16.2.22

Bahia é líder na geração de energia solar pelo terceiro ano consecutivo

Pelo terceiro ano seguido a Bahia se consagra como primeiro lugar do ranking dos estados que mais geraram energia solar fechando 2021 com 27,62% da produção nacional. Com 1,4% de diferença, o Estado ficou em segundo lugar na geração acumulada de energia eólica do Brasil o que corresponde a 28,8% da geração nacional.  Os dados são da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e constam no Informe Executivo de Energia Solar e Eólica da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) que foi divulgado nessa quarta-feira (16).

Em dezembro de 2021, a energia solar teve 267 Megawatt hora (MWh) na geração mensal, 1.963 Gigawatt-hora (GWh) na geração acumulada anual e 19,02% no fator de capacidade. Já a eólica teve 1,57 (GWm) na geração mensal, 19,508 (GWh) na geração acumulada anual e com 26,76% no fator de capacidade.

"A Bahia tem muito potencial na produção da energia através de fontes renováveis, nos dá muito orgulho continuar noticiando dados e números positivos. É muito satisfatório saber que o nosso Estado segue líder nacionalmente na geração de energia limpas”, diz Nelson Leal, titular da SDE.

 

Energia Solar

São 44 usinas em operação, produzindo 1.354,74 MW de potência, gerando cerca de 40.642 empregos com investimentos de R$ 6,3 bilhões.  Em fase de construção, são 22 usinas com capacidade de produção de 687,50 MW de potência e que pode resultar na geração de 20.625 empregos com R$ 2,20 bilhões em investimento previstos. Já com a construção não iniciadas somam 108 usinas com 4.384,04 MW de potência que prevê gerar 131.521 novos postos de trabalho e um investimento de R$ 20,87 bilhões.

Entre os municípios beneficiados com parques fotovoltaicos estão: Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Casa Nova, Guanambi, Itaguaçu da Bahia, Juazeiro, Oliveira dos Brejinhos, Salvador e Tabocas do Brejo Velho.

 

Energia Eólica

A Bahia é líder na comercialização dos leilões de energias eólica com 32,4%, de todos os empreendimentos comercializados. São 221 parques eólicos em operação com potência de 5,859,75 MW gerando cerca de 87.896 empregos e R$ 22,87 bilhões em investimentos, mais 74 parques estão na fase de construção com a potência de 2.274,76 MW e R$ 9,86 bilhões em investimentos resultando na geração de 34.121 novos postos de trabalho e mais 106 parques em construção não iniciadas com potência de 3.629,90 MW que prevê gerar 54.449 empregos e um investimentos de R$ 14,18 bilhões.

Os municípios beneficiados com parques eólicos são Bonito, Brotas de Macaúbas, Brumado, Caetité, Cafarnaum, Campo Formoso, Casa Nova, Gentio do Ouro, Guanambi, Igaporã, Iraquara, Morro do Chapéu, Mulungu do Morro, Ourolândia, Pindaí, Sento Sé, Sobradinho, Umburanas, Várzea Nova e Xique-Xique.

Foto: Foto João Ramos/Instalações Enel Green Power - Bom Jesus da Lapa - BA.

Nenhum comentário: