3.2.22

Assistência técnica e o projeto Bahia Produtiva são avaliados durante Fórum Baiano da Agricultura Familiar

O Fórum Baiano da Agricultura Familiar, que reúne organizações da sociedade civil e representantes da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), realizaram a sua primeira audiência do ano, nesta quarta-feira (02), para avaliar as ações desenvolvidas para a agricultura familiar nos 27 territórios baianos. 

Durante o encontro, que contou com a participação de dirigentes da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR/SDR) e da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater/SDR), foram abordados temas essenciais para os avanços da agricultura familiar, como a avaliação das ações relacionadas à assistência técnica e extensão rural (Ater) e a avaliação de mais um ano do projeto Bahia Produtiva, que tem impactado, positivamente, milhares de famílias rurais da Bahia. 

O coordenador da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Estado da Bahia (Fetraf-Ba), Rosival Leite, elogiou o trabalho realizado pela Bahiater/SDR. “O estado avança, a cada dia, e de forma concreta, para que cheguemos ao resultado efetivo, que é a mudança na base de produção dos alimentos, seja para consumo ou comercialização”. 

Em vista desses resultados, o secretário da SDR, Josias Gomes, já vislumbra mais avanços na qualificação da produção com os serviços de Ater, para 2022. “Nós estamos planejando uma nova chamada pública, que consideramos a maior chamada de Ater dos últimos 16 anos. São mais de R$240 milhões. Essa nova chamada vai nos permitir ter uma base muito sólida para os próximos anos, em relação à extensão rural”. 


Bahia Produtiva 

O compromisso de fazer um balanço em cada território, das ações que foram promovidas pelo projeto Bahia Produtiva, executado pela CAR/SDR, com cofinanciamento do Banco Mundial, foi reforçado na ocasião pelo diretor-presidente da Companhia, Wilson Dias.  

“Nós vamos em cada território, de um a um, realizar esse balanço com os aspectos positivos e negativos do projeto e isso, claro, abrange também as entidades de Ater. Queremos ouvir também os beneficiários sobre os resultados desse projeto”, afirmou Dias. 

Foram debatidas ainda questões referentes às ações que vem sendo executadas para minimizar os efeitos das enchentes ocasionadas pelas fortes chuvas que impactaram os territórios baianos no fim de 2021 e início de 2022. Participaram também da reunião o chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, e o superintendente da Bahiater, Lanns Almeida. O encontro foi mediado pela coordenadora geral do Fórum, Célia Firmo.

Nenhum comentário: