17.4.22

Anitta falou, tá falado

Foi preciso a Anitta falar para que tudo o que já falamos em artigos, twitters, facebook, whatsape, telegram e afins, fosse entendido pela a arroba oficial do presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Tá tudo certo que Anitta é a Anitta, famosa e com milhões de seguidores, mas dá para alguém do staff de Lula, do Partido dos Trabalhadores, principalmente a comunicação da legenda e da pré-campanha, ficarem mais atentos ao que a militância vem reclamando da falta de interação e compreensão de como funcionam as redes sociais?

Vamos compreender porque chegamos a este post

Após realizar seu show no festival Coachella, no estado da Califórnia nos Estados Unidos, e ver a repercussão positiva de sua apresentação, que usou cores da bandeira do Brasil, Anitta fez uma postagem em sua conta no Twitter onde dizia que, “A bandeira do Brasil e as cores da bandeira do Brasil pertencem aos brasileiros. Representam o Brasil em geral. Ninguém pode se apropriar do significado das cores da bandeira do nosso país. Fim”.

Na postagem ela não cita o nome de nenhuma pessoa, mas a equipe responsável (acredita-se ser Carlos), do presidente Bolsonaro viu uma oportunidade para criar mais uma polêmica e ter seu nome viralizado em todas as redes sociais. Isto ele faz desde que era deputado e invadia reuniões da esquerda para aparecer nos telejornais como o provocador.

Bastou a conta do presidente postar “- Concordo com a Anitta” e vinte e duas bandeirinhas do Brasil com um joinha que o objetivo dele, mais uma vez, estava garantido. E o assunto do show da Aniita que estava bombando foi trocado, quase que automaticamente, pela “polêmica” criada.

Esta estratégia não é de agora. Ela já foi denunciada e desenhada por centenas de blogueiros e ativistas digitais nas redes sociais. Muitas das vezes, implorando para que os “desavisados” não entrassem no jogo. É comum repercutir algo para ganhar cliques e isto só ajuda ao atual presidente nas redes sociais.

Há uma reclamação, quase que generalizada entre a militância de que a campanha de Lula está deslocada da realidade nas redes sociais. São postagens que não empolgam a juventude e a militância em geral. Textos, provavelmente, feitos por contratados e que desconhecem o mundo virtual como ele é realmente. Não basta ter “testeiros”. É preciso ter escritores, criadores de conteúdos que vivam e sintam o que a população vive.

Ver a conta de Lula chamar a atenção para a fala de Anitta é um alívio, mas não precisava esperar tanto tempo para perceber que muitas outras pessoas já falaram a mesma coisa, inclusive marcando a arroba do presidente no twitter.

Essa campanha não será um passeio e a estrada não está completamente asfaltada. Há muitos obstáculos nela que precisam urgentemente serem concertados. É preciso ficarmos atentos e fortes para podermos retirar do poder o pior presidente que o Brasil já teve.

 

Nenhum comentário: