31.5.17

O golpe vai virando pó. (Por Malu Aires)

“Eu não faço nada de errado, eu só trafico droga”.
Tem aquela outra frase também, um pouquinho mais antiga.
"Meu filho não vai ser investigado".

Não foi e não será porque o golpe é do crime.
Um Senador da República que só trafica toneladas de cocaína, não será investigado. 
Quem lava dinheiro com empresas de fachada é investigado, paga pedágio pra justiça e nunca punido.  
Quem faz do Estado, um investidor nos seus negócios com coca, sequer é investigado.

E Barroso diz que o Supremo não barrou o golpe porque o Brasil estava dividido.
"Em briga de povo e capital, o STF não mete a colher"
Mete é o garfo na comilança, enquanto o pau come.

De um lado o povo brasileiro, do outro, a bandidagem que usurpou do poder na mão grande. 
E pra que lado se inclinou o STF quando deu de cara com aquela baixaria?
Das Leis? Da Constituição? Da justiça?
Não. Se inclinou pro lado do Cunha 5 Milhões, do Chato do Aécio, do Serra Tarja Preta, do Meirelles Caixa 2 JBS, do Perrella do Pó... 
O STF foi atento mantenedor de todo o rito da estatização do estelionato.
O Estado agora é "o chefe". 
Depois do STF ter cometido o crime de permitir que seus investigados assumissem o poder legislativo, executivo e judiciário, que fizessem dos trilhões da nossa economia piscina de ratos, da nossa Constituição fizessem papel de embrulhar peixe, depois de dar ao crime organizado acesso a documentos sensíveis, autorizar ingresso de investigados à posições privilegiadas, concordando que se formasse uma quadrilha capaz de colocar em risco a vida de milhões de brasileiros, traficar drogas até parece nada de errado.

Por Malu Aires.

Um comentário:

Julio Moreno disse...

Muito interessante o artigo, porém, ficou no prólogo.Imaginei uma página gigante E me frustrou a expectativa. Mas tá valendo. Afinal, não é a prolixidade que nos aproxima, mas a clareza das ideias. Coincide com o meu ver quando diz que o poder foi tomado na mão grande e pior ainda quando malfeitores tomam conhecimento do intricado sistema do poder, como está bem sintetizado no final do texto, realmente,traficar drogas é apenas um detalhe