29.5.17

SE ISSO NÃO É DITADURA GELEIA É RAPADURA.

O STF tornando público grampo em telefonema de Reynaldo Azevedo, violando segredo da fonte de um jornalista, o que é considerado crime, inclusive na Constituição (não importa a posição política do cretino, lembre-se do poema de Brecht, permitimos que o peguem e depois nos pegam).
O Facebook bloqueia o jornalista Mino Carta, a mídia omite que as agências de risco nos rebaixaram para país negativo como destino de investimentos, ao mesmo tempo que mostra entrevista do Anão da mala afirmando que voamos em céu de brigadeiro, com a economia caminhando (só não diz que pro despenhadeiro).
Na Moritiba’s Republic inauguram uma nova figura jurídica, “coração generoso”, que promulga sentenças absolvendo uma pobre coitada que não sabe de onde veio o dinheiro que lhe permitiu gastar milhões em roupas, sapatos e jóias, a mesma generosidade que não permite ver helicópteros recheados de talco.
A polícia militar de Surubília, a capital da esperteza, quebra o patrimônio público e grita “foi o PT”, o que obriga o Anão grampeado a chamar o Exército, só saindo de debaixo da cama quando a recata avisou: Chechel, a manifestação acabou.
Fódia, o alcaide da Coxolândia, onde fica o balneário do Tietê, manda a polícia sentar a porrada nos únicos consciente por lá, porque dissidentes, e derrubar as casas com gente dentro.
Alkiminho, o Santo da Odebrecht, discursa dando apoio ao Temesley, algo assim com abraço entre Beira Mar e Marcola.
Já o parlamento, latifúndio onde se cultiva a corrupção, a base de sustentação das malas da Friboi passa o rodo na oposição e revoga a Lei Áurea, com emenda que a aprimora, agora não só os negros, mas todo mundo que não seja funcionário público graduado ou empresário.
Os pastores continuam a aproveitar a safra de dízimos, em pleno campeonato de milagres, na busca de quebrar o recorde, em poder do São Valdemiro, 432 em 15 minutos.
Os coxinhas deletam as fotos do Aécio vou me matar das suas linhas do tempo parado no século passado, o Rato Chileno, o Botafogo da Odebrecht, recusa fazer tramitar 9 483 pedidos de impeachment do mestre grau 33 afanos na coisa pública, questão de má interpretação, político tucano pensa que coisa pública é genitália de prostituta e vai logo metendo a mão.
Cá no meu cantinho fico olhando tudo e só pensando... Se Deus demorou tanto a nos permitir inventar métodos contraceptivos porque não reencarnou Herodes uns anos antes desses fdp nascerem?
Como prega aquele pastor tarado, só Jesus na calça.

Tascaxota Malaquias, cronista político e obreiro na Burriversal.

Nenhum comentário: