31.5.22

Projeto Águas da Chapada é lançado no 1° Encontro de Cafeicultores de Ibicoara


Para lançamento do Projeto Águas da Chapada que objetiva a produção de Serviços Ambientais por meio do PSA, desenvolvido em parceria com Instituto Do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA) e Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), o diretor-geral da  Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), José Acácio Ferreira, esteve presente no Encontro de Agricultores de Ibicoara na última sexta-feira (27/05), onde pôde colaborar como palestrante e evidenciar os benefícios gerados aos agricultores familiares, comunidades ribeirinhas e associações locais da Chapada Diamantina.

 

Com o intuito de identificar e integrar, de modo articulado com instituições governamentais e não governamentais, o projeto implementa ações para melhor gestão dos recursos hídricos da região (19 municípios integrantes do Consórcio Chapada Forte), a partir do uso acessório do PSA como instrumento econômico para promover a conservação, a prevenção e a proteção dos recursos naturais.

 

O evento que contou com a presença do Senador da Bahia, Jaques Wagner e o Presidente da Câmara dos Vereadores de Salvador, Geraldo Junior, abordou temas de extrema relevância como o Pagamento por Serviços Ambientais e Agricultura Regenerativa e foi promovido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo (SEMATUR), através do Subsecretário Cassio Antônio Batista Santos.

 

Estiveram presentes também,  Zezeca Pina,Vice-Prefeito de Ibicoara, Márcio Luz, Presidente da Câmara de Ibicoara, Gilmadson Melo, Prefeito Municipal de Ibicoara, Gilmadson Junior, Secretário de Agricultura de Ibicoara e Marcia Serra, Gestora do Projeto Café Especiais do SEBRAE.

É preciso compreender o processo histórico para nele intervir (Roberto Amaral)



Ponderáveis setores da esquerda brasileira, novos e antigos companheiros das lutas democráticas, cobram de Luiz Inácio Lula da Silva o anúncio de um projeto socialista para o Brasil de hoje – embora a revolução, sempre desejada, não esteja  posta pelo processo histórico. Lamentavelmente. De Lula, um dos mais avançados quadros da centro-esquerda brasileira, como certificam seus oito anos de governo, o que havemos de esperar é a construção e liderança de uma nova maioria política, fiadora da continuidade democrática, fundamental para a luta dos trabalhadores no Estado burguês. Não é um fim, em si, mas processo sem o qual não retomaremos o projeto de uma sociedade sem classes.

(Ironia da História: são os “subversivos” que, hoje, defendem a democracia no país, contra as ameaças totalitárias dos partidos da ordem.)

Bahia é protagonista das Energias Renováveis



Primeiro complexo eólico baiano completa 10 anos em operação

A Bahia é protagonista das Energias Renováveis no país, liderando a geração de energia eólica (32,16%) e solar (30,89%). Em 2022, o estado completa uma década desde que o primeiro complexo eólico, do grupo Statkraft, entrou em operação no município de Brotas de Macaúbas. A fonte eólica correspondia em 2012 a apenas 5% da energia gerado no estado, dez anos depois, corresponde a 65%, com 227 parques em operação. Os números divulgados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) são motivo de comemoração no Dia Mundial da Energia, celebrado em 29 de maio.

Mulheres rurais são beneficiadas durante Caravana Parceria Mais Forte em Valença



O incentivo à produção agrícola das agricultoras familiares, por parte do Governo do Estado, continua cada vez mais firme. Nesta quinta-feira (26), durante a Caravana Parceria Mais Forte Juntos para Alimentar a Bahia, do território do Baixo Sul, em Valença, mais um convênio do projeto Bahia Produtiva foi assinado e beneficiará 49 famílias, a maioria chefiada por mulheres.

O convênio, no valor de R$ 539 mil, foi assinado com a Associação dos Pequenos Produtores e Agricultores Familiares do Vale do Piau, e os recursos serão aplicados para fortalecer atividades do sistema produtivo da mandiocultura na comunidade, com a aquisição de equipamentos e insumos agrícolas.

30.5.22

Estão abertas as inscrições do edital ATER Biomas da Bahia para beneficiar 38.880 agricultores


Estão abertas, até 25 de junho, as inscrições para o edital ATER Biomas da Bahia, com intuito de fortalecer os sistemas produtivos da agricultura familiar com a consolidação do trabalho de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater).  A ação visa promover o desenvolvimento sustentável e a elevação da renda de famílias que vivem no campo, com a produção de alimentos saudáveis, nas unidades produtivas familiares localizadas nos diversos biomas da Bahia.  

 

A iniciativa é do Governo do Estado, coordenada pela Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), unidade da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). O investimento é de R$244,9 milhões, executado ao longo de cinco anos. Serão beneficiadas diretamente 38.880 famílias de agricultores familiares e de povos e comunidades tradicionais, com um recorte que enxerga a realidade local e as diferenças dos biomas na produção da agricultura familiar. 

 

Segundo o secretário da SDR, Jeandro Ribeiro, o edital é um dos marcos na história de políticas públicas para a agricultura familiar, pois, segundo o secretário, a Ater é um indutor que faz com que as políticas públicas se integrem, localmente, nos estabelecimentos da agricultura familiar. “Com o serviço, é possível resolver questões de regularização fundiária e ambiental e ampliar a capacidade de produção, de forma sustentável, entendendo que o meio em que ele vive tem que ser preservado, além de integrar outros serviços para agregar valor, como com a instalação de agroindústrias, além de promover o acesso a outras políticas públicas como os programas de Alimentação Escolar (PNAE) e de Aquisição de Alimentos (PAA), mas também para acessar o mercado em geral, dentre outras ações”. 

 

O secretário ressalta ainda que ao investir na agricultura familiar, o Governo do Estado, promove não só a melhoria da qualidade de vida do agricultor, mas também investe para que haja uma retomada na economia dos municípios baianos, especialmente aqueles com até 30 mil habitantes. “Porque a agricultura é, sem dúvida, a grande mola propulsora do desenvolvimento econômico desses municípios e, consequentemente do estado da Bahia”. 

 

O superintendente da Bahiater, Lanns Almeida, destaca que essa é uma chamada pública voltada para a produção de base agroecológica, com volume e densidade, que contempla mulheres e jovens e vai atender aos 27 territórios de identidade da Bahia. “Tem um recorte para a ampliação e a melhoria da qualidade de vida e o aumento da renda dos agricultores e agricultoras e inclusão no mercado, principalmente através do acesso ao crédito. Atende também ao debate das mudanças climáticas e vai contemplar 72 núcleos, cada um atendendo 540 famílias”. 

 

Sobre o edital 

O edital, disponível em http://www.bahiater.sdr.ba.gov.br/documentos/chamada-publica-ater-sdrbahiater-no-0012022, compõe o leque de ações da SDR que promovem a geração de renda, emprego, produção de alimentos saudáveis, inclusão de gênero e geracional, garantia da sucessão rural, e produção sustentável, que vem fazendo da agricultura familiar uma das principais forças do desenvolvimento do estado. 

 

Nesse processo, serão selecionadas e contratadas entidades executoras de Ater, com ou sem fins lucrativos, com experiência, e que sejam integrantes do Sistema Estadual de Ater, a partir de credenciamento feito pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS).  

 

Sobre as inscrições 

As propostas deverão ser inscritas e enviadas através do formulário eletrônico SIGATER - Propostas (http://sdr.ba.gov.br) ou por meio físico para o endereço: Avenida Luiz Viana Filho, 2ª Avenida, nº 250, Conjunto SEPLAN, Centro Administrativo da Bahia, CEP: 41.745-003, Salvador – BA.

27.5.22

Mulheres das áreas rurais são beneficiadas durante Caravana Parceria Mais Forte em Valença


O incentivo à produção agrícola das agricultoras familiares, por parte do Governo do Estado, continua cada vez mais firme. Nesta quinta-feira (26), durante a Caravana Parceria Mais Forte Juntos para Alimentar a Bahia, do território do Baixo Sul, em Valença, mais um convênio do projeto Bahia Produtiva foi assinado e beneficiará 49 famílias, a maioria chefiada por mulheres.

O convênio, no valor de R$ 539 mil, foi assinado com a Associação dos Pequenos Produtores e Agricultores Familiares do Vale do Piau, e os recursos serão aplicados para fortalecer atividades do sistema produtivo da mandiocultura na comunidade, com a aquisição de equipamentos e insumos agrícolas.

A presidente da Associação, Sueli Silva, foi só alegria durante o evento. “Desde que nós acessamos o edital, muita coisa já mudou. Hoje, as nossas mulheres já têm uma rentabilidade, elas já têm a liberdade de comprar o que elas quiserem para as suas casas, de colocarem os seus filhos em uma escola melhor. E, com a chegada dos equipamentos, como o trator para gente plantar a mandioca e a chapa para fazer o beiju em nossa cozinha comunitária, vai melhorar mais ainda a renda das mulheres. Devemos chegar a ter mais de um salário mínimo por mês, para cada mulher, com a venda dos produtos”.

As famílias também irão receber assistência técnica e extensão rural (Ater) qualificada e equipamentos, como seladora a vácuo, balança digital, máquina para produção de múltiplos salgados, forno para beiju, roçadeira, além de uma carreta, que irá facilitar a logística para a comercialização.


Quintais produtivos

As mulheres da Cooperativa Feminina da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Coomafes), sediada em Valença, também participaram da Caravana realizada no Colégio Estadual Gentil Paraíso Martins.

São, no total, 102 mulheres que se preparam para receber quintais produtivos, com o objetivo de fortalecer ainda mais a produção local e a feira agroecológica, que acontece todas às sextas-feiras no pátio do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF), em Valença. “A gente está muito feliz com a chegada dos equipamentos e a nossa expectativa é muito boa para potencializar a nossa feira e aumentar a nossa clientela. Agradecemos muito ao Governo do Estado”, comentou a presidente da Coomafes, Maria Joselita Santos, conhecida como Branca.

O Bahia Produtiva é o projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Banco Mundial.

26.5.22

Governo do Estado entrega Sistema de Abastecimento de Água e ‘Espaço Colaborar’ em Brumado


A Cidade do Minério, como também é conhecida Brumado, na região sudoeste da Bahia, recebeu a visita do governador Rui Costa, nesta quarta-feira (25). Na ocasião, foi entregue a implantação do Sistema de Abastecimento de Água das localidades de Samambaia e Pé do Morro.  Realizada pela Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs), por meio da Embasa, a obra permite a distribuição de água potável para mais de seis mil moradores da região, o investimento foi de R$ 5,2 milhões.  

A entrega do ‘Espaço Colaborar’ foi outro compromisso previsto na agenda do governador.  Definido como um espaço para coworking, o local possui estrutura necessária para que cidadãos e empresas se juntem e desenvolvam negócios. Executado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) em parceria com a administração municipal, esta é a 13ª unidade entregue na Bahia. O espaço possui mesas de trabalho, tv e computadores que operam com o sistema ‘Open Source’ com diversos aplicativos para área educacional, robótica e games.


De acordo com o superintendente de Inovação da Secti, Agnaldo Freire, o ‘Espaço Colaborar’ servirá também aos estudantes da região. “Esse é um espaço de colaboração, de co-criação que a gente espera que todos os atores do município de Brumado e região possam utilizar pra desenvolver ideias, trazer novos projetos, fazer reuniões. Trazendo também jovens pra que desenvolvam projetos usando esse espaço como um centro que dinamize realizações”, explicou. 


Educação e esporte


A área da educação estadual do município também foi contemplada e vai ganhar uma nova escola modelo que está em construção com o investimento de R$ 23,5 milhões. A nova escola de tempo integral irá substituir o Colégio Estadual Getúlio Vargas e terá 24 salas de aula, ginásio coberto, campo de futebol society com pista de atletismo, piscina semiolímpica, além de biblioteca, laboratórios e áreas de convivência. A previsão é que em agosto deste ano o novo colégio seja entregue pela Secretaria da Educação (SEC).


A Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) recebeu autorização para urbanização do entorno da nova unidade de ensino. "Visitamos a construção da nova escola que está em obra, é uma escola padrão com todos os equipamentos esportivos e culturais, inclusive uma piscina semiolímpica. Também visitei o Colégio Estadual de Brumado, onde faremos uma repaginação na unidade escolar que vai ganhar melhores condições para educação, cultura, arte e outras obras de estímulo ao esporte como arena society. Vamos urbanizar todo o entorno do novo colégio estadual, reforçando a iluminação, acessibilidade, nova pavimentação nas ruas para que em agosto a gente venha inaugura toda a área requalificada", detalhou Rui Costa. 


Para fins de esporte e lazer foi entregue o novo Campo de Futebol no bairro São Félix. O atual equipamento passa a contar com um alambrado e grama natural que foi implementada na obra realizada pela Superintendência de Desportos (Sudesb), vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).  Brumado também vai ganhar uma areninha campo Society com instalação de grama sintética, a ordem de serviço, assinada pelo governador, autorizou a Sudesb a realizar a obra com investimento de R$ 842 mil.


Saúde e infraestrutura

 

A secretaria da Saúde (Sesab) foi autorizada a formalizar cessão de uso de equipamentos de saúde para o município de Brumado. Rui assinou ainda ordem de serviço para construção do Sistema Integrado de Abastecimento de Água, nas localidades de Cristalândia, Tapera, Morrinhos, Barreiro Branco, Umburanas, Roça de Baixo, Várzea do Mocó e Várzea da Areia. Com orçamento de R$13 milhões, a obra é de responsabilidade da Sihs, por meio da Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento (Cerb) e contempla 555 ligações domiciliares à rede de abastecimento de água, com conclusão prevista para janeiro de 2023. As comunidades de Lagoa de São João e Ubiraçaba serão beneficiadas também com as obras de extensão da rede de abastecimento de água. 


Rui assinou ainda ordem de serviço para pavimentação da rodovia BA-148, no trecho do acesso Norte à Brumado. A obra será realizada pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e conta com recursos na ordem de R$ 8 milhões na recuperação de 3,5 quilômetros.  A Sedur, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), foi autorizada a firmar convênio com o município para requalificações das Praças Armindo P da Silva e Praça C. Coqueiro.  O bairro Baraúnas também ganhará uma nova praça.

Bahia classifica 408 equipes para 4ª fase da Olimpíada Nacional em História do Brasil


A Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP – anunciou que 408 equipes baianas estão na 4ª fase da Olimpíada Nacional em História do Brasil – ONHB -. Com isso, a Bahia manteve a 5ª posição entre os estados brasileiros com mais representantes, atrás de São Paulo (1.613), Ceará (1.464), Pernambuco (569) e Rio Grande do Norte (450).


No caso de Salvador, o Colégio Portinari segue entre os destaques, pois 4 grupos formados por 3 alunos estão na 4ª fase, que já está acontecendo e vai até sábado (28). Na antepenúltima, as equipes vão fazer 12 questões de múltipla escolha, incluindo uma tarefa especial. Os melhores grupos vão para a 5ª fase.
 
Além de temas sobre a História do Brasil, a ONHB apresenta questões que permeiam assuntos interdisciplinares, como Geografia, Literatura, Arqueologia, Patrimônio Cultural, Urbanismo, Atualidades, dentre outros.
 
Na olimpíada, os estudantes inscritos na competição recebem um certificado de participação, atestando a sua participação até o momento em que ela ocorreu. Já os mais bem posicionados vão receber medalhas de ouro, prata ou bronze. Outra novidade fica por conta da oportunidade de ingressar no curso de História da Unicamp, sem passar pelo vestibular.

Força da agricultura familiar da Chapada Diamantina é apresentada na Caravana Parceria Mais Forte em Seabra


Mandiocultura, bovinocultura de leite, cafeicultura e fruticultura estão entre os sistemas produtivos estratégicos da agricultura familiar, que se destacam no território de identidade Chapada Diamantina. Essas atividades geram renda para agricultores(as) familiares, assentados(as) de reforma agrária e povos e comunidades tradicionais, além de promoverem o crescimento econômico dos municípios do território. Uma parte dessa riqueza e diversidade foi apresentada durante a Caravana Parceria Mais Forte Juntos para Alimentar a Bahia, realizada no município de Seabra, nesta quarta-feira (25).  

 

A iniciativa é da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR) e tem o objetivo de apresentar à sociedade baiana as ações que vêm sendo executadas pelo Governo do Estado para a agricultura familiar, com recursos da ordem de R$ 2,9 bilhões, sendo aplicados no período de 2015 até o fim de 2022. A Caravana visa ainda consolidar e ampliar as ações que já vêm sendo executadas para fortalecer ainda mais a agricultura familiar e a economia dos municípios baianos e promover maior articulação entre os mais diversos agentes sociais, que executam políticas públicas voltadas para o desenvolvimento rural. 

Entre as organizações apoiadas pelo Governo do Estado na Chapada Diamantina, via projeto Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR/SDR), está o Movimento Associativo Indígena Payaya (MAIP), que está recebendo recursos da ordem de R$ 450 mil, aplicados no fortalecimento da criação de caprinos, plantio de mudas de palma forrageira, e produção de cana-de-açúcar, milho e mandioca, para o consumo das famílias indígenas e do rebanho e também para a comercialização na comunidade e na feira do município.  

 

O povo Payaya de Utinga recebeu também investimentos para a implantação de um viveiro de mudas nativas, visando à recomposição de áreas degradadas e matas ciliares, além de plantio de mudas medicinais. Na ação, foram coletadas mais de 45 espécies de mudas nativas da região, a exemplo do mogno brasileiro, árvore considerada em extinção, ipê roxo, amarelo e branco e barriguda, dentre outras espécies. Foi realizado ainda o mapeamento de 75 espécies medicinais, plantadas 120 mil mudas e distribuídas mais de 40 mil mudas. Com a implantação da ação, uma área de mata em Utinga, degradada por um lixão que existia no local, foi restaurada. As iniciativas atendem diretamente 44 famílias, mas centenas de famílias são beneficiadas indiretamente com as ações.  

 

"Os projetos do Bahia Produtiva trouxeram um impacto muito importante para a nossa comunidade, porque as famílias se desenvolveram. Também foi muito importante na troca de saberes com outras comunidades e etnias, que nos visitaram e nós visitamos também. Essa riqueza de conhecimento nos fez crescer como pessoas. Um dos trabalhos que consideramos mais importantes foi o reflorestamento e recaatingamento de áreas degradadas e também a sensibilização das pessoas para a preservação da natureza. Trouxe também autoestima para as mulheres que tanto se empenham na comunidade, com um papel muito importante de coordenar viveiros, na assistência à saúde e como agente comunitária rural ", ressaltou a secretária geral do MAIP, Edilene Payaya. 

 

O povo Payaya recentemente assinou convênio para a implantação/fortalecimento do turismo de base comunitária no Território Payaya, com investimento da ordem de R$ 400 mil, que inclui Banco de Sementes e Cozinha Transformação, para o beneficiamento de frutas nativas. 

 

"O diretor-presidente da CAR/SDR, Wilson Dias destacou que a Caravana acontece no momento de fechamento de um ciclo de sete anos e meio da criação da Secretaria de Desenvolvimento Rural, que vem promovendo uma revolução na estruturação da agricultura familiar, por meio de programas, projetos e ações. Ele observou que só por meio do projeto Bahia Produtiva são 60 projetos contemplados e aprovados na Chapada Diamantina, e que esse é o momento de ver os resultados. "Temos pela frente ações que precisam de continuidade. Precisamos fazer muito ainda nesses próximos seis meses e precisamos da parceria das Prefeituras e das organizações sociais para continuar realizando essas ações".  

 

Participaram ainda da ação em Seabra a gestora da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), Camilla Batista, o superintendente de Agricultura Familiar (Suaf), Vinícios Videira, o coordenador de Pesquisa e Inovação, da Coordenação de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica (Cepex/SDR), Leonardo Farias e o diretor de Inovação e Sustentabilidade, da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Luís de Lima, além de dirigentes de organizações produtivas apoiadas pela SDR, representantes de movimentos sociais, populações tradicionais do campo, de instituições públicas parceiras, de entidades parceiras executoras do serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater), secretários(as) municipais de Agricultura e equipes técnicas, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Colegiados Territoriais e Conselhos Municipais. 

25.5.22

Atlas de Rochas Ornamentais do Estado da Bahia será lançado em evento promovido pelo Serviço Geológico do Brasil

O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado da Bahia (SDE), percebendo a importância do segmento das rochas ornamentais para o setor mineiro, atualizaram o portfólio de rochas. A ideia é evidenciar, por meio do "Atlas de Rochas Ornamentais do Estado da Bahia”, a geodiversidade de tipos oriundos do território baiano, suas propriedades e características tecnológicas. O lançamento do novo Atlas será realizado no Museu Geológico da Bahia, no dia 31 de maio, às 15h, e contará com palestras de dois autores do produto: o geólogo Edgar Iza e a arquiteta Risale Neves.

"O Atlas funciona como uma vitrine da exuberância das rochas ornamentais baianas, mostrando a variedade de cores, padrões e a capacidade de atender aos mais diversos usos e mercados. Nossos bens são internacionalmente reconhecidos pela qualidade e beleza, sendo algumas delas exclusivas, como os tipos Azul Bahia, Azul Macaúbas e Azul Boquira", declara José Nunes, secretário da SDE.

Em quatro anos de projeto, foram elaborados quatro produtos: o primeiro - publicado em agosto de 2019 - foi o informe “Panorama do Segmento de Rochas Ornamentais da Bahia”. Em seguida, foi apresentado o Atlas e, ainda este ano, devem ser lançados o “Mapa de Potencialidades de Rochas Ornamentais” e a versão em inglês do Atlas.

O estado da Bahia apresenta-se atualmente como um dos mais importantes da Federação em termos de produção mineral. A sua vocação mineira é reconhecida nacionalmente, conferindo-lhe o terceiro lugar na produção mineral do país. As rochas ornamentais têm importante participação nisso. De acordo com Edgar Iza, o segmento movimenta, no Brasil, cerca de 1,2 bilhão de dólares ao ano. O estado da Bahia se destaca por ser produtor de algumas rochas ornamentais de cor e padrão não encontradas em nenhum outro lugar do mundo.

O trabalho representa parte do esforço conjunto dos governos federal e estadual em fomentar o segmento de rochas ornamentais. O Atlas foi elaborado com o apoio técnico de uma equipe multidisciplinar - geólogo, economista e arquiteta - e apresenta 118 tipos de materiais pétreos extraídos, até março de 2020, no estado da Bahia. Embora o número não seja muito diferente da quantidade obtida no último Catálogo de Rochas Ornamentais da Bahia, publicado em 2002, apenas 15% dos materiais são os mesmos. “Esse número é flutuante, às vezes uma frente abre e outra fecha. Juntando todos esses dados, nós percebemos que há uma diferença: o que nós temos hoje são materiais com altíssimo valor agregado”, acrescentou Iza.

Segundo o geólogo, era necessário realizar uma atualização do catálogo e, como os anteriores – realizados mais de 20 anos atrás – eram de execução integral da SDE, se enxergou a possibilidade de o SGB-CPRM participar ativamente da constituição de um novo documento. “O SGB, percebendo a ausência desse registro histórico, planejou a elaboração e a execução deste atlas”, explicou.

"A Bahia sai sempre na frente, quando se fala em rochas ornamentais. Foi o primeiro estado brasileiro a elaborar um catálogo com suas rochas, inovando com a ficha de características físico-mecânica e recomendação de utilização e agora inova mais uma vez, privilegiando o especificador (arquitetos e designers) com informações importantes na utilização e forma de especificar uma rocha em suas mais diversas possibilidades", afirma Ana Cristina Franco, autora do Atlas e economista na SDE.

Conforme os dados disponibilizados pelos produtores, as rochas são representadas por imagens e grande parte delas trazem os seus respectivos dados tecnológicos, descrições petrográficas e município produtor. O trabalho constitui-se, portanto, em uma compilação de dados, majoritariamente cedidos pelas próprias empresas produtoras. A partir da recuperação e compilação de dados históricos de rochas ornamentais baianas, o novo Atlas tem como objetivo, além de fazer um registro histórico destes materiais, mostrar de forma integrada a diversidade das rochas ornamentais do Estado, buscando enaltecer e valorizar esse segmento tão importante para a economia do país.

Ainda, segundo Edgar, o objetivo final do projeto é apresentar um mapa de potencialidade com área equivalente a 24 mil quilômetros quadrados. “Esse mapa vai dizer exatamente quais são as regiões que têm rochas mais propícias para a extração de rochas ornamentais. Nós decidimos fazer na região de Jacobina, que, apesar de já ser conhecida, tem áreas que podem ser exploradas, principalmente, áreas que se encontram quartzitos -  material que está muito em alta no mercado”, complementou o pesquisador.

24.5.22

Em Camaçari, governador visita Centro de Desenvolvimento de Produtos da Ford


Nesta terça-feira (24), o governador Rui Costa visitou o Centro de Desenvolvimento de Produtos da Ford, em Camaçari, e se reuniu com executivos da empresa para debater possibilidades investimentos para a região. Ao longo dos últimos meses, 500 novos postos de trabalho foram criados no setor de engenharia da fábrica. A unidade, que é dedicada ao desenvolvimento de projetos globais da multinacional, compõe o complexo tecnológico e industrial Senai Cimatec, implantado no município cidade da Região Metropolitana de Salvador (RMS).


Além do Centro de Desenvolvimento na Bahia, a Ford possui mais sete unidades do tipo no mundo. Para Rui Costa, a atração de iniciativas como esta dialogam com o interesse do estado na atração de empregos qualificados na área de tecnologia, ciência e pesquisa. “E aqui além de sentirmos orgulho da Bahia, queremos fazer novas parecerias, trazendo cada vez mais pesquisa e mais geração de empregos de engenheiros e técnicos, mas também transpor isso para as escolas estaduais. E discutimos aqui como implantar projetos que a Ford tem na área educacional e dar escala para a rede estadual de ensino, aproveitando os investimentos que têm sido feitos na requalificação na estrutura das escolas”, frisou.  


Com a ampliação, o centro de engenharia ultrapassou a marca de 1,5 especialistas, que trabalham em parceria com outros profissionais em atividade nos Estados Unidos no desenvolvimento de produtos, patentes, tecnologias e softwares. De acordo com o presidente da Ford América do Sul, Daniel Justo, "junto com o Senai Cimatec, esse ano, anunciamos a criação de um programa social de desenvolvimento em programação de software onde a gente pode oferecer, além dos empregos, oportunidades para pessoas que querem trabalhar nessa área no futuro".


O Centro de Desenvolvimento e Tecnologia da Ford no Brasil se consolidou como um importante polo de inovação para a marca, sendo responsável pela criação, execução e coordenação de projetos de alta complexidade. Além do parque tecnológico da Bahia, a estrutura inclui o Campo de Provas de Tatuí, no interior paulista.


Repórter: Tácio Santos

Fotos: Mateus Pereira/GOVBA

Setur quer retomar voos de Salvador para 4 cidades do interior da Bahia


A Bahia deve ter novidades sobre os voos internos. O secretário de Turismo do estado, Maurício Bacelar, revelou ao Bahia Notícias que o governo busca viabilizar voos partindo de Salvador para Lençóis, Paulo Afonso e Teixeira de Freitas. Bacelar apontou que a mobilização é um apelo pessoal do governador Rui Costa (PT).

 

Além disso, em julho, será feito de maneira experimental um voo de Salvador para Guanambi, que tem a população sendo servida atualmente pelo aeroporto de Confins (MG).

 

"A questão da conectividade aérea é fundamental para a atividade turística. Por conta disso, o governo do estado tem um programa de estímulo fiscal das companhias, do pagamento do ICMS para o combustível da aviação. O ICMS cheio do combustível é 18%, mas dependendo da companhia, dos voos que faça para o estado, dos voos regionais, pode chegar a 0%. Isso é gradativo. Mostra o empenho em atrair voos e fazer a conectividade interna", explicou ao Bahia Notícias.

 

Bacelar indicou que, com a retomada após o período mais gravoso da pandemia da Covid-19, o estado possui bons indicadores de viajantes. "A Bahia já tem nos principais aeroportos a movimentação semelhante ao período pré-pandemia. Os voos que são dirigidos à Bahia ou internamente estão feitos com a capacidade máxima", comentou o secretário.


Fonte: Bahia Notícias

Casal é preso com 70 kg de drogas em Paulo Afonso

Fotos: Divulgação SSP


Equipes do 20º Batalhão da Polícia Militar, em ação integrada com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), prenderam um casal com 70 kg de drogas avaliados em 6,7 milhões de reais. O flagrante ocorreu na madrugada de segunda-feira (23), na BR-110, no município de Paulo Afonso.

Os militares foram acionados por meio do Centro Integrado de Comunicações (Cicom) e alertados sobre um veículo modelo Jeep, suspeito de clonagem, trafegando na região. A equipe abordou o condutor que confessou o transporte de entorpecentes. 

No automóvel foram encontrados 47,8 kg de pasta base de cocaína, 20 kg de maconha e 938 papelotes de cocaína prontos para comercialização.


"As ações integradas reforçam a parceria em prol da sociedade. As instituições agem com o propósito de bem servir a comunidade", destacou o comandante do 20° BPM, tenente-coronel Gabriel Neto.


O casal foi detido em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e receptação de veículo. A droga, avaliada em R$ 6,7 milhões, tinha como destino a capital pernambucana e foi encaminhada para a Delegacia Territorial de Paulo Afonso.

Governo do Estado investe em infraestrutura viária e aérea e fomenta economia regional no oeste baiano


Investimentos em infraestrutura viária, como a construção, ampliação e recuperação de rodovias, além da ampliação de aeroportos e aeródromos, promovidos pelo Governo do Estado no oeste da Bahia, ajudam na impulsão de importantes avanços na área econômica e social da região. Com alto impacto na mobilidade e escoamento da produção local, a ponte que liga os municípios de Barra e Xique-Xique, é um exemplo norteador. Outro destaque que traz novas oportunidades para o desenvolvimento regional é a manutenção e recuperação da BA-052, que liga Feira de Santana a Xique-Xique e da BA-160, entre Xique-Xique e Barra, fruto da Parceria Público Privada (PPP) com a Concessionária Estrada do Feijão.


Entregue em dezembro de 2021, a ponte que liga Barra a Xique-Xique registra alto fluxo e traz acesso com mais agilidade e conforto na ligação entre o oeste e o centro-norte do estado. Com extensão de mais de mil metros, a ligação instalada sobre o Rio São Francisco, possibilita que o trajeto que antes era feito por balsas e tinha duração de 30 minutos, seja percorrido atualmente, em cerca de 2 minutos. O equipamento beneficia diretamente aproximadamente 2,5 milhões de baianos. O motorista de caminhão, Paulo Moraes, que faz o percurso entre as duas cidades diariamente, fala do impacto da obra na sua rotina. “É certeza que é muito melhor pra gente, mudou 100% para melhor, porque o tempo que nós esperávamos para atravessar era demais”.


Executadas pela Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra), outras obras de recuperação no oeste, alcançam ainda o Anel da Soja, incluindo a BA-459, nos trechos dos entroncamentos com a BA-460 até a BA-454 e desta até o entroncamento com a BR-242. Na mesma região, outras intervenções viárias compõem trechos das rodovias BA-459 e 463 e outros da BR-242, que totalizam 337,93 quilômetros. “Com esta construção atendemos a uma reclamação antiga, interligando o Anel da Soja ao estado do Tocantins, além da recuperação da rodovia entre São Desidério e Roda Velha”, explica o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti.


Mobilidade Aérea


Mais R$ 50 milhões estão sendo investidos pelo Governo do Estado para o desenvolvimento da estrutura aeroportuária em Bom Jesus da Lapa e Barreiras.  Em Bom Jesus da Lapa, a primeira etapa das obras foi concluída em agosto de 2021, com a construção da pista de pouso e decolagem com 1.550 metros de extensão e 30 metros de largura, do taxiway e do pátio de estacionamento de aeronave com mais de 8,5 mil metros quadrados. A segunda etapa, que já está em andamento, tem previsão de conclusão em agosto deste ano. Estão incluídos no projeto também a construção do terminal de passageiros e a instalação dos instrumentos de auxílio à navegação.


Já a cidade de Barreiras terá um equipamento requalificado, com pista de pouso e decolagem com 1.9 mil metros, taxiway com 360 metros e pátio de estacionamento de aeronaves com mais de 18 mil metros quadrados. Os investimentos são oriundos de recursos próprios do Governo do Estado. Estão inclusos ainda equipamentos de auxílio à navegação, como balizamento noturno revisado e complementado, além de Estação Meteorológica de superfície automática, farol rotativo, percurso de aproximação de precisão-PAPI, nas duas cabeceiras, e indicador de Direção do Vento/Biruta. Um novo terminal de passageiros está em construção com 2,2 mil metros quadrados e área para estacionamento com capacidade para 164 carros, 16 vagas para vans, 32 para motos e outras sete vagas para ônibus.


Outras intervenções


No município de Riachão das Neves, o Governo do Estado autorizou uma licitação com investimento de R$ 13 milhões para pavimentação de 16 quilômetros, no trecho que liga o entroncamento com a BR-135 até o acesso ao distrito de São José do Rio Grande. Na BA-455, outros 26,44 quilômetros serão pavimentados, entre Barreiras e o entroncamento da BA-463, em Catolândia, com acesso ao povoado de Bezerra.


Recentemente, o governador Rui Costa anunciou o início de processos licitatórios em Santana, com a pavimentação de 30 quilômetros da BA-575. Em Sítio do Mato, Rui assinou ordem de serviço para obras na rodovia BA-161, no trecho que liga o município a Gameleira da Lapa. A Seinfra também foi autorizada a licitar a recuperação do acesso a Açudina e a Mocambo, em Santa Maria da Vitória. 


Repórter: Laís Nascimento

Governo do Estado lança documentário sobre estratégias de comunicação utilizadas no combate ao coronavírus na Bahia

 



“Um visitante indesejado”. Esse é o título do documentário que será lançado pelo Governo do Estado da Bahia, com o objetivo de mostrar as estratégias e o trabalho de comunicação realizados desde o início da pandemia, e sua contribuição no combate à Covid-19. A primeira exibição para convidados, nesta segunda (23), às 19h, na Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador.


Logo que os efeitos da pandemia chegaram à Bahia, diversas campanhas de comunicação se sucederam e serviram de apoio às ações emergenciais e programas criados pelo Governo do Estado no combate à disseminação do novo coronavírus e às consequências da Covid-19.  


“A pandemia nos trouxe, além de uma questão de saúde pública, também um grande desafio de comunicação. Ao mesmo tempo que o Governo do Estado, sob o comando do governador Rui Costa, atuava incansavelmente para garantir a assistência que o povo precisava, tínhamos também que trabalhar fortemente para levar informação clara, objetiva e transparente para o povo baiano, com a missão de conscientizar a todos sobre os cuidados necessários, principalmente nos períodos mais críticos da pandemia”, destacou o secretário estadual de Comunicação Social, André Curvello.


Ao longo dos cerca de 45 minutos de duração, o filme oferece aos espectadores uma espécie de linha do tempo que apresenta as principais fases da pandemia, desde as medidas restritivas e as aberturas de hospitais de campanha, chegando à esperada distribuição das vacinas, além de outras medidas adotadas pelo Governo do Estado. Em paralelo, o documentário mostra como a comunicação e a publicidade institucionais atuaram em cada um desses períodos. Integram o roteiro filmes publicitários veiculados em cada uma dessas fases.


O documentário é dedicado às vítimas da pandemia, a todos que perderam pessoas queridas e aos profissionais que estiveram na linha de frente do combate à Covid-19, a exemplo de médicos, enfermeiros, todos os profissionais de saúde, policiais civis e militares, bombeiros, motoristas de ambulância, maqueiros e os trabalhadores de apoio e de outras especialidades. 


“CORONAVÍRUS, UM VISITANTE INDESEJADO” - FICHA TÉCNICA

Realização: Governo do Estado da Bahia

Direção: Fábio Ribeiro

Roteiro: Bruno Mollicone e Fábio Ribeiro

Produção Executiva: Cláudio Meirelles

Produção: Polliana Pereira e Yasmina Sestello

Edição e Montagem: Júnior Jacob

Computação Gráfica: Danilo Lima e Robson Nunes

Trilha: Sagaz Áudio

Produtora: Macaco Gordo