11.5.22

Abastecimento de água sob gestão das Centrais de Associações são referência de política pública de saneamento rural

O abastecimento de água em comunidades rurais por meio das Centrais de Associações tem se mostrado como  alternativa para a gestão de água potável no meio rural baiano. A iniciativa financiada pelo Governo do Estado, por meio do Bahia Produtiva, constitui-se uma referência para a criação de um modelo de política pública de saneamento rural.

O diferencial deste modelo de gestão está nos usuários serem ao mesmo tempo beneficiários do serviço de abastecimento de água, e também responsáveis pela gestão do sistema, por meio da representação da associação local junto à Central.

Com isso, o estado e o município podem expandir os serviços públicos de abastecimento de água na zona rural, obtendo melhoria da saúde, reduzindo as migrações das áreas rurais e propiciando infraestrutura para o desenvolvimento do interior, a partir da melhoria das condições de vida da população e do fortalecimento da comunidade local.

O modelo permite ainda a elevação do grau de sustentabilidade da associação local e o seu aprimoramento associativo, auxiliando em alguns casos na formulação de outros projetos sociais e produtivos para a comunidade.

Com a gestão das Centrais de Associações Comunitárias de Jacobina, Seabra e Caetité, já foram realizadas 16.888 novas ligações de água e 5.297 ligações recuperadas em 49 municípios, beneficiando 94.604 mil habitantes na zona rural, que passaram a ter água nas torneiras de suas casas. A meta é chegar a 23 mil ligações de água. Também foram contratados 227 novos sistemas de abastecimento e 2.544 módulos sanitários.

A assessora de acompanhamento e monitoramento do Bahia Produtiva, Dora Cavalcanti, explica que os resultados do cenário de saneamento rural e da qualidade de vida das comunidades não podem ser sentidos em curto prazo. “É preciso mudança cultural, desde as administrações municipais e Centrais de Associações, até no comportamento das comunidades”.

O Bahia Produtiva é projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). As ações são realizadas em parceria com a Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb) e a Central de Associações Comunitárias, responsável pela manutenção e operação do sistema.

Nenhum comentário: