5.5.21

Governo assina contrato para implantação de Centros Públicos de Economia Solidária


Nesta quinta-feira (6), o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), assina contratos de gestão para a implantação e operação de dois Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol) na Bahia. O ato acontece às 9h, na sede da secretaria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

O primeiro equipamento será administrado pela Associação de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável do Estado da Bahia (Adesba) e vai beneficiar 15 municípios dos Territórios de Identidade Piemonte da Diamantina, Piemonte Norte do Itapicuru e Chapada Diamantina. Ao todo, serão contemplados 128 empreendimentos solidários, com prestação de assistência técnica. O investimento total é de R$ 1,6 milhão, oriundos de emenda parlamentar e do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza.

Com sede compartilhada entre os municípios de Jacobina e Senhor do Bonfim, serão atendidos também empreendimentos solidários dos municípios de Caém, Miguel Calmon, Mirangaba, Ourolândia, Saúde, Serrolândia, Umburanas, Várzea Nova, Morro do Chapéu, Andorinha, Antônio Gonçalves, Filadélfia e Jaguarari.

Já o segundo Centro Público será instalado em Porto Seguro, prestando atendimento a cerca de 80 empreendimentos econômicos solidários dos Territórios de Identidade Extremo Sul e Costa do Descobrimento. Com investimento de R$ 1 milhão e gestão da Associação Beneficente Josué de Castro (ABJC), o equipamento vai beneficiar os municípios de Alcobaça, Caravelas, Ibirapoã, Itamaraju, Itanhém, Jucuruçu, Lajedão, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Prado, Teixeira de Freitas, Vereda, Belmonte, Eunápolis, Guaratinga, Itabela, Itagimirim, Itapebi, Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália.

CESOL

Os Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol), ligados à Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda (Setre) do Governo da Bahia, são espaços multifuncionais públicos que se destinam a articular oportunidades de geração, fortalecimento e promoção do trabalho coletivo baseado na economia solidária. Atualmente, os empreendimentos de economia solidária contam com o apoio de 13 Cesol, distribuídos pelos territórios de identidade do estado.  

Nenhum comentário: