21.3.18

Leituras Pretas, dramatização e debate acontece neste sábado em Salvador.


Leituras dramáticas de textos que traduzem a cultura afrodescendente.

Dando prosseguimento ao projeto iniciado em 2011, a Companhia Beluna de Arte apresenta em Salvador a 1ª edição das Leituras Pretas em 2018.  O evento acontece neste sábado (24) a partir das 17h na Livraria Saraiva do Shopping da Bahia, aberto ao público. O Leituras Pretas traz ao público a arte da palavra na luta antirracista, e consiste em leituras de textos da literatura afro-brasileira, tendo já trabalhado com obras de autoras como Carolina Maria de Jesus, Vanda Machado, Maria Firmina dos Reis e Lívia Natalia.

Em comemoração pelo mês da mulher, a apresentação homenageia a escritora mineira Conceição Evaristo, através da leitura de poemas e do conto “Maria”, que integra o livro “Olhos d’Água” (2015). Após a leitura dramatizada com o elenco de Amanda Oliveira, Iran Costa, Marilene Senna, Mônica Pinho ocorrerá uma mesa de debates com Driele Oliveira, Hildalia Fernandes e Manoela Barbosa onde serão abordados aspectos da vida e obra da autora e dos processos de escrevivências na literatura afro-brasileira.

Conceição Evaristo, é escritora de renome na literatura afro-brasileira, com obras reverenciadas no Brasil e no exterior, Conceição usa o mistério, as dores e o encantamento para abordar a condição feminina e ecoar a luta antirracista, tendo sido homenageada pela Festa Literária Internacional de Paraty em 2017.

O evento realizou outras edições em parceria com o Museu Afro-Brasileiro da UFBA (Mafro), com o Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador, além de apresentações na Fundação Casa de Jorge Amado e na Casa Preta Espaço de Cultura. As Leituras Pretas integram o projeto “Cia Beluna de Arte – Coletivo Cultural em Ação” e tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

Serviço

Leituras Pretas – Conceição Evaristo: Escrevivências - a arte da palavra na luta antirracista!

Onde: Livraria Saraiva do Shopping da Bahia - Av. Tancredo Neves, 148, Caminho das Árvores

Quando: 24 de março – a partir das 17h

Ingresso: aberto ao público.

Nenhum comentário: