2.2.22

Investimentos garantem segurança alimentar e hídrica em aldeia de Abaré

Para garantir a segurança alimentar e hídrica dos animais de pequeno porte, na Aldeia Mãe Malhador de Zé Grande, no município de Abaré, Território de Identidade de Itaparica, o Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, investiu R$438,5 mil na localidade. 

Foi implantada uma reserva alimentar estratégica para os animais, com um campo de palma forrageira e de sorgo e entregue kit moto-forrageiro acoplado a uma base móvel, que permite o uso coletivo dos equipamentos e garante o armazenamento de alimento para a época da estiagem, servindo também como unidade de propagação e conservação de plantas forrageiras.

Para ampliar o armazenamento de água também foram abertos ou reformados barreiros e foi construída uma cisterna e as 63 famílias de agricultores familiares estão sendo diretamente atendidas com assistência técnica e extensão rural (Ater), da Assessoria e Gestão em Estudos da Natureza, Desenvolvimento Humano e Agroecologia (Agendha), organização contratada, por meio do Bahia Produtiva, para a prestação desse serviço.

O agricultor Severino José destaca a importância do investimento que melhorou a criação de pequenos animais e o plantio. “A gente vivia sem água para os animais. Eles bebiam quando dava, mas depois do barreiro criou água de minação, encheu de água ao redor e agora estamos na glória”.

Para o agricultor João Ananias da Silva antes os moradores da aldeia tinham muita dificuldade para buscar água. “A gente trazia água de longe, com muito trabalho, mas hoje, possibilitado por esse projeto, pegamos água no terreiro de casa, temos a cisterna, água favorável e só tenho a agradecer”.

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), cofinanciado pelo Banco Mundial e já investiu mais de R$22,9 milhões em 55 projetos voltados para comunidades indígenas de toda a Bahia, beneficiando diretamente 1.530 famílias. 

Nenhum comentário: