser eleito? Já deu fruto por ai? É que me falaram que ta todo mundo brigando com todo mundo. É verdade?

Soube que entrou no governo a turma do “Sempre Governo”. Se isto for mesmo verdade já imagino quantos dos nossos vão ficar desempregados em nome da governabilidade. Você quer saber o que eu penso disto? Acho um erro o que boa parte da esquerda vem fazendo ao chegar ao poder. Eu sempre fui péssimo em matemática, só para você ter uma idéia, até somando eu uso os dedos para isto, mas não fala isto para os outros, fica só entre nós dois. Agora vejamos esta conta! O nosso governo foi eleito com exatos 3.242.336 o que nos deu 52,89% de apoio popular e foram estas pessoas, grande parte delas de militantes que durante anos estiveram nas ruas combatendo a corrupção e a ditadura existente na nossa Bahia que elegeram Wagner Governador. Do outro lado estavam os que se locupletaram durante anos dentro dos governos de direita e para ser mais simplista, a minoria da população esteve com eles. Então meu velho amigo me diz que conta danada é essa que está sendo feita por ai, onde a maioria é preterida e a minoria recebe compensações. Hoje aqui no meu interior vejo pessoas que a bem pouco tempo estava no PFL e agora ocupam cargos de “confiança” em nosso governo. Ta difícil companheiro, de explicar a militância tudo isto que está acontecendo por aqui. Como pode alguém ser eleito pela maioria e governar com a minoria?

Ainda ontem recebi noticias dos quatro cantos da Bahia de que o mesmo está acontecendo por lá.
Amigo me manda noticias daí para me informar se o Partido já tomou alguma decisão de apoiar um outro candidato a governador nas próximas eleições, é que não quero ser pego de surpresa com essa noticia. Você pode até achar que eu estou por fora, mas é que eu estou só pensando. Porque do jeito que estão governando ta todo mundo achando que o Governador não vai pra reeleição.

Sei que você está bem próximo do poder e eu quero aproveitar essa nossa amizade para mandar um recado ao titular da pasta se possível for: “Diz a ele que ta na hora de assumir o governo da Bahia!”.

Camarada, faz tempo que usei este termo, me conta tudo o que passa na administração. Eu torço muito para que ela dê certo. Foram tantos anos sonhando com a mudança que quase perdi a noção da minha própria vida. Os que hoje se locupletam com a complacência dos que pegaram o vírus do ar-condicionado em gabinetes ai da capital galhofam da persistência dos que ainda acreditam que irão transformar a sociedade em algo mais justo para todos. Nestas horas percebo como fui ingênuo no inicio do nosso Governo. Devia ter "peitado" os erros de frente, mas cometi um outro maior, me calei diante do que acontecia ao meu redor e quando quis dar um basta junto com outros amigos nosso você já sabe o que aconteceu, alguns foram expulsos do partido, outros receberam suspensão. Amigo eu não lembro ter visto, lido ou ouvido falar em um rito tão sumario como o que aqui existiu para afastar os que pensam diferente da cabeça de um deputado estadual, mas não adianta ficar lembrando mais disto.

Meu amigo, você pode ate perguntar por que eu fiquei tanto tempo calado, é que há dias para tudo amigo, se antes eu calava para proteger nosso governo, hoje é dia de eu falar. Não posso ver tudo o que sonhei ser entregue novamente aos mesmo que governaram a nossa Bahia durante séculos e ficar calado aqui no meu exílio voluntário. Espero em Deus, que eu possa falar publicamente sobre tudo o que estou ouvindo e vendo. Neste dia, neste dia... Bem amigo tenho saudades de nossas conversas e dos amigos em comum, fala pra eles que continuo aqui neste meu mundinho onde o vento encosta os “báscui”, mas que não esqueço de nenhum deles, estão todos no meu coração. O meu sonho não acabou.

8.12.08

A CRISE TEM PAI E MÃE

Ela é fruto do neoliberalismo defendido pelo DEM e PSDB.
Não é uma específica questão de estratégia eleitoral, um mero discurso. É uma questão de verdade, em decorrência, transformada em estratégia política. Haverá impactos na economia brasileira, originados pela crise financeira global - já estão ocorrendo.

Mas, é bom lembrar que a crise financeira mundial foi provocada pela exacerbação do modelo neoliberal, que promoveu, durante décadas, a desregulamentação bancária. Os governos não deveriam intervir, tudo seria resolvido pelo mercado, diziam eles (lembrem-se da revista Veja, lembrem-se da Folha, do Globo, do Estadão...). Estado mínimo era a tese central.

O PT e partidos de esquerda vão cobrar isso. Emn tempo de eleição, ou não. Com a crise financeira mundial, os neoliberais perderam, na teoria e na prática. A corrente interna do PT “Construindo um Novo Brasil” saiu na frente e promoveu um seminário sobre o assunto.

Neste final-de-semana (07/12) ocorreu em São Roque (SP) o III Encontro da corrente “Construindo um Novo Brasil”, da qual fazem parte Ricardo Berzoini, Luiz Soares Dulci (Secretário-Geral da Presidência da República), Maurício Rands (Líder na Câmara Federal), Ideli Salvatti (Líder do PT no Senado), Gilberto Carvalho (Gabinete da Presidência), Marco Aurélio Garcia (Assessor da Presidencia), Gleber Naime (Secretário de Comunicação do PT).

Na Bahia, vinculados à corrente, destacam-se o deputado federal Zezéu Ribeiro, o ex-deputado Josias Gomes e o ex-presidente do PT estadual, Emiliano José. Em Minas, são filiados à corrente o ministro Patrus Ananias (Bolsa-Família) e o presidente eleito da Fundação Perseu Abramo, Nilmário Miranda. São alguns exemplos.

Apesar dos exemplos relevantes citados, a mídia e as colunas dos “formadores de opinião” vinculam a corrente “Construindo um Novo Brasil” somente ao nome do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu. Nada contra. Mas, é muito pouco. Não sei qual a intenção, você sabe?

Do “III Seminário Construindo um Novo Brasil” participaram dirigentes nacionais, parlamentares, militantes, prefeitos, ministros petistas.

MAIS IMPORTANTE É PROJETO POLÍTICO

Claro que o seminário avaliou os dois anos do segundo mandato do presidente Lula, claro que se fez o planejamento para os próximos dois anos, visando a sucessão de 2010. Claro que as eleições municipais foram avaliadas.

Entretanto, houve um consenso: a principal tarefa do PT é a resposta à crise financeira mundial, a defesa da manutenção do crescimento econômico, a criação de empregos, o aumento da renda. A corrente petista majoritária descartou a prioridade da escolha de uma candidatura presidencial e a eleição de uma nova direção nacional.

Faz sentido, porque do projeto político, do combate à crise mundial, dependerá a sucessão em 2010.

O POVO GANHOU, A ELITE PERDEU

Gilberto Carvalho destacou o êxito do governo Lula e as eleições de 2010 como o grande momento de reafirmação desse projeto.

“Praticamos um programa que tem produzido mudanças efetivas na vida dos mais pobres. Sabemos o que o povo ganhou e o que a elite perdeu. Isso nos obriga a uma dedicação ainda maior do que em 2002 e 2006. Temos de avançar e estabelecer correlação de forças ainda maior”, disse.

A partir de agora, será preciso elaborar um novo projeto. “O Brasil amanhece o ano de 2011 muito diferente do que amanheceu em 2003. Há um novo país, qual o projeto que temos para ele? 2009 deve ser de intensa reflexão sobre esse tema. E o método mais rico de elaboração é aquele que parte de nossas experiências. A riqueza que foi o Brasil nos últimos anos é a matéria-prima de dessa reflexão”.

LEIA TUDO NO SITE CONSTRUINDO UM NOVO BRASIL