8.4.22

Supermercado servia como ponto ilegal de venda de munições

Ação conjunta entre equipes das polícias Militar e Civil apreendeu 562 munições e conduziu esposa de dono
do estabelecimento.

A troca de informações entre equipes das polícias Militar e Civil ajudou na desarticulação, no final da manhã desta quinta-feira (7), de um ponto clandestino de venda de munições que funcionava em um supermercado, no distrito de Santana do Sobrado, em Casa Nova. Esposa do dono do estabelecimento comercial foi conduzida para a delegacia.

Conforme detalhou o comandante do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) da 25ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Casa Nova), capitão Gillianderson Ribeiro, as equipes possuíam as informações de que o local vendia o material ilegal para criminosos responsáveis por crimes violentos letais intencionais (CVLIs), na localidade.

“Empregamos as nossas viaturas e de equipes da Delegacia Territorial (DT) de Casa Nova e, assim que chegamos ao local, um dos responsáveis fugiu ao perceber a nossa presença. A sua companheira acabou detida”, disse.

Durante as buscas, os policiais encontraram num espaço reservado escondido atrás de um balcão, 562 munições de calibres 9 mm, 380, 44, 38, 36, 32, 28, 25, 22, 20 e 12, além de 14 recipientes com pólvora, sete espoletas, um quilo de chumbo e 146 maços de cigarro.

O material foi encaminhado para a delegacia onde a suspeita está sendo ouvida.

Foto: Divulgação SSP.

Nenhum comentário: