17.5.21

Silagem de capim, quintal produtivo e doces de mandioca e umbu no Rural Produtivo


Neste sábado (15), o Rural Produtivo vai até o Oeste baiano conhecer o trabalho do zootecnista que cuida da silagem do capim para a alimentação dos bovinos de leite. O programa vai mostrar ainda um quintal produtivo que se tornou referência na região de Senhor do Bonfim e apresentar os alimentos produzidos pelo grupo de mulheres Cazumba 1.

No município de Cotegipe, no Território Bacia do Rio Grande, os produtores utilizam a silagem de capim para oferecer a alimentação dos bovinos de leite nos períodos mais secos do ano. Além de reduzir riscos, o produtor tem no processo de silagem a redução de custos na pecuária leiteira, seja pela economia da ração ou pelo aproveitamento dos recursos disponíveis. A silagem preserva as qualidades in natura da planta forrageira e, com isso, é possível armazenar comida verde e de qualidade para os meses mais críticos do ano.

Cazumba é uma comunidade centenária de Senhor do Bonfim, que possui como principal fonte de subsistência e renda a agricultura familiar. Referência de sucesso na região, o quintal produtivo de Dona Edinalva possui várias frutas, legumes e hortaliças, que são vendidos na comunidade. Por intermédio da Associação Quilombola Cazumba I, dona Edinalva e outras famílias recebem orientações de técnicos do Pró-Semiárido, que elaboram estratégias que contribuem para a melhoria da qualidade de vida e na geração de renda dos agricultores.

Ainda na comunidade Cazumba, a mandioca produzida pelas famílias dos agricultores vira farinha e é usada na fabricação de biscoitos. O grupo de mulheres “União com a natureza" produz e comercializa alimentos naturais derivados da mandioca, como sequilhos e beiju, além de doces, geleias e brigadeiros, todos feitos com umbu.

Assista neste sábado (15), às 14h, com reprise na segunda, às 6h30 e na quinta, às 20h, na TVE e tve.ba.gov.br.

O Rural Produtivo é resultado da parceria da TVE com a Secretaria de Desenvolvimento Rural (@sdrbahia) e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR).

Nenhum comentário: