Dimas Roque: Empresas em implantação devem gerar 4,2 mil novos empregos no CIA

2.10.19

Empresas em implantação devem gerar 4,2 mil novos empregos no CIA



Nos últimos anos, o Centro Industrial de Aratu (CIA) recebeu cerca de R$ 3,15 bilhões em investimentos privados e gerou mais de 13,7 mil empregos, de acordo com balanço da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE). São 119 empreendimentos implantados, nos municípios de Candeias e Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, sendo 28 e 91 empresas respectivamente. Há, atualmente, 31 empresas em processo de implantação, com investimentos previstos na ordem de R$ 4,6 bilhões e a geração de aproximadamente 4,2 mil empregos.


“Estamos elaborando um plano de ação e intervenção no CIA, para melhoria estruturante das vias de acesso e manutenção rotineira do local. O planejamento técnico busca também fortalecer o atendimento aos empreendimentos lá instalados e prospectar novos investidores, com a oferta de incentivos fundiários ou fiscais, modelagem que será aplicada em todos os Distritos Industriais do Estado. A ideia é desenvolver a economia da Bahia e gerar novos postos de trabalho para os baianos e baianas”, afirma o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.

Entre as empresas implantadas destacam-se, no volume de investimentos, a Proquigel, em Candeias, com a injeção de R$ 390 milhões na ampliação da planta industrial, e, em relação a empregos gerados, a Italsofa Nordeste, que criou 700 vagas na sua implantação, em Simões Filho.

Já entre as empresas em implantação, o destaque de investimentos fica com UTC Engenharia, com aporte de R$ 4 bilhões e geração de 1 mil postos de trabalho, durante a implantação em Candeias. Em Simões Filho, a Belov Off-shore investiu R$ 152 milhões na ampliação e emprega 500 pessoas, seguida da Aratu Log, que injetou R$ 137 milhões em investimentos e gerou 430 empregos diretos.

A atividade industrial do CIA, somada às operações do Polo Industrial de Camaçari, representam 10% do PIB baiano e 30% da arrecadação de ICMS do Estado, de acordo com a SEI. Fundado em 1967, o Centro Industrial de Aratu abrange o Complexo Industrial Multissetorial CIA Sul e CIA Norte. Em sua área, há operação de três terminais portuários - Porto de Aratu, Porto da Ford e o Porto da DOW Química. As ações de revitalização das vias internas do CIA estão sob responsabilidade da Associação de Empresas do Centro Industrial de Aratu (Procia) e do Governo do Estado, por meio da SDE.

Foto: Marcelo Ferrão.

Nenhum comentário: