22.9.17

ESTE SILÊNCIO TODO ME ATORDOA. (Por Lau Siqueira)


Quando Lula venceu a primeira eleição ficamos cheios de esperança. Afinal, eram décadas, séculos de dominação oligarca e golpista. Até mesmo a Proclamação da República foi um golpe de estado. Finalmente, um ex-operário, uma liderança do povo, chegou ao governo do Brasil através do voto popular. Mesmo sendo um governo de composição conservadora vimos o Brasil avançar econômica e socialmente. Antes disso, somente no governo do controverso nacionalismo de Getúlio vargas. Longe ainda de uma situação ideal, mas soubemos que era possível sonhar com a abolição da tradição colonialista. A Casa Grande tomou um susto. A Senzala fez doutorado.

Pensávamos que depois de vencidas algumas barreiras, tipo o Mapa da Fome, depois de incluir tanta gente em diversos programas governamentais, jamais iríamos retornar ao ponto de partida. Ledo engano, O Brasil caminha veloz para um retrocesso brutal enquanto alguns e algumas se limitam a fazer bravatas nas redes sociais. Enquanto a sociedade é derrotada, asnos fascistas comemoram. Como se o que estivesse em jogo fosse o resultado de uma pelada entre coxinhas e petralhas. Ridículo é não reconhecer a própria tragédia.

Estamos caminhando para a dizimação das migalhas democráticas conquistadas. Quem avança são os fascistas. E ainda há quem se ache acima do bem e do mal por estar comodamente sentado numa teoria. Do jeito que está, daqui a pouco o Brasil será uma lenda. Lenda de um país que recusa o presente para continuar a ser um esdrúxulo país do futuro. Não nos enganemos. Não se combate a corrupção com canalhice e o que mais temos dominando a cena política e midiática, são canalhas, cínicos. Uma imprensa torpe. Inclusive e principalmente, fora da cena, fora das manchetes.

Mas, enfim, vamos lá. Não se vive só de utopia. Também não se vive sem ela. Haverá de ser lindo. Porém, deverá ser dolorosa a superação deste momento.

Por Lau Siqueira.

Nenhum comentário: