9.8.17

Durante a missa, Padre chama Temer de ladrão e pede para fieis não votar em quem o apoia.


Ele é conhecido na paroquia por falar o que pensa e não se importar com as críticas, quando alguém discorda de sua opinião. Padre Adalto lembrou as pessoas que estavam presentes a missa das medidas impopulares e o quanto são prejudiciais a população mais pobre. Fez referência a reforma trabalhista, já aprovada pelo congresso nacional e a previdenciária que o governo deve colocar, assim que tiver a garantia de vitória, em votação.

O Padre usou um tom implorando “Em nome de Jesus Cristo, nunca mais votem em Aguinaldo Ribeiro (PP), em André Amaral (PMDB), em Benjamim Maranhão (SD), em Efraim Filho (DEM), em Hugo Mota (PMDB), Rômulo Gouveia (PSD), e também em Wilson Filho (PTB)”, durante missa celebrada do domingo, 6, em Pirpirituba, no Agreste paraibano.
Ele comparou Temer e os deputados com um Fernandinho Beira-mar, um dos mais perigosos do Brasil. “Para mim ele não é diferente de Fernandinho Beira-Mar não. Não tem diferença muito não. E aqueles que votaram a favor dele também são iguais”, declarou.
E disse que “os deputados não merecem os votos”, pois foram favoráveis a um ladrão, se referindo, novamente, ao presidente Temer.


Nenhum comentário: