30.12.17

Cala a boca, Freixo! (Por Ângelo Cavalcante)

Freixo, o "Moisés do PSOL", quase que profeticamente afirmou que "não é hora das esquerdas se unificarem". Sugere, desta feita, que ele, um dos principais  dirigentes do PSOL, tem data, horário e situação climática da unidade. Uau!

Vou tomar emprestado de Romário: "Freixo calado é poeta". 

Ora, pois... A marca da direita é justamente a unidade, proximidade e encontro pelo e para o poder. Por sinal, a direita sempre esteve junta; mesmo dispersa, fragmentada e espraiada sempre está junta. Daí a longevidade do poder de oligarquias, monopólios e oligopólios em todo o Brasil. 

Daí vem um carioquinha, branco; deputado estadual com salário sacramentado e pontualmente posto em conta; sem vínculo algum com o mundo do campo; com os profundos desse país; país, vamos recordar, de um povo paupérrimo fazer microscopicamente, o jogo de golpistas. 

Ao fim, é exatamente o que a direita quer. Imagine a direita encarando algum "nomão" do PSOL? É o sonho de qualquer direita. Partido medíocre, sem qualquer projeto de país e como demonstra, sem seriedade teórica. Mas vejam bem...  Unidade é algo axial para a própria luta política da esquerda. É meio e fim de um processo difícil mas centralmente necessário.

O pior é que algum incauto possa desapercebidamente achar que esse partido tem algum projeto de país; Nada vezes nada! Porra nenhuma! Esse burocrata perdeu uma oportunidade de ouro de ficar calado! O país destruído e esse "inventor de rodas" brincando de ser "revolucionário"!

Vanguardismo burguês e tardio! Agora entendi e bem o "porquê" do povão do Rio ter visto num bandido, golpista e mafioso evangélico como Crivella um caminho melhor do que Freixo! Duvido se os "jenios" do PSOL avaliem isso com a seriedade necessária!

Vou tomar uma cerveja... É melhor!

Por Ângelo Cavalcante - Economista, professor da Universidade Estadual de Goias - Campus Itumbiara, e, ainda, filiado ao PSOL.

Um comentário:

Augusto disse...

Poucos sabem por que temos um governo de esquerda em Portugal. Se a Esquerda portuguesa, pensasse igual ao Freixo , os portugueses estavam sendo governados pela direita fascista. Felizmente o PS, BE e PCP se uniram e estão convergindo para o mesmo objetivo, que é dar um basta na entrega do patrimônio português. O sucesso é de tal maneira que levaram o ministro das Finanças para a CE. Esquerda brasileira é uma b**ta mesmo. Me lembro que votaram com a direita em muitos projetos contra o governo Dilma