Dimas Roque: revés no STF demonstra desgaste da Lava jato

8.8.19

revés no STF demonstra desgaste da Lava jato



A decisão do STF de manter o ex-presidente Lula em Curitiba desautoriza a juíza Carolina Lebbos e representa uma derrota importante, ainda que parcial, da Polícia Federal e do Ministério Público, que queriam com a transferência deteriorar as suas condições carcerárias, aumentar o seu grau de isolamento e mudar o regime de visitas que expõem a sua condição de preso político.

O STF decidiu, praticamente por unanimidade, que Lula tem o direito de permanecer numa cela especial, chamada de sala de Estado-maior, no padrão das instalações onde está na PF de Curitiba.


A posição do Supremo colocou um limite para a juíza Lebbos e à Operação Lava Jato, que tentam esconder que Lula é um preso político, de forma injusta e arbitrária, como está demonstrado nas mensagens divulgados por The Intercept.

A manobra da juíza faz parte da perigosa reação de Sérgio Moro, Deltan Dallagnol e MP, que tentaram reativar o caso da prisão de Lula em um momento de desmoralização com as revelações do The Intercept e às vésperas de uma decisão no STF sobre a parcialidade do então juiz, que discutirá um habeas corpus, e à possibilidade de progressão da pena de regime fechado para semiaberto.

A reunião de parlamentares de diversos partidos com o presidente do STF Dias Tóffoli, para apresentar posição contrária à transferência de Lula para o Presídio de Tremembé em São Paulo, demonstra que o desgaste da Operação Lava Jato está crescendo e alcançando setores que anteriormente apoiavam medidas que hoje são consideradas de exceção.

Convocamos todos os democratas a manter vigilância contra as manobras em curso, fortalecer os protestos para denunciar as arbitrariedades da Lava Jato e a se somar às atividades propostas pela Campanha Lula Livre, como a coleta de assinaturas pela anulação das sentenças, as plenárias estaduais por Lula Livre e os mutirões de diálogo com o povo.

Hoje obtivemos uma vitória parcial contra os que queriam piorar a situação, mas só haverá justiça quando Lula estiver livre e suas penas forem anuladas!

O Brasil precisa de justiça!

Comitê Nacional Lula Livre.

Nenhum comentário: