21.5.21

Ferramentas digitais no ensino remoto é tema de atividade da Formação Continuada em Tecnologias na Educação


“O uso das ferramentas digitais no ensino remoto” foi o tema da atividade desta quinta-feira (20), na Formação Continuada em Tecnologias na Educação, transmitida ao vivo no canal do IAT, no Youtube, com participação da educadora e formadora do IAT/SEC, Dra. Helaine Souza.  Esta ação é promovida pela Secretaria da Educação do Estado Bahia, por meio do Instituto Anísio Teixeira (IAT) e tem o propósito de auxiliar os educadores na construção de atividades durante a pandemia.

Orientando os educadores sobre as possíveis plataformas que podem ser utilizadas de forma prática e gratuita, Helaine mostrou como é possível usar essas ferramentas no ensino remoto. “Hoje nós temos diversas possibilidades de ensinar e as ferramentas nos ajudam nessa aprendizagem. Podemos ter muitas experiências, desde redes sociais às plataformas digitais”, pontuou.

A educadora também falou sobre a experiência pessoal e indicou plataformas que podem tornar as aulas mais criativas e interessantes, facilitando o processo de ensino e aprendizagem. Como exemplos, citou o Google Classroom, Mindmeister, Anchor, Google Sites e o Padlet. “A gente precisa se aventurar, não é fácil se inserir neste mundo remoto, mas é importante começar e experimentar esse infinito de coisas que a internet nos oferece, sem medo de errar”, finalizou.

A próxima atividade aberta da formação acontece na próxima terça-feira (25), às 16h e será um diálogo sobre a saúde emocional do professor em tempos de Ensino Remoto. Nesta live, a convidada será a psicóloga Tatiana Simões.

Esta é a 2ª turma da Formação, a qual se junta a outras ações do IAT com conteúdos focados no uso das tecnologias na educação. Fazem parte desta iniciativa, o curso de Plataformas e Ferramentas Digitais e o de Produção de Aulas para o Ensino Remoto. Ao longo dos cursos serão abordados temas relacionados a conteúdos digitais, tais como criação de atividades, Ensino Remoto e Saúde Mental, Plataforma Anísio Teixeira (PAT), entre outros.

Nenhum comentário: