21.11.21

Expedição Invisíveis da Mata identifica cogumelos e leveduras comestíveis junto à chefs de cozinha no Sul da Bahia

A parceria entre chefs de cozinha, especialistas e agricultores familiares, incentivada pelo Governo do Estado, a partir do projeto Bahia Produtiva, desde 2016, continua rendendo bons frutos no rural baiano. 

Esta semana, a Expedição Gastronômica Invisíveis da Mata, percorreu o Sul da Bahia desvendando o mundo dos cogumelos silvestres e leveduras selvagens comestíveis na Mata Cabruca (região de Mata Atlântica com vegetação própria para a produção cacaueira), compartilhando conhecimentos com representantes da Cooperativa de Serviços Sustentáveis da Bahia (Coopesba), de Ilhéus, e do Assentamento Dois Riachões, em Ibirapitanga.

A expedição contou com a presença de chefs especializados no ‘Reino Funghi’, como o especialista em cogumelos comestíveis, Marcelo Sulzbacher, os experts em leveduras da Cia dos Fermentados, Fernando Goldenstein e Léo Andrade, e o renomado professor no segmento, professor José Luis Bezerra. 

O idealizador da expedição, o chef Caco Marinho, destacou a importância da identificação desses cogumelos para alimentação e possível comercialização dos produtos: “Os agricultores familiares vão ter uma oferta garantida de vitaminas e proteína de alta qualidade, e é possível que a gente encontre os cogumelos na mata, consiga isolar os esporos, tirar a semente e domesticá-los e, nesse processo de cultivo, conseguir a frutificação em até 12 dias. Então, é muito rápido e dá uma alimentação bem completa para a família e ainda demonstra capacidade de gerar renda com o excedente”.

Entusiasmado com os benefícios dos cogumelos e leveduras, que são alimentos saudáveis e probióticos, que não sobrecarregam o organismo no processo de digestão, Caco afirma que os novos produtos poderão ser comercializados nos restaurantes: “Com certeza, a gente vai ser um mercado consumidor dos cogumelos se houver realmente essa oferta. Para quem está plantando e colhendo dentro do sistema agroflorestal, terá um custo baixíssimo e o retorno rápido, porque na mesa do restaurante esse será um produto nobre. Vai ser uma boa renda na mão das comunidades”.

Para os agricultores familiares, a troca de conhecimentos abre novos horizontes. Segundo a presidente da Coopessba, Carine Assunção, a experiência despertou a possibilidade de fabricação do espumante de mel de cacau e o desenvolvimento de receita de chocolate com cogumelos silvestres. 

 

Expedições Gastronômicas

O projeto Expedições Gastronômicas é executado por meio do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Banco Mundial, em parceria com o Instituto Ori.

O assessor técnico especial da CAR, Ivan Fontes, comemorou a iniciativa no Sul da Bahia: “A Invisíveis da Mata integra uma estratégia adotada pela CAR, para a promoção de produtos saudáveis oriundos da agricultura familiar, através da ecogastronomia, com divulgação de conhecimentos técnicos e gastronômicos. Esta nova Expedição permite a identificação e registro de alimentos presentes na Mata Atlântica, visando garantir a segurança alimentar e nutricional, além da renda para agricultores familiares”.

Foto: André Fofano.

 

Nenhum comentário: