1.8.17

O golpe se dá como democrático. (Por Emiliano José)


O golpe se dá como democrático. 

De uma desfacatez sem par.

Macaco que não olha para o próprio rabo, longo, de fora. 

Que autoridade tem para pretender dar lições de democracia a quem quer que seja? 

Como falar em democracia depois de um golpe obsceno, em que se tirou uma mulher correta, honesta, íntegra e, sobretudo, abençoada, eleita pelo voto de mais de 54 milhões de brasileiros? 

O Itamaraty não se respeita, voltou aos tempos de estender tapete para o Império, obedecer ordens do grande irmão do Norte. 

Ora, ora, me bata um abacate. 

A autonomia dos povos continua de pé. 

Ninguém tem o direito de se meter nos assuntos internos de um país. 

Quanto mais um governo resultante de um golpe, sem qualquer legitimidade, que jogou o Brasil numa crise monumental, e cuja preocupação exclusiva hoje é safar-se das pesadas acusações que rondam o presidente e o seu entorno. 

Deixem a Venezuela seguir o seu caminho. 

Bolívar inspira seu povo, sempre. 

Os golpistas brasileiros não têm qualquer moral para dar qualquer lição a um país que luta para manter-se de pé, para não entregar seu petróleo, diferentemente de Temer e seu Parente, que estão abrindo a Petrobrás às multinacionais. 

Venezuela Livre!

Por Emiliano José.

Nenhum comentário: