26.5.17

INFORME SOBRE FERIDOS MAIS GRAVES NO ATO EM BRASÍLIA. (Por Thiago Ávila)

- Clementino Nascimento Neto - 35 anos -
Tomou um tiro de bala de borracha do batalhão de choque no olho esquerdo e, segundo o médico que o atendeu, provavelmente perderá a visão desse olho.

- Isaias Junior Freitas Silva - 22 anos - 
Militante do MTST de Goiás que veio para o Ocupa Brasília. Tomou um tiro no pescoço e passou por cirurgia ontem no Hospital de Base. Sua esposa Vitória o está acompanhando e não temos novos informes.

- Vitor Guimarães - 26 anos -
Grande militante de Direitos Humanos na época da luta contra as violações da Copa e militante do MTST do Rio de Janeiro. Uma bomba (falsamente dita apenas de "efeito moral") explodiu em seu rosto e fez um corte profundo na testa e na bochecha, escapando por muito pouco de também ficar cego. O informe é de que passa bem e segue firme na luta pelo Fora Temer, contra as reformas e por uma Greve Geral!

- Vitor Rodrigues Fregulia - 21 anos - 
Esse jovem está sendo vítima de uma das maiores campanhas de difamação que já vi em toda minha vida. Ele teve sua mão dilacerada por uma bomba da polícia que engana: ela começa soltando gás e, depois, explode com uma força absurda de fazer buracos no chão (uma delas explodiu bem ao meu lado). Se alguém pensa que é uma bomba de gás lacrimogêneo e pega para devolver o gás à polícia, ela explode na mão e o resultado foi esse que vimos. Só ao meu lado duas outras pessoas também quase perderam a mão com este artefato militar que de forma alguma poderia ser utilizado contra a população, seja por sua armadilha como pela intensidade de sua explosão (bem maior que as bombas de "efeito moral" esféricas que já causam dano considerável). 
Toda solidariedade ao camarada! Não aceitaremos a guerra contra o povo, e esse foi mais um crime do Estado! Não aceitaremos criminalizar uma vítima!

- Senhor que não conseguimos identificar (primeiro nome Carlos) -
O vídeo que já ganhou notoriedade internacional do policial descarregando sua pistola .40 sobre a população ainda pega os instantes em que este senhor é atingido. A munição letal atravessou seu maxilar e pescoço, quebrando ossos e fazendo-o perder uma quantidade assustadora de sangue. O atendimento inicial foi realizado pelos próprios manifestantes e o socorro demorou mais de 20 minutos para chegar. Os informes é de que ele está entubado no Hospital de Base e que o quadro clínico é muito grave. Não conseguimos identificá-lo pois ele não respondia mais após tomar o tiro.

Diante de toda essa inaceitável agressão do Poder Público contra o povo, temos que responsabilizar o comando geral da PM-DF, o governador Rodrigo Rollemberg e o presidente ilegítimo Michel Temer! Não aceitaremos a guerra contra o povo nem nos calaremos diante da repressão!

Solidariedade aos militantes e suas famílias! Temer, sua hora chegou!

Por Thiago Ávila.

Nenhum comentário: