12.7.17

Para Zé Dirceu, Senadoras são um exemplo a ser seguido.


Ontem, 11, o plenário do senado brasileiro foi palco de um dos atos mais representativos da luta em defesa dos direitos dos trabalhadores jamais feito em outros tempos.
As senadoras Gleisi Hoffmann (PT-PR), Lídice da Mata (PSB-BA), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Fátima Bezerra (PT-RN) e Regina Sousa (PT-PI) ocuparam os lugares na mesa diretora e lá ficaram até a noite, quando um acordo trouxe a presidência Eunício Oliveira.

As guerreiras chegaram às 11h da manhã, surpreenderam a todos. Contrárias à reforma trabalhista, aproveitaram a primeira hora da sessão para passar a palavra para outros parlamentares que discursavam contra a proposta enviada pelo governo. Elas só queriam a que o debate fosse justo, mas isto não aconteceu. E foram vencidas na votação por 50 votos pela aprovação da Reforma Trabalhista e 26 contrários.

O Brasil acompanhou a luta das guerreiras, e em mensagem para a advogada Tânia Mandarino, o ex-ministro Zé Dirceu lhe pediu que que transmitisse as elas sua solidariedade. “Grande exemplo de nossas senadoras. Um chamado a luta e ao combate. Transmita a elas meu mais caloroso abraço e gratidão pelo gesto resgatando mossa bandeira caída no chão da pátria pelo golpe traiçoeiro e usurpador”.


Nenhum comentário: