Dimas Roque: Mário Galinho e sua metralhadora verbal na Câmara

26.8.19

Mário Galinho e sua metralhadora verbal na Câmara



Já no início de seu pronunciamento hoje, (26), o vereador Mário Galinho parabenizou aos presentes na galeria e lembrou que não estava vendo funcionários da prefeitura em horário de expediente. Ele disse não estar vendo aqueles que “recebem R$ 5.000,00 (cinco mil reais) e não trabalham, mais estiveram aqui na seção passada” para vaiar a oposição durante a votação do projeto que aprovou o empréstimo de R$ 80 milhões de reais do município com a Caixa Econômica Federal.

Galinho lembrou que vereadores que votaram favorável ao projeto já chegaram humilhar em discursos o atual prefeito e agora dizem “amém”. E classificou de “vereadores lagartixa” esses que o discurso muda quando é em proveito próprio.

O vereador é mais um que disse que, “não que a gente queria votar contra. Nós queríamos é conhecer o projeto”. Em uma clara referência ao atropelamento que foi feito para a aprovação do projeto enviado pelo prefeito. E classificou como uma vergonha para a casa este fato.

Outra reclamação, que também é de todos os que se opuseram ao projeto na forma que estava, é que ele veio sem a assinatura do prefeito.

Nenhum comentário: