4.2.22

Agricultura familiar baiana coloca no mercado bebida energética de Guaraná e Açaí

Seja para dar aquele gás no trabalho, nos estudos, nos esportes ou nas atividades do dia a dia, o energético de Guaraná e Açaí ‘Agito’, lançamento da Cooperativa dos Agricultores Familiares do Baixo Sul (Coopafbasul), de Ituberá, no Território de Identidade Baixo Sul, promete dar aquela energia aos consumidores.

O Agito traz o sabor das frutas cultivadas por agricultores familiares ligados à Coopafbasul, que possui três mil cooperados. Destes, 250 são produtores de guaraná em grão e do açaí.

O produto, que tem a base de extrato natural de guaraná com açaí, começou a ser comercializado na 12ª Edição da Feira Baiana de Agricultura Familiar e Economia Solidária, que aconteceu em dezembro de 2021. A expectativa é que, com os contatos feitos durante o evento, o produto comece a ser vendido, neste ano de 2022, na capital baiana.  

A Cooperativa recebe o apoio do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, de R$3,6 milhões, com investimento em infraestrutura, a exemplo da implantação de uma unidade de beneficiamento de grãos e a aquisição de equipamentos. Com isso, a cooperativa terá um espaço próprio, com fácil acesso, onde será realizada toda a padronização e empacotamento da produção.  

Já foram entregues um veículo utilitário e um caminhão baú refrigerado. Será criado um site e entregues sete estufas solares e sete casas de fermentação do cacau com os cochos, para o beneficiamento do cacau. Além disso, foi realizada a contratação de dois profissionais, um assistente técnico na gestão (ATEG) e um assistente técnico para atuar na base produtiva (ATER).  

De acordo com o técnico de ATER, José Xavier Costa, a expectativa é que as vendas desse produto aumente a receita da cooperativa em 20% no valor geral e 40% no sistema produtivo do guaraná. “Nosso intuito com o Agito é entrar no mercado que não conseguíamos antes, a região metropolitana é um exemplo. Essa região hoje é ocupada pelo concorrente. Nosso objetivo é o produto entrar nesse mercado e se estabelecer, principalmente, pela nossa qualidade. Quem prova vai querer provar sempre”.  

Hoje são produzidas aproximadamente 60 toneladas de guaraná ano pela Coopafbasul. Essa produção é vendida no mercado interno e externo. Ano passado, a cooperativa exportou 21,2 toneladas de guaraná grão para os Estados Unidos.

Nenhum comentário: