25.3.22

Governo do Estado inicia pesquisa de avaliação de impacto de projeto em comunidades rurais

Foi iniciada na última quarta-feira, (23/03), a aplicação de entrevistas para avaliar o impacto das ações do projeto Pró-Semiárido, junto às famílias rurais dos 32 municípios atendidas. A ideia é aplicar os questionários nas mesmas famílias que foram entrevistadas no marco zero do projeto, em meados de 2016, a fim de obter dados comparativos da situação destas pessoas antes e depois da chegada da ação de combate à pobreza do Governo do Estado da Bahia.

Para garantir que a pesquisa assegure a coleta de dados expressivos e fidedignos, a Práxis, empresa contratada para aplicar os questionários e tabular os resultados, realizou treinamento nos municípios de Juazeiro, Senhor do Bonfim e Jacobina, com as equipes que percorrerão as comunidades rurais para instruí-las e tirar possíveis dúvidas sobre os questionários e o trabalho em campo.

Carla Ferreira, que faz parte da assessoria de Monitoramento e Avaliação do Pró-Semiárido, explicita que esta pesquisa é de grande relevância para mostrar o reflexo das ações do projeto junto às famílias. “A avaliação de impacto é fundamental e muito importante para o projeto, tendo em vista que ela vai demonstrar os resultados decorrentes do investimento ao longo dos anos e avaliar, por exemplo, questões como qualidade de vida, incremento de renda, volume e aumento de produção, segurança alimentar, que são indicadores importantes para mensurar o impacto do projeto”.

Ela assinala ainda a importância da pesquisa para dar visibilidade a Agricultura Familiar. “Teremos dados levantados a partir de uma avaliação com base em uma metodologia de pesquisa, que irá revelar os resultados do projeto a partir de um processo comparativo com base no levantamento que foi feito no início do projeto e nos dados a serem extraído nesta fase final da ação”.

Além das famílias beneficiárias do Pró-Semiárido, a pesquisa será aplicada também em comunidades que não receberam o projeto, para que seja possível fazer uma análise dos impactos na vida de pessoas que tiveram acesso à política pública e de outras que não participaram. A previsão é de que os resultados da Avaliação de Impacto sejam apresentados em meados de junho deste ano.

O Pró-Semiárido é cofinanciado pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

Nenhum comentário: