28.7.17

ACM Neto está sendo acusado de beneficiar empresa de familiar.


O Ministério Público Federal está investigando a secretaria de saúde da prefeitura da cidade de Salvador na Bahia. A acusação e a de improbidade administrativa.

O empresário Jorge Botelho, sócio-diretor da AGL, que em 2014 firmou contrato com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para construção de sete Unidades de Saúde da Família, após vencer a licitação pública. Mas ele diz que a prefeitura não cumpriu com os contratos. Chegando a cancelar e fazer uma nova licitação, que teria sido vencida por um primo do prefeito ACM Neto.

O processo de número 003.0.243068/2016 está registrado na 12ª Promotoria de Justiça de Assistência em Salvador. Sua última movimentação foi no dia 10 de julho de 2017.

A sociedade baiana espera da justiça que o processo não se arraste pelos tribunais e caduque. Espera brevidade e que, havendo crime, sejam punidos nos rigores da Lei que os praticou.


Nenhum comentário: