18.10.21

Brasil de Todos os Ritmos segue no toque do Ijexá



Luiz Brasil fala sobre o som que saiu dos terreiros e ganhou as ruas no carnaval da Bahia

O que Dorival Caymmi, Antônio Carlos e Jocafi, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Moraes Moreira e Gerônimo têm em comum? Além de serem grandes nomes da música baiana e brasileira? Todos, em algum momento, beberam da fonte criativa do “Ijexá”, música ritualística africana trazida para o Brasil pelos iorubanos. E é o Ijexá o tema do programa Brasil de Todos os Ritmos da sexta-feira, 22 de outubro, no ar a partir das 22h pelo canal Music Box Brazil.

Apresentado e realizado pelo multi-instrumentista, compositor e produtor musical Luiz Brasil, e dirigido por Felipe Sabugosa, o Brasil de Todos os Ritmos sobre o Ijexá começa com um encontro especial entre Luiz Brasil e Gerônimo, que canta o hino “É D’Oxum” (Gerônimo & Vevé Calasans), e também “Toté de Maianga” (Gerônimo & Saul Barbosa) e “Eu sou Negão.

O programa tem ainda a presença dos percussionistas baianos Gabi Guedes, Eduardo Josino (Dú) e Giba Conceição, além da cantora Thaís Motta que juntamente com a banda de convidados especiais: Cesinha (bateria), João Rafael (baixo acústico e elétrico), Marco Nimrichter (sanfona), Marcelo Martins (Sax Soprano) Sidinho Moreira (percussão), e Luiz Brasil (violão), interpretam a música “Quem Somos Nós”, de autoria de Luiz Brasil e Monica Freire.

Próximos programas - A cada edição do programa, que vai ao ar sempre às sextas-feiras, às 22h, pelo canal Music Box Brazil, o palco da música brasileira, Luiz Brasil e seus convidados promovem uma verdadeira viagem pelo extraordinário universo musical brasileiro. Depois do Ijexá, virão os episódios sobre Maracatu, Marcha Rancho, Samba de Coco e Samba Reggae. E do começo ao fim, de um toque ao outro, Brasil de Todos os Ritmos oferece sempre uma trilha sonora de qualidade para os seus ouvidos. A cada edição, Luiz Brasil compartilha a execução de grandes obras musicais com instrumentistas convidados.

Brasil de Todos os Ritmos é uma produção da Luiz Brasil Produções em parceria com o Fundo Setorial do Audiovisual e a ANCINE – Agência Nacional do Cinema.

Por:  Doris Pinheiro.

Nenhum comentário: