14.12.17

A ABRIL AGONIZA. (Por Leandro Fortes)

A Editora Abril começou a morrer quando decidiu abandonar o jornalismo para se lançar de cabeça no antipetismo caricato, logo nos primeiros anos do primeiro governo Lula.

Tendo a Veja como ponta-lança, a editora dos Civita entregou a alma da revista a todo tipo de figura abjeta, nas chefias e na reportagem - uma turba que misturou jornalistas medíocres e canalhas em geral dispostos a qualquer coisa para ascender na redação.

Dessa forma, em uma década, uma publicação respeitada virou um esgoto de extrema-direita majoritariamente frequentado por analfabetos políticos, fascistas e alienados nutridos no ódio ao PT.

A Veja é a raiz podre que está fazendo a árvore da Abril secar.

Nenhum comentário: