12.5.17

Bahia é destaque em vendas de campos de petróleo em terra.

Só no estado, a ANP arrecadou cerca de R$ 7 milhões, representando 87% do total.

A Bahia foi o grande destaque nesta quinta (11), na 4ª Rodada de Licitações de Áreas com Acumulações Marginais, realizada pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), que arrecadou R$ 7,9 milhões com a venda de oito dos nove campos de petróleo. As quatros áreas localizadas no estado baiano foram responsáveis por R$ 6,9 milhões da arrecadação, 87% do total.
A reativação das quatro áreas foi avaliada como positiva pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, para reaquecer a economia regional. “A reativação de campos petrolíferos já explorados pela Petrobras traz novas perspectivas para o reaquecimento das regiões onde os poços estão inseridos, uma vez que a produção envolve toda uma cadeia de fornecedores e a geração de mão-de-obra”, disse Wagner.
A empresa Newo Óleo e Gás foi responsável pela maior parte do valor arrecadado de R$ 5,7 milhões, para a área Itaparica, na Bacia do Recôncavo, em Itaparica. A Dimensional levou outro campo na Bahia, chamado Vale do Quiricó, em Pojuca, por R$ 764,4 mil. Já a Muncks & Reboques Brasil ficou com as outras duas áreas na Bahia: Jacumirim, em São Sebastião do Passé, pela qual pagou R$ 132 mil, e Araçás Leste, nos municípios de Araçás e Entre Rios, por R$ 357,7 mil.
A concessão para exploração dos poços visa atrair empresas petrolíferas de pequeno e médio porte, por terem uma produção pequena e não serem mais economicamente interessantes para empresas de grande porte. Essas áreas localizam-se em bacias sedimentares terrestres maduras, sendo leiloadas para reabilitar a produção de petróleo e gás natural nas áreas tradicionais de exploração petrolífera do estado.

O leilão possibilitará a continuidade dessas atividades nas regiões onde exercem importante papel socioeconômico. A concessão estabelece a utilização da infraestrutura de produção já existente. Realizado na sede da ANP, no Rio de Janeiro, além da Bahia, foram leiloadas áreas nos estados do Espírito Santo e Rio Grande do Norte.

Nenhum comentário: