21.9.17

Concerto dos Novos Cachoeiranos apresenta resultados parciais do projeto.

O coletivo é um projeto apoiado pelo Fundo de Cultura da Bahia

O Coletivo Novos Cachoeiranos leva o Movimento Afro Atonalismo do Recôncavo para o Cine Theatro Cachoeirano, em Cachoeira, no domingo (24), às 20h30. O concerto trará composições autorais dos integrantes do projeto, demonstrando as técnicas desenvolvidas nas aulas.

O Coletivo é um projeto coordenado pelo professor Sólon de Albuquerque Mendes, dedicado à arte e educação comunitária focado no ensino de arranjo, composição, contraponto, harmonia e estética, em parceria com músicos das filarmônicas locais - Lyra Ceciliana e Minerva Cachoeirana. O repertório do grupo é dedicado à produção autoral, misturando elementos da musicalidade do recôncavo, com elementos da vanguarda musical, como atonalismo, dodecafonismo, da música barroca e do Jazz.

O projeto é uma parceria entre o Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas CECULT/UFRB, Proext e a Sociedade Cultural Orpheica Lira Cyciliana, com apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.


Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse aqui.

Nenhum comentário: