6.12.17

Boi Branco: Operação conjunta prende 18 ladrões de gado no interior.

Ação envolveu as polícias Civil e Militar e resultou ainda na apreensão de quatro motos com suspeita de adulteração e uma espingarda calibre 32.

Dezoito pessoas foram capturadas, na manhã da terça-feira (5), durante a operação "Boi Branco", executada conjuntamente pelas polícias Civil e Militar nos municípios de Malhada e Carinhanha. Todos são acusados de furto de gado em Carinhanha, na região do Vale do São Francisco.

Jocivaldo Ferreira dos Santos, o "Joca", Euder Ribeiro da Silva, o "Dinho", e Maurício Moraes Ribeiro, estes dois últimos envolvidos em assaltos a bancos no interior do estado, foram presos preventivamente.

A polícia, que também apreendeu quatro motos com suspeita de adulteração, uma espingarda calibre 32 e uma pequena quantidade de droga, cumpriu ainda mandados de prisão temporária contra Rafael Raimundo Ferreira de Macedo, o 'Dão de Cola', Sérgio Evangelista Sales, Lucas dos Santos Martins, José Cardoso da Silva, o 'Zezinho', Marcos Batista, Amós da Rocha Ribeiro, o "Amós de Marcelo", Cleicimário Coelho Nascimento, o 'Cacá', Josafá Saraiva Primo, o "Lu do Mercadinho Avistão", Neuraci Pereira dos Santos, Paulo César Gonçalves de Souza, o "Cezinha", Agnaldo Silva Moreira, o "Dal", Etelvir de Jesus Brito e Vitorino Amaral de Brito, o "Zinho".

Os criminosos integravam vários bandos investigados desde 2014, segundo revelou o coordenador da 22ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Guanambi), delegado Clécio Magalhães. “Eles estão ligados a mais de 30 ocorrências de furto de gado. Entravam nas propriedades rurais e levavam os animais, fato percebido, muitas vezes, somente dias depois”, explicou.

A 22ª Coorpin apura a participação de receptadores, dentre eles a de Francisco Pereira Barros, o 'Chico do Açougue', já preso. Ele adquiria os animais, os matava e revendia a carne. Além desta unidade policial, participaram da operação 'Boi Branco': a Delegacia Territorial de Carinhanha, a Rondesp, o 17º Batalhão de Polícia Militar (Guanambi) e a Companhia Independente de Policiamento Especializado (Sudoeste).

Nenhum comentário: