23.12.19

Novos áudios envolvem todos os vereadores de Paulo Afonso em suposto crime



Uma nova polêmica surgiu através da rede social de bate papo online o WhatsApp. Novos áudios envolvem, desta vez, os 15 vereadores da cidade de Paulo Afonso na Bahia.

Não é de hoje que pessoas usam as redes sociais de comunicação para falarem sobre diversos assuntos, que vão de algo pessoal a críticas a situações. E foi o que aconteceu desta vez.

Duas vozes masculinas falam sobre um suposto benefícios que os vereadores da cidade teriam para terem em suas mãos, “autorizações de exames” da secretaria municipal de saúde e usarem com seus eleitores.


Em um dos áudios, um dos interlocutores chega a dizer que “tem vereador que não tem limite de exames”. E ainda informa que cada assessor levaria a quantidade que quisesse e seria atendido.

Em outro áudio, falam de que não só vereadores estariam sendo beneficiados, mas pessoas que vão ser candidatos a vereadores no próximo ano, também receberiam esta ajuda política. Seria em funcionário da saúde que trabalha no Bairro Tancredo Neves. “Já tão botando pegado, pegando meio mundo de exame. Eles pega logo é de saco”, disse um dos homens no áudio.

Em determinado momento, o outro interlocutor, fala nervoso, “eu preciso certinho veio”. E pede informação se os vereadores da oposição ao governo municipal, também, estariam sendo beneficiados e que precisa da informação para “cortar isso pela raiz”.

Ao falarem de um suposto homem do “hospital” ou da “saúde”, eles dizem que esse senhor, “nem vereador é. Tava com uma pacoteira de exames lá na regulação. Por isso que nos UBs, porra, não tem como marcar não, exame não”.

Nomes são falados. Métodos de como obter e quem estariam sendo beneficiados são narrados. Um crime está sendo cometido e é preciso que a justiça de Paulo Afonso dê um basta nesta situação.

Os nomes das pessoas foram omitidos nesta matéria.

As falas estão conforme se escuta nos áudios.

Enviamos a alguns vereadores a matéria para saber o que cada um tem a dizer sobre mais esta denúncia envolvendo a todos. A resposta de cada um, se houver, será publicada na sequência.

Nenhum comentário: