Dimas Roque: 05/01/2019 - 06/01/2019

31.5.19

Policlínica Regional em Paulo Afonso contrata médicos com remuneração de até R$ 10 mil


A partir da próxima segunda-feira (3), os médicos interessados em trabalhar na Policlínica Regional em Paulo Afonso, poderão participar do processo seletivo simplificado, que se encerra no dia 7 de junho. Com salários que chegam a R$ 10 mil, os profissionais de diversas especialidades serão contratados no regime jurídico estabelecido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O edital foi publicado nesta quinta-feira (30), no Diário Oficial do município sede e está disponível no link

A contratação será por tempo determinado e tem validade de um ano a contar da data de homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do Consórcio Público Interfederativo de Saúde da Região de Paulo Afonso.

A ficha de inscrição, currículo e documentos comprobatórios deverão ser entregues presencialmente, por intermédio de procurador munido de procuração pública ou pelo endereço eletrônico do Consórcio. 

A seleção busca contratar médicos nas seguintes especialidades: endocrinologia e metabologia, otorrinolaringologia, ginecologia e obstetrícia, radiologia e diagnóstico por imagem, diagnóstico por imagem -ultrassonografia geral, mastologia, gastroenterologista, endoscopia digestiva baixa/colonoscopia, endoscopia digestiva alta, cardiologia – ecocardiografia, cardiologia – ergometria, angiologista e anestesiologista.

O Governo do Estado está investindo R$ 22 milhões na construção e aquisição de equipamentos, mobiliário e micro-ônibus para o transporte de pacientes que moram nos outros municípios integrantes do consórcio público de saúde. Atualmente, oito policlínicas estão em funcionamento nas cidades de Teixeira de Freitas, Irecê, Guanambi, Jequié, Feira de Santana, Alagoinhas, Santo Antônio de Jesus e Valença, sendo referência para aproximadamente 4 milhões de baianos. 

Além de Paulo Afonso, outras dez outras policlínicas estão em construção nos municípios de Simões Filho, Itabuna, Vitória da Conquista, Jacobina, Juazeiro, Barreiras, Senhor do Bonfim, São Francisco do Conde e Salvador, esta última, com duas unidades.

Estudantes apresentam projetos em Congresso Internacional de Educação e Geotecnologias em Salvador


Os estudantes do Colégio Polivalente do Cabula, em Salvador, participaram nesta semana do II Congresso Internacional de Educação e Geotecnologias – II CINTERGEO. O evento foi promovido pela unidade escolar em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB), por meio do Grupo de Geotecnologias, Educação e Contemporaneidade. O encontro teve como objetivo apresentar projetos dos estudantes da Educação Básica, de escolas da rede pública, no âmbito da Geotecnologia, bem como incentivar o protagonismo estudantil por meio da iniciação científica. 

Durante o encontro, foram realizadas apresentações culturais, de dança e de música, declamação de poesias, palestras, mesas redonda e apresentados projetos de pesquisas, realizados pelos estudantes do Colégio Polivalente do Cabula e dos Colégios da Policia Militar do Dendezeiros, Lobato, Luís Tarquínio e João Florêncio Gomes. Participam, também do congresso, profissionais e estudantes da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e do Instituto Federal da Bahia (IFBA) de Valença.  

A gestora da unidade, Lúcia Maria Ferreira, falou sobre a importância da pesquisa para o fortalecimento do aprendizado e do protagonismo estudantil. “No caso da nossa escola, os estudantes trabalharam a Geotecnologia a partir da rádio. Para isso, eles pesquisaram, analisaram, construíram e processaram seu projeto. Queremos que eles sejam possuidores do conhecimento e não existe maneira melhor para que esta mudança aconteça. Trabalhar com a pesquisa vem fortalecendo o aprendizado, no âmbito da interdisciplinaridade e motivando o estudante a ser protagonista da construção do seu conhecimento, por meio das pesquisas”.

A estudante Carla Liz Mendes, 19 anos, 3 º ano do Ensino Médio, do Colégio Polivalente do Cabula, apresentou uma pesquisa sobre a implantação de rádio escola, em colégios do bairro Tancredo Neves, em Salvador. Para a jovem, que conversou com moradores da localidade, uma rádio escolar é uma necessidade coletiva que trará bons resultados. “Como sou moradora do local, procurei informações sobre o bairro, quem são os moradores daquela localidade e como e de que forma o projeto ajudaria. Então, resolvemos trabalhar nos Colégios Estaduais Helena Magalhães e Zumbi dos Palmares, que já realizam trabalhos sociais voltados para a comunidade. A intenção do projeto é levar a rádio escolar para essas unidades e trabalharmos com a divulgação de cursos, projetos assistenciais e informações que possam melhorar a vida dos moradores dessas comunidades”, explicou.

Os estudantes do Colégio da Polícia Militar do Dendezeiros, Caio Roberto, 17, 2º ano, e Alana Costa, 18, 1º ano, também apresentaram projetos e pesquisaram sobre a história do Hospital Ana Nery, que fica no bairro Caixa D’água, em Salvador. “Começamos pesquisando o trabalho que é executado no hospital e porque um hospital de cardiologia recebeu esse nome. Aí que veio a surpresa: descobri que Ana Nery foi reconhecida por ser a primeira enfermeira do Brasil e que ficou mundialmente conhecida por prestar seus serviços na Guerra do Paraguai. Desde pequena que tenho o sonho de me dedicar à Medicina e ser uma cirurgiã e esse trabalho só veio reafirmar isso”, revelou Alana.

Já seu colega Caio contou que, para a elaboração do projeto, utilizaram pesquisas bibliográficas e contaram com a ajuda dos professores. Foi um estudo interessante, rico em conhecimento na área de Saúde, e no trabalho que é executado pelos profissionais daquele lugar. Eu também conclui a pesquisa certo de que é a Medicina que quero para a minha vida”.

Para o professor de Geografia e pesquisador, Cosme Jorge Patrício Queiroz, a pesquisa incentiva os jovens estudantes a continuarem com os estudos, a partir da curiosidade pela investigação. “Esses alunos desenvolvem pesquisas com cunho científico e usando métodos de pesquisa científica. Isso é interessante, porque esses alunos normalmente continuam com os estudos, ou seja, eles interrompem essa barreira de terminar o Ensino Médio e ficar ali, eles continuam com as pesquisas. Fazemos um trabalho amplo com estudantes da Educação Básica e eu, em especial, com os estudantes do Ensino Médio”. 


Foto: Claudionor Jr.

Ibametro sofre com cortes do governo federal e tem operações prejudicadas


Passados seis meses de 2019, o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) recebeu apenas 17% dos repasses previstos para todo o ano do governo federal. Órgão arrecadador delegado do Inmetro na Bahia, o Ibametro recebeu apenas R$2 milhões dos R$12 milhões que estão na sua dotação orçamentaria. 

O órgão, desempenha importantes funções, como trabalho de conscientização e fiscalização a postos de combustíveis, materiais têxteis e regulação de produtos que possuem pesos e medidas visando a defesa e integridade do consumidor. 

Vale lembrar que essa deficiência de repasse também afeta as operações dos institutos de pesos e medidas de outros estados.

Em 2018 cerca de 800 milhões de reais foram arrecadados, ao total, pelos órgãos delegados do Inmetro. Nesse ano já são quase 270 milhões.

Diretor-geral do Ibametro, Randerson Leal ressaltou durante pronunciamento a importância do trabalho das entidades de pesos e medidas. "Desta forma, o governo está dando salvo conduto a quem comete irregularidades quando não permite que a gente faça o nosso trabalho de fiscalizar", lembrou.

A reclamação foi ouvida, na tarde de ontem (29), por congressistas baianos. Senador, Angelo Coronel (PSD) reafirmou seu compromisso em cobrar a volta dos repasses do Palácio do Planalto. “Imagine vocês que os recursos que eles arrecadaram, vai a Guia de Recolhimento Único, vêm para Brasília e não voltam para os Estados. É esse governo que quer que o Brasil ande? Só faz cortes. Chega de centralização, precisamos descentralizar”, protestou.

Foto: Mateus Pereira/GOVBA.

30.5.19

Inscrições para contratação de médicos para a Policlínica da Região de Paulo Afonso serão abertas em 3 de junho



O Consórcio Público Interfederativo de Saúde da Região de Paulo Afonso, informa que estarão abertas, no período de 3 a 7 de junho, as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado visando à contratação de médicos de diversas especialidades, para compor o quadro de pessoal da Policlínica da Região de Paulo Afonso.


O Processo Seletivo Simplificado visa à contratação por prazo determinado de vagas existentes, sob regime celetista, no quadro de empregos e, de acordo com o Edital, tem prazo de validade de 01 (um) ano a contar da data da homologação do certame, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do Consórcio Público Interfederativo de Saúde da Região de Paulo Afonso


A ficha de inscrição, currículo e documentos comprobatórios deverão ser entregues presencialmente, por intermédio de procurador munido de procuração pública ou pelo endereço eletrônico do Consórcio, no período de 3 a 7 de junho, em envelope fechado, com descritivo Inscrição para processo seletivo simplificado do Consórcio Público Interfederativo de Saúde da Região de Paulo Afonso – CISRP, no endereço: Avenida Apolonio Sales, nº. 915, 2º andar, S/212, Edifício Empresarial Rocha, Paulo Afonso.


O resultado final da seleção simplificada para Emprego Público, após decididos todos os recursos interpostos, será homologado pela Comissão de Seleção Simplificada do Consórcio Público Interfederativo de Saúde da Região de Paulo Afonso e publicado no Diário Oficial da prefeitura do município sede do Consorcio e/ou do município do presidente do Consórcio e no endereço eletrônico www5.saude.ba.gov.br/obr no link “consórcio de saúde” em ordem classificatória, em lista única).

As informações estão disponíveis no endereço AQUI.


Escolas estaduais são mobilizadas para participação na Feira de Ciências, Matemática e Empreendedorismo



A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) está mobilizando as escolas estaduais para a realização das feiras escolares de Ciências, Matemática e Empreendedorismo 2019 e, consequentemente, para a 8ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA). Para participar das feiras escolares, gestores, professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual precisam fazer a adesão ao projeto até esta sexta-feira (31), mediante preenchimento de formulário disponível no Portal da Educação. No Portal, também estão disponíveis a chamada pública e o edital com todas as diretrizes para a participação dos estudantes e professores na 8ª FECIBA.

As feiras escolares acontecerão de 1º de agosto a 30 de setembro de 2019 e são compostas pela exposição e mostra de trabalhos realizados por estudantes sob a orientação de um professor. Os trabalhos selecionados nas feiras escolares deverão ser submetidos à 8ª FECIBA, no período de 1º a 20 de outubro. A FECIBA é considerada uma estratégia de divulgação e popularização científica, que envolve mostra de experiências e de estímulo ao protagonismo estudantil. Na atividade, os estudantes do Ensino Fundamental, do Ensino Médio e da Educação Profissional e Tecnológica, orientados por docentes, apresentam projetos desenvolvidos em sala de aula, que fortalecem o domínio de competências e habilidades nas diversas áreas do conhecimento.

Arte e cultura - Neste ano, a SEC, por meio da Coordenação Executiva de Projetos Estratégicos da Educação, amplia os horizontes e possibilidades tanto das feiras escolares quanto da FECIBA, incentivando interlocuções com diversos campos do conhecimento. Assim, além dos projetos de iniciação científica, as feiras incluirão aqueles desenvolvidos no âmbito dos projetos estruturantes e intersetoriais promovidos na rede estadual. São eles: Artes Visuais Estudantis (AVE); Festival Anual da Canção Estudantil (FACE); Tempos de Arte Literária (TAL); Educação Patrimonial e Artística (EPA); Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP); Dança Estudantil (DANCE); Encontro Coral (ENCANTE); Produção Vídeos Estudantis (PROVE); Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC), Educação Ambiental e Saúde e Escolas Culturais. Todos os projetos a serem submetidos à FECIBA deverão estar enquadrados nas seguintes áreas: Ciências Exatas e Engenharia; Ciências Humanas e Ciências Sociais aplicadas; Ciências Biológicas, Ciências da Saúde e Ciências Agrárias; Empreendedorismo, Mundo do Trabalho e Projeto de Vida; Energia e Sustentabilidade e Júnior Menor.

Foto: Ilustrativa/Divulgação

29.5.19

Prefeito de Jeremoabo é multado por nepotismo



O Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta terça-feira (28/05), julgou procedente a denúncia formulada por vereadores do município de Jeremoabo contra o prefeito Derisvaldo José dos Santos, pela prática de nepotismo. O gestor teria nomeado a mulher, a irmã e três sobrinhos do secretário Municipal, João Batista Santos Andrade, para ocupar cargos em comissão na prefeitura, durante o exercício financeiro de 2017. O relator, conselheiro José Alfredo Rocha Dias, aplicou multa no valor de R$5 mil e determinou a exoneração de todos.

A relatoria considerou ilegal a nomeação de Alalucha Teixeira Ferreira Andrade, mulher do secretário, para o cargo de chefe do Setor de Recursos Humanos do Hospital Geral de Jeremoabo; de Maria Célia Santos Andrade, irmã do secretário, como coordenadora do Setor de Compras e Almoxarifado; de Fabrício Emanoel dos Santos Silva, sobrinho do secretário, lotado como Defensor Público; de Gilson Santos Andrade Filho, sobrinho do secretário, no cargo de chefe de Manutenção de Estradas Viscinais; e de Lucas Ravel Santos Andrade, sobrinho do secretário, para o cargo de auxiliar de Assistência em Saúde. O prefeito não apresentou nenhum documento que comprovasse a capacidade técnica dos nomeados para as suas funções.

O conselheiro, relembrou que a súmula vinculante nº 13 do STF impede a nomeação de cônjuge, companheiro, parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau da autoridade nomeante ou de servidor investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, de cargo em comissão ou de confiança, em quaisquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.

Cabe recurso da decisão.

SecultBA recebe propostas para a terceira chamada do Edital de Mobilidade Cultural 2019



Inscrições estão abertas até 27 de junho de 2019 para viagens nos meses de fevereiro, março e abril de 2020

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) abriu, nesta quarta-feira (29), a 3ª chamada do Edital de Mobilidade Cultural 2019, do Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA). Produtores culturais e artistas podem apresentar propostas até 27 de junho, através do módulo Clique Fomento do Sistema de Informações e Indicadores em Cultura (SIIC).

 A chamada pública prevê o financiamento de projetos e ações, a serem realizados por artistas, grupos, coletivos e agentes culturais baianos, em outros estados brasileiros e países. O edital é destinado a pessoas jurídicas e físicas a partir de 10 anos. No caso dos menores de idade, a inscrição deve ser realizada por um representante legal.

As viagens estão previstas para fevereiro, março e abril de 2020. As linhas de apoio contempladas pelo edital são: Formação Artística e Cultural (adulto e infantojuvenil); Residência Artística e Cultural; Intercâmbio e Cooperação Cultural; e Circulação, Difusão e Promoção.

Esta é a última chamada do Edital de Mobilidade Cultural prevista para 2019. O valor disponível é de R$ 400 mil. Mais informações e documentos importantes estão publicados no site da SecultBA.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Cultural e Editais Setoriais.

Equipe de Neurocirurgia do HGVC realiza procedimento inédito no Nordeste



"Foi um dia histórico para a neurocirurgia da Bahia ". Estas foram as palavras do médico neurocirurgião Iogo Henrique que, em parceria com o também neurocirurgião Mauro Sérgio, realizou na segunda-feira (27), no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), a primeira microcirurgia neuroendoscopia assistida do Nordeste.

O HGVC se caracteriza pela assistência em alta complexidade em neurocirurgia, e com essa técnica disponível aumenta a eficiência do serviço. Ainda que nem todos os pacientes sejam candidatos a realizar procedimentos minimamente invasivos, a grande maioria dos casos é beneficiada. O uso da neuroendoscopia durante os procedimentos microcirúrgicos permite que o procedimento seja realizado com mais segurança e por craniotomias menores.

A neuroendoscopia é um procedimento bem menos invasivo em  neurocirurgias. No procedimento é usado o Endoscópio  Cirúrgico, um instrumento óptico que permite a visualização de estruturas no interior de uma cavidade cerebral com aumento e boa resolução. O procedimento possibilita o acesso a tumores, sangramentos e outras lesões, ainda que em lugares mais profundos, sem precisar de uma grande cirurgia.

Dentre os benefícios da neurocirurgia minimamente invasiva destacam-se: menor tempo de internação; incisões menores; menor trauma cirúrgico; menor risco de infecção; recuperação mais rápida; cirurgias mais rápidas e precisas; ausência ou mínima manipulação do cérebro.

Essa técnica é uma grande conquista para os pacientes de toda região. No HGVC está disponível o que de melhor existe na área da neurocirurgia. Mesmo em nível nacional, esse tipo de tratamento é oferecido em poucos centros de referência na área.

Ainda ontem, foi realizada outra cirurgia desse tipo. Um jovem de 29 anos, com um tumor localizado no tronco cerebral (uma região de difícil acesso e que 1mm faz diferença entre vida e morte), foi submetido ao tratamento cirúrgico com essa técnica. O procedimento durou cerca de 2h e ocorreu sem intercorrencias. Poucos minutos depois, o paciente já se encontrava sem sintomas ou queixas e com previsão de alta hospitalar em 48h.

Dia Mundial sem Tabaco



“Não deixe o tabaco tirar seu fôlego. Escolha a saúde, não o tabaco”. Esse foi tema escolhido para o Dia Mundial sem Tabaco, que transcorre a 31 de maio. No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, 428 pessoas morrem por dia por causa da dependência a nicotina, 56,9 bilhões de reais são perdidos a cada ano devido a despesas médicas e perda de produtividade, e 156.216 mortes anuais poderiam ser evitadas. Das mortes anuais causadas pelo uso do tabaco, 34.999 correspondem a doenças cardíacas; 31.120 mortes por DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica); 26.651 por outros cânceres; 23.762 por câncer de pulmão; 17.972 mortes por tabagismo passivo; 10.900 por pneumonia; 10.812 por AVC (acidente vascular cerebral).

Como resultado das importantes ações de controle do tabaco desenvolvidas, a prevalência de tabagismo vem diminuindo no país ao longo dos anos. Em 1989, o percentual de fumantes de 18 anos ou mais no país era de 34,8%. Já em 2013, de acordo com pesquisa mais recente para essa mesma faixa etária em áreas urbanas e rurais, o número caiu para 14,7%. Nos jovens, a última pesquisa realizada em 17 cidades brasileiras demonstrou que a prevalência de estudantes que fumavam regularmente foi muito similar à encontrada nos adultos.

Fator de risco

O uso do tabaco passou a ser identificado como fator de risco para uma série de doenças a partir da década de 1950. No Brasil, na década de 1970, começaram a surgir movimentos de controle do tabagismo, liderados por profissionais de saúde e sociedades médicas. A atuação governamental, no nível federal, começou a institucionalizar-se em 1985 com a constituição do Grupo Assessor para o Controle do Tabagismo no Brasil e, em 1986, com a criação do Programa Nacional de Combate ao Fumo. Atualmente, o tabagismo é reconhecido como uma doença crônica causada pela dependência à nicotina presente nos produtos à base de tabaco.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o tabagismo é a principal causa de morte evitável em todo o mundo, sendo responsável por 63% dos óbitos relacionados às doenças crônicas não transmissíveis. Dessas, o tabagismo é responsável por 85% das mortes por doença pulmonar crônica (bronquite e enfisema), 30% por diversos tipos de câncer (pulmão, boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga, colo de útero, estômago e fígado), 25% por doença coronariana (angina e infarto) e 25% por doenças cerebrovasculares (acidente vascular cerebral). Além de estar associado às doenças crônicas não transmissíveis, o tabagismo também é um fator importante de risco para o desenvolvimento de outras doenças, tais como - tuberculose, infecções respiratórias, úlcera gastrintestinal, impotência sexual, infertilidade em mulheres e homens, osteoporose, catarata, entre outras doenças.

PPA: Saúde é discutida em mesa programática



Ampliação da desconcentração da rede assistencial, regionalização da saúde, tornando os territórios autossuficientes  e ênfase nas demandas das populações vulneráveis. Esses foram alguns eixos de discussão da mesa programática do Plano Plurianual Participativo (PPA-2020/2023) sobre a área da Saúde, realizada nesta quarta-feira (29), na Secretaria do Planejamento (Seplan).

O debate sobre as políticas públicas da Saúde contou com a participação de representantes de 10 secretarias do estado. “É a primeira vez que estou participando da construção de um PPA, e é uma riqueza imensa, porque a gente acaba conhecendo o Estado de uma forma bem macro”, disse a Assessora de Planejamento e Gestão (APG) da Secretaria da Saúde (Sesab), Emanuele Barbosa.

Ainda segundo Emanuele, para a Sesab  o processo é de suma importância. “Primeiro porque trabalhamos com a transversalidade das atividades, e conseguimos enxergar que a secretaria não é uma ilha, e tem e deve estar conectada com os outros setores e atividades do Estado”, resumiu.

Já para Silvana Salomão, APG da Secretaria da Segurança Pública (SSP), que participa pela segunda vez do processo, a construção do documento referente aos anos de 2020 a 2023 está com discussões mais aprofundadas. “Tenho certeza de que este agora será muito melhor do que o que está em vigor (2016/2019), pois percebi um amadurecimento muito grande dessa dinâmica, com mais maturidade de todos”, falou a APG.

Especificamente sobre a Segurança Pública, Silvana destaca a interação com as áreas sociais, de saúde, do trabalho e desenvolvimento urbano e rural, por exemplo, “é imprescindível para tenhamos uma rede social por trás, porque as pessoas pensam se combate a violência colocando mais policiais nas ruas, e sabemos que não é simples assim”, resume Silvana.

Desenvolvimento Urbano e Rede Cidades

As mesas programáticas serão realizadas até 10 de junho, no auditório da Seplan, sempre discutindo os planejamentos estratégicos organizacionais e a integração dos compromissos pactuados. Nesta quinta-feira (30), a partir das 9h, será a vez do 'Desenvolvimento Urbano e Rede Cidades' .

As próximas mesas vão discutir, 'Desenvolvimento Rural' (31/5), 'Inclusão Socioprodutiva e Mundo do Trabalho' (3/6), 'Educação' (4/6), 'Meio Ambiente e Sustentabilidade' (5/6), 'Desenvolvimento Produtivo' (6/6), 'Assistência Social e Garantia de Direitos' (7/6) e 'Gestão Governamental' (10/6).

Foto: Secom.

Ao Vivo no Papo Correria com o Governador Rui Costa



Todas as terças-feiras o Governador da Bahia, Rui Costa, bate um papo pelas redes sociais com os internautas.


Rui Costa e a era da comunicação em redes sociais



Muito antes de políticos fazerem “lives” em redes sociais pela internet, o Governador da Bahia Rui Costa já usava este meio de comunicação para chegar mais perto do seu eleitorado. Ele vem fazendo semanalmente o já conhecido Papo Correria, todas as terças-feiras através de suas páginas no Facebook, Twitter e Instagram.

Rui recebe sempre uma autoridade ligada ao governo, secretários, diretores de empresas e funcionários públicos. Mas é com seus convidados fora deste grupo que as conversas são mais animadas. Isto porque para lá vão, desde presidentes de associações a estudantes. O governador aproveita a audiência para ajudar na divulgação de produtos e nas ações que são feitas por estas pessoas.

Ele usa o espaço, inteligentemente, para responder a centenas de perguntas de internautas durante as duas horas de transmissão. Tudo isto interagindo ao vivo com todos. Se você quer ter esse contato direto com o Governador da Bahia, hoje ele vai estar ao meio dia em suas redes sociais. Vá e faça a sua pergunta através dos endereços, www.instagram.com/ruicostaoficial, www.youtube.com/PapoCorreria, www.facebook.com/ruicostaoficial.


28.5.19

Aluno do IFBA de Paulo Afonso tem projeto aprovado em concurso de inovação e pede apoio



Um vídeo está circulando nas redes sociais com um apelo para Marivaldo dos Santos Sales. Ele é estudante do IFBA/UAB, no polo da cidade de Paulo Afonso no Nordeste do Estado da Bahia e teve um projeto seu, o “Manual Discente-Operacional Interativo – InterIF”, que está participando de uma seleção na unidade, e agora está na fase de Pitch. Que é a laboração de uma apresentação sumária com objetivo de despertar o interesse pelo seu negócio.

O projeto propõe uma solução para os problemas da rotina estudantil. Dentre estas, a “justificativa de faltas, reposição de disciplina, tarefas domiciliares entre outras”, diz Marivaldo em seu vídeo.
Nesta fase, o candidato está buscando sua classificação entre os dois primeiros colocados. Caso isto aconteça, ele receberá prêmio e certificado de participação.

O aluno faz apelo a comunidade ifibana para curtir seu vídeo, que está disponível até o dia de amanhã,29. Para acessar, os alunos da unidade devem acessar o canal do departamento de inovação do IFBA. Lá também irão encontrar linques com endereços de outros alunos.

Policlínica de Jequié realizou mais de mil atendimentos no final de semana



No último final de semana (25/26), a Policlínica Regional e Jequié promoveu uma ação para atender a sua demanda reprimida e, com a adesão dos 28 municípios consorciados, a unidade realizou mais de mil atendimentos nos dois dias. Dentre os serviços, foram feitas 654 consultas médicas em atenção especializada.

De acordo com a diretora da Policlínica, Ignês Beatriz Lopes, a iniciativa visa oferecer os serviços de maior procura pelos municípios, que acabam gerando grande demanda na unidade. E ela acrescenta que a ação já ocorrerá novamente nos dias 15 e 16 de junho (sábado e domingo).

Para Leonardo Gomes Santos, coordenador de regulação do município de Manoel Vitorino, que faz parte do consórcio, essa agenda extra da policlínica é muito importante para os municípios. "No nosso caso mesmo, conseguimos zerar a fila de espera por tomografias com contraste, que tinha pacientes aguardando desde 2018. Outra especialidade que zeramos foi de mastologista. E, em outras especialidades, ficamos com poucas pessoas na fila".

Ele acrescentou que, mesmo funcionando num final de semana, toda a equipe da policlínica prestou um serviço humanizado e acolhedor, se preocupando em alinhar os horários para que os pacientes não ficassem o dia todo na unidade. "Quem tinha atendimento pela manhã e pela tarde, por exemplo, foi remanejado para um único turno. Com isso, quem chegou pela manhã, às 12 horas já estava liberado para voltar para o seu município", declarou Leonardo Gomes Santos.

A paciente Maria Alves da Silva, moradora de Manoel Vitorino, elogiou o atendimento da policlínica e ressaltou a importância do equipamento para a região. "Eu descobri que estava com câncer, fiz todos os meus exames por aqui mesmo e já fui encaminhada para fazer o tratamento".

Com índices de satisfação acima de 90%, a Policlínica de Jequié atende à população de 28 municípios da região: Aiquara, Apuarema, Barra do Rocha, Boa Nova, Brejões, Cravolândia, Dário Meira, Ibirataia, Ipiaú, Irajuba, Iramaia, Itagi, Itagibá, Itamari, Itaquara, Itiruçu, Jaguaquara, Jequié, Jitaúna, Lafaiete Coutinho, Lajedo do Tabocal, Manoel Vitorino, Maracás, Nova Itarana, Planaltino, Santa Inês, Ubaitaba e Ubatã.

Polícia Civil localiza e destrói plantação com 50 mil pés de maconha



A plantação situada na zona rural de Juazeiro poderia produzir duas toneladas e meia de maconha

Uma operação da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), de Juazeiro, erradicou 50 mil pés de maconha descobertos pela polícia, na segunda-feira (27), na localidade de Riacho da Massaroca, zona rural do município. A plantação destruída poderia produzir duas toneladas e meia da droga.

No local foram encontrados, ainda, quatro tanques e um açude que serviam para irrigar a plantação, equipamentos utilizados no cultivo, bombas de pulverização e mudas da erva. Um acampamento montado nas imediações, com barracas e alimentos que seriam consumidos pelos traficantes, também foi destruído pelos policiais.

A investigação conduzida pela DTE/Juazeiro deve prosseguir para identificar e prender os responsáveis pela maconha. A ação que resultou na descoberta e erradicação da plantação contou com o apoio de equipes da 17ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) e Deam, ambas sediadas em Juazeiro.

Por Caroline Araújo.

26.5.19

Faltou Bots Bolsonarianos nas ruas


 Avenida 13 de Julho em Aracaju.

Durante toda a semana Bolsonaristas participaram de uma intensa campanha, lembrando o que aconteceu nas eleições do ano passado para divulgar os atos de hoje em cidades brasileiras. Sim, muitos “esquerdistas” também ajudaram neste trabalho. É que achando que estavam criticando o evento, eles propalaram muito mais que o que vai acontecer no dia 30 contra a reforma da previdência, contra o corte na educação, por Lula Livre e demais pautas esquerdistas. Tem sempre quem faça isto.

Já estamos na noite do dia 26 de maio de 2019 e podemos dizer que os atos da direta foi um “retumbante fracasso”, como anunciado durante todo o dia pela esquerda. Salvo a manifestação ocorrida na Avenida Atlântica na Praia de Copacabana no Rio de Janeiro, todos os demais juntaram um número de pessoa que não lotaria, todas elas juntas, um estádio de futebol de time de pequeno porte.

Tinham mensagens em faixas e cartazes para todos os gostos, dessa turma é claro. Frases que pediam a “Intervenção no STF” e “Fora ditadura Comunista” mostravam que a falta de conhecimento do momento político atual é enorme. Essas pessoas desconhecem a história, e talvez por isto mesmo, acreditam que o Brasil é um estado comunista com Jair Bolsonaro na presidência.

Alguém lembrou da frase do Eduardo Bolsonaro, que durante uma palestra disse “Para fechar o STF basta um soldado e um cabo”. Mas, escreveu errado e ainda acrescentou, “com um Cabo e um soldado eu fecho o STF e o Congresso”, escreveu o revoltado. E sobrou até para o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia. Ele foi agraciado com um boneco e por alguém que levava uma faixa onde estava escrito, “Impeachment ou morte! Maia bandido!”.

Como neste tipo de “micareta bolsominon” não falta indicativos de que há malucos por todos os lados, tinham faixas pedindo a volta da Monarquia em Brasília, “monarquistas pela pátria sempre”, e em um coreto na cidade de Piracicaba no Estado de São Paulo, tinha uma bandeira alusiva ao sistema de governo.

A esquerda aproveitou o dia para tirar um sarro do fracasso das manifestações. Anunciaram que Brasília que não deu 2000 pessoas, Recife tinha “uns gatos pingados” e até conseguiram prints de conversas de grupos que organizaram as manifestações pelo Brasil mostrando desespero pelo fracasso. Em um deles, alguém anunciava que as ruas estavam vazias e que todos deviam sair de casa e ainda levar quem pudesse. Pelas imagens distribuídas nas redes sociais, parece que o pedido não foi atendido.

Em Brasília, Fabiano Leitão, conhecido como “O Trompetista de Lula”, deixou seu o Sax de lado e hoje tocou o berrante. Ele apareceu em um vídeo na esplanada dos ministérios anunciando que iria “tocar o gado. O gado que está indo para o abate” e soou o berro. Na cidade de Ouro Preto em Minas Gerais também teve quem fizesse o mesmo.

Desde a campanha eleitoral, uma coisa chama a atenção de todos para estas “manifestações populares” pró-Bolsonaro. É a estrutura que é montada para que elas aconteçam. No Pará, todas as pessoas, que não se conhecem pessoalmente, tiveram a mesma ideia e levaram para as ruas bandeiras verdes e amarelas no mesmo formato. Nas capitais, Trios Elétricos potentes estavam estacionados e serviram de palanques para as falas. Faixas em diversas cidades tinham a mesma cor e, acredito, terem sido impressas na mesma gráfica, assim como cartazes saídos da mesma tipografia.

De onde vem o dinheiro que pagou tudo isto?

23.5.19

Respeita a Bahia, porra



Caro senhor deputado, Delegado Waldir, fui surpreendido com um vídeo onde tem uma atuação sua, das piores é verdade, como ator de quinta categoria. Nele vossa excelência grita ensandecido, para não dizer que parecia estar sob efeito de alguma substância impropria ao consumo humano, o vi espumando e gritando, “a Bahia é um lixo governado pelo PT”.

Mais respeito com os baianos. Baiano tem é muito amor para dar, mas tudo tem limite.

Mas venha devagar com a sua estupidez, a Bahia não deve estar na boca de quem nada tem a contribuir com esta nação Nordestina. Experimenta passar porque aqui, com sua cultura do ódio eleita por um bando de malucos. Te colocaremos de quatro, no colo, e lhe daremos uma surra de urtiga passada no rego dessa tua bunda branca. Só para que tenhas a lembrança de como se deve tratar doido varrido com tu. Temos muito amor, mas não pise em nossos calos.

Ao atacar a todo o nosso povo, atacas também a todos os Nordestinos, já que somos um só povo. Aqui, um cabra como o Sr não se cria. Já teria levado uma surra de bimba de boi, só para aprender a respeitar aos outros. Se vivo fosse, Lampião o teria feito lavar essa sua boca suja com creolina. Isto para a desinfetar desta seboseira que sai dessa latrina que fica entre seu nariz e seu queixo.

Respeita a terra de Jorge Amado, Castro Alves, Gregório de Matos, Raul, Dodô e Osmar, Ivete, Caetano Gil, Daniela, Bel, Manno, Novos Baianos, Luiz caldas, Moraes Moreira, Dona cano, João Gilberto, Bethânia, Tom Zé, Lázaro Ramos, Wagner Moura, Luís Miranda, Érico Brás, João Miguel, Tânia Toko, Zéu Brito, Fabrício Boliveira, Emanuelle Araújo, Augusto Teixeira de Freitas, Anísio Teixeira, Mário Cravo, Carybé, Margarete, Gal, Waldick Soriano, Pitty, Pepeu Gomes, Marcelo Nova e Dinho, do Mamonas Assassinas, Tony Kanaan, Dida, Daniel Alves, Popó, Bebeto, Izaquias Queiroz, Lázaro Ramos, Priscila Fantin, Wagner Moura, João Miguel, Regina Dourado, Fábio Lago, Zéu Britto, Giovanna Gold, Othon Bastos, Antônio Pitanga, cineasta Glauber Rocha, Waldir Pires, Emiliano José, Rui Costa, Dias Gomes, João Ubaldo, a José e as Marias que representam a todos desta terra, berço do Brasil.

Essa loucura destilada por vossa excelência, que agride os estudantes, os baianos, os nordestinos só nos levarão ao enfrentamento nas ruas. E saiba, nelas eu sou mais os meus.

Policlínica de Paulo Afonso já tem data definida para sua inauguração


Durante o Papo Correria feito pelo Governador do Estado, Rui Costa, todas as terças-feiras em suas redes sociais, ele respondeu a internauta da cidade, Irene Pereira, que perguntou sobre a possível dará da inauguração. “É a primeira policlínica que iremos inaugurar. Já batemos o martelo. É a de Paulo Afonso”.

Rui também chamou a atenção para as obras viárias que estão sendo feitas pelo governo do estado em frente a policlínica, para que todo o entorno tenha as condições adequadas da inauguração que vai acontecer no dia 07 de junho.

Ao todo, vão ser 11 policlínicas nesta nova etapas de inaugurações e a de Paulo Afonso será a primeira. O governo do estado já inaugurou 08 unidades de saúdes em cidades polos regionais. Ao final do ano, Rui pretende ter inauguradas as 19, melhorando consideravelmente o atendimento às pessoas em toda a Bahia.

WhatsApp Status deve ganhar propagandas até 2020


Em breve, o WhatsApp terá mais uma forma de ganhar dinheiro: nesta quarta-feira, 22, o Facebook anunciou em um evento a portas fechadas, realizado na Holanda, que o serviço de mensagens efêmeras WhatsApp Status ganhará anúncios a partir de 2020.

Usada hoje por mais de 500 milhões de pessoas, a ferramenta do WhatsApp Status é bastante semelhante aos Stories do Instagram - ambos, claro, são parecidos com as mensagens do Snapchat, de onde o Facebook copiou o recurso.





Segundo as fontes, os anúncios também funcionarão de forma similar: eles aparecerão como postagens independentes, entre uma e outra publicação dos usuários.

A funcionalidade vai aparecer tanto no iPhone como no Android, sinalizou a empresa. Haverá ainda um símbolo que vai indicar que aquele post é patrocinado e uma seta, para que o usuário siga o link daquele anúncio - um exemplo exibido na Holanda foi de um mercado fictício, fazendo propaganda de seu serviço de entrega de produtos.


WhatsApp Business. No evento, chamado de Facebook Marketing Summit, o Facebook ainda divulgou novas funcionalidades para a versão corporativa do WhatsApp.

Entre elas, uma ferramenta vai permitir que o usuário tenha uma prévia de um arquivo PDF enviado pelo aplicativo - uma visualização da primeira página. Hoje, é preciso baixar o arquivo para o dispositivo para enxergar seu conteúdo.

Por: Terra

22.5.19

Setre lança projeto de desenvolvimento territorial solidário em Paulo Afonso


 

A Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) lança amanhã (23), às 9h, no Centro de Cultura de Paulo Afonso, na região norte do estado, o projeto Articulação Territorial de Socioeconomia Solidária de Itaparica.


A iniciativa, executada pela Assessoria e Gestão Em Estudos da Natureza, Desenvolvimento Humano e Agroecologia (AGENDHA), conta com um investimento de R$ 348 mil. Serão beneficiados diretamente 15 empreendimentos econômicos solidários, formados por agricultores familiares, artesãs, catadores, quilombolas, populações ribeirinhas e povos indígenas.


No total, cerca de 300 pessoas dos municípios de Abaré, Chorrochó, Macururé, Rodelas, Glória e Paulo Afonso serão contemplados pelo projeto, que foi selecionado no Edital de Desenvolvimento Territorial Solidário: Estruturação e Fortalecimento de Empreendimentos Econômicos Solidários como Estratégia de Superação da Pobreza na Bahia, do Governo do Estado.


Entre as ações previstas estão: formação, assessoria técnica e acompanhamento, na área da gestão, comercialização, finanças solidárias, qualificação profissional; plano de formação e capacitação; diagnósticos participativos e estudos de viabilidade e gestão democrática; seminário de avaliação final do projeto; plano de estruturação de espaços de produção e comercialização; e feira territorial de economia solidária e agricultura familiar.

Ações estratégicas para a caprinovinocultura baiana são debatidas em Salvador




Uma reunião de alinhamento e articulação das ações de apoio à caprinovinocultura, nos Territórios Bacia do Jacuípe, Sertão do São Francisco, Piemonte Norte do Itapicuru, Sisal, Velho Chico e Médio Rio de Contas, foi realizada, nesta quarta-feira (22), no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.


A ação, promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), contou com a participação de dirigentes e equipe técnica da SDR, de organizações produtivas da agricultura familiar e representantes de organizações de assistência técnica. O objetivo é construir um arranjo institucional para o desenvolvimento deste sistema produtivo, a partir do cenário atual e das perspectivas de mercado em cenários futuros. A cadeia produtiva da caprinovinocultura abrange cerca de 20 mil famílias, que recebem apoio do Estado.


Ademilson Santos, superintendente de Agricultura Familiar (Suaf/SDR), observou que o maior desafio é o processo de comercialização da produção, e que a partir do que foi debatido na reunião será realizado um encontro para a construção de um plano territorial dessa cadeia produtiva: “Já está previsto, para o próximo mês de junho, um encontro para a ampliação desse debate, envolvendo instituições financeiras, universidades, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e outros segmentos que atuam nesta atividade. A ideia é construir o arranjo produtivo da caprinovinocultura, pensando também em estruturar o Serviço de Inspeção Municipal (SIM) nos municípios, além de encontrar soluções para outros desafios”.


De acordo com Valério Rocha, presidente da Cooperativa Agropecuária Sertão Forte do Município de Casa Nova, a perspectiva com o novo arranjo produtivo que está sendo construído é de ter a oportunidade de escoar a produção: “Em nosso município a questão da comercialização ainda é muito complicada, muito difícil, por meio de atravessador. Então, os produtores, com esse formato de venda, estão se desestimulando, porque o nosso produto não tem valor agregado, mas, com esse novo arranjo, a gente espera que consiga comercializar nossos produtos e nossos animais com valor justo”.


Durante a reunião foi apresentada a estratégia das cooperativas Agroindustrial de Pintadas (COOAP) e de comercialização FrigBahia, que estão mostrando o potencial dessa cadeia produtiva e abrindo as portas para o mercado. Em Pintadas são comercializados cerca de 1.200 animais por mês, podendo chegar a até quatro mil, com um trabalho que potencializa a atuação de outros frigoríficos, atendendo a demandas de outros territórios, como os de Irecê, Velho Chico, Sertão do São Francisco e Sisal. 


Na programação, que contou com um debate sobre os desafios e potencialidades do sistema produtivo da caprinovinocultura, para uma ação estratégia governamental, foi realizada uma breve apresentação do cenário atual da Bahia e um balanço dos investimentos da SDR, por meio de projetos como o Pró-Semiárido e Bahia Produtiva, executados pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e outras ações realizadas pela Suaf, como a do projeto de segurança alimentar do rebanho, e pela Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), com a assistência técnica e extensão rural (Ater).


Entre as ações realizadas pela SDR estão a implantação e/ou estruturação de agroindústrias de beneficiamento, melhoramento genético, Ater, ações voltadas para a segurança alimentar do rebanho, entregas de máquinas forrageiras e implementos agrícolas, e apoio à comercialização.

Ações voltadas para o desenvolvimento rural da Bahia são apresentadas em audiência pública na ALBA


 

Apresentar as estratégias da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), voltadas para o desenvolvimento rural do estado da Bahia, no período de 2019 a 2022, foi o principal objetivo da Audiência Pública realizada, nesta terça-feira (21), na Comissão de Agricultura e Políticas Rurais da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.

O público, formado por dirigentes da SDR e parlamentares, conferiu e debateu algumas ações que já vêm sendo executadas nos últimos anos e um cronograma de programas, ações e projetos voltados para a agricultura familiar e o desenvolvimento rural do estado. Entre os temas debatidos estavam o corte de recursos, por parte do Governo Federal, para o segmento da agricultura familiar, a exemplo da ação voltada para a implantação de cisternas em propriedades rurais.

O titular da SDR, Josias Gomes, destacou que a audiência é importante para que haja uma maior interação entre a secretaria e os parlamentares, especialmente com a Comissão de Agricultura, dada a relevância do segmento da agricultura familiar, que envolve aproximadamente 700 mil propriedades em toda a Bahia: “Esse setor precisa da colaboração de todos e precisamos nos conscientizar da necessidade de dar condições para que os agricultores possam elevar a sua produtividade, com acesso ao crédito e aumento de renda, para a melhoria da vida dessas famílias. Reconhecemos que as parcerias com outros setores e a interação com os parlamentares, contribuirão para que tenhamos condições de ter pessoas cada vez mais comprometidas com essa temática”.

O representante da Fundação de Apoio aos Trabalhadores Rurais da Região do Sisal (Fatres), Urbano Carvalho, parabenizou toda a equipe da SDR pela apresentação e por cobrar esse compromisso com a agricultura familiar da bancada de parlamentares da ALBA: “É importante comprometer os deputados e deputadas com o projeto da agricultura familiar, principalmente fortalecendo a agroecologia, a agricultura orgânica, pensando no semiárido baiano, em questões como a da captação de água e do Marco Legal, para que o agricultor e agricultora possam gerir sua agroindústria e comercializar seu produto, não só no seu município, mas em todo o território e estado da Bahia”.

A proponente na audiência, e presidente da Comissão de Agricultura da ALBA, deputada estadual Jusmari Oliveira, falou que a participação de parlamentares foi expressiva, refletindo a importância dessa temática na ALBA: “O objetivo foi conhecer de perto o que a secretaria desenvolve, o planejamento e o cronograma dessas ações voltadas para a agricultura familiar baiana, que foram aprovados por unanimidade. Foi a oportunidade também de colocar o poder legislativo à disposição da SDR, para somarmos, tanto na colocação de ideias da Comissão, que tem um trabalho de levar os deputados ao interior, ao encontro das comunidades e ouvir as lideranças do setor agropecuário. Por isso, nessa audiência  ouvimos as diversas colocações, as cobranças e foi aberta uma porta, para que o poder executivo e legislativo possam comungar de um projeto único, para fortalecer mais ainda o estado da Bahia e melhorar as ações”.

Nós últimos quatro anos foi investido em ações voltadas para a agricultura familiar e o desenvolvimento rural, pelo Governo do Estado, um montante de R$ 1,2 bilhão em ações que incluem assistência técnica e extensão rural (Ater), agroindustrialização e comercialização de produtos da agricultura familiar, fomento à produção, acesso à água, inclusão socioprodutiva, regularização fundiária, acesso à tecnologia agrícola e mecanização rural, entre outras iniciativas que estão garantindo melhorias na qualidade de vida das famílias que vivem em comunidades rurais da Bahia, promovendo a sucessão rural e a permanência dessas famílias em suas propriedades.

Abriram as portas do hospício



As redes sociais foram invadidas esta semana com vídeos de apoiadores de Jair Bolsonaro. Neles, há pedidos desesperados para as que pessoas voltem às ruas para defender o presidente. Ele inclusive fez declaração chamando de “movimento espontâneo” e ajudando na convocação, inclusive sinalizando a sua participação em atos, para em seguida desdizer o que dissera antes.

A esquerda não perdoou e sinalizou estes vídeos como sendo “da série: Bolsominons têm transtornos mentais”, e viralizaram cada um destes. O que mais chamou a atenção é o de duas irmãs e um irmão, onde uma delas começa pedindo “chega, façam alguma coisa. Prendam estes malditos corruptos comunistas”. Em seguida a outra mulher chama a atenção do General Villas Boas, que teria, segundo ela, garantido que “as instituições brasileiras estariam funcionando perfeitamente”. Em uma clara referência contra o congresso nacional e o Superior Tribunal Federal. E exigem as forças armadas nas ruas.

De tão patético, o vídeo serviu para identificar que tipo de gente está clamando por “democracia” no Brasil atual. São as mesmas que foram as ruas para dar um golpe contra a presidenta eleita Dilma Roussef, e hoje discordam de qualquer protesto da oposição atual ao governo.

Mas este vídeo, que o Blog da Daniela Andrade viralizou, é só um entre tantos outros com pessoas que parecem ter saído de um sanatório dos anos 70, quando era comum internar pessoas no Hospital Ulisses Pernambucano, conhecido como Hospício da Tamarineira, no Recife ou no Instituto Philippe Pinel, que virou sinônimo de gente doida, inclusive virou nome de bloco carnavalesco em Salvador na Bahia, o Pinel.

A pergunta mais frequente que se faz, entre aqueles assustados e incrédulos com o que estão vendo acontecer com parte da sociedade brasileira é, “onde esse povo esteve escondido todos estes anos?”. Até o momento a resposta mais perto da realidade é a de que eles estiveram distantes. Estavam vivendo suas loucuras como se estivessem dopados por remédios prescritos na democracia, mas quando se foi quebrada a ordem social vigente, como prisões sem fatos determinados, manifestações apoiadas por grandes meios de comunicação, justiça silenciada por twitters de generais e o medo que se generalizou entre os “normais”, abriram as portas do hospício interno de cada um. E pelo jeito, está difícil os fazer retornar aos seus casulos. Os bichos foram soltos e estão fazendo um estrago muito grande na imagem do Brasil.