14.5.19

Tá na internet: Realidade a Brasileira


A interrupção das políticas inclusivas e o desembarque dos pobres e agora também da classe média do orçamento público tornam mais confortável o exercício da autocracia dos ricos numa economia sem dinamismo e dominada por inchado setor de serviços de contida produtividade.

Com isso, o padrão de reprodução dos ricos até então vinculado ao desenvolvimento da manufatura e serviços de maior produtividade foi sendo corroído pelo enriquecimento do patronato associado às atividades mais tradicionais, cuja produtividade comprimida os torna crescentemente dependentes do próprio orçamento governamental.

Esse parece ser o caso dos negócios conduzidos no mercado financeiro, agronegócio, comércio varejista, religiões, crime organizado, milícias, serviços privados (saúde, educação, previdência) e alta burocracia e carreiras do Estado".

Por Márcio Pochmann.

Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial