25.3.20

Aviso aos desavisados (Por Igor Montalvão)


Após a imprensa de Paulo Afonso falar em suas publicações sobre o afastamento do atual prefeito Luiz de Deus da cidade, o Procurador-Geral do Município, Igor Montalvão, soltou uma nota pública hoje, 25, sobre o caso. Entre outras coisas ele diz ser “ledo engano” essa cobrança estar acontecendo. Segundo o mesmo, o prefeito “está juntamente com seus auxiliares tomando todas as medidas necessárias, normativas e administrativas, para conter a crise pandêmica”.

Leia a nota a seguir:


Muito tem se falado nos últimos dias sobre a necessidade de licença ou impossibilidade do Prefeito de Paulo Afonso, Dr. Luiz de Deus, de permanecer a frente cadeira de Chefe do Poder Executivo enquanto perdurar o estado de emergência necessário para o enfrentamento do COVID-19.

Ledo engano!

O Prefeito, que também é médico, está juntamente com seus auxiliares tomando todas as medidas necessárias, normativas e administrativas, para conter a crise pandêmica que assola o mundo, tendo o Município de Paulo Afonso adotado medidas que serviram de exemplo para diversos Municípios, dentre os quais destacamos Glória e Jeremoabo, nossos vizinhos. 

Muito embora faça parte do grupo de risco, não se omite ele em despachar e coordenar diariamente as ações praticadas pelos seus Secretários, despachando processos diariamente de sua residência. Todavia, por recomendação da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde, está ele evitando contato com pessoas por motivo óbvios, cujo comportamento, seja do grupo de risco ou não, deve servir de exemplo para todos, pois impedir a circulação de pessoas, é evitar o contato, e por consequência a disseminação e o óbito de alguns.

Licença para tratamento de saúde? Incabível, pois não há o que se tratar, tão somente prevenir!

Afastamento? Desnecessário, pois o Chefe do Poder Executivo não se ausentou ou se ausentará do Município por 20 (vinte) dias, art. 35, VI, da Lei Orgânica do Município.
Portanto, aos desavisados, contenham-se! 

A mediocridade de alguns oposicionistas de tentar criar factoide político a partir de uma pandemia mundial de saúde pública beira o ridículo e o desespero. A vida e saúde dos nossos munícipes deve se sobrepor a politicalha rasteira e inoportuna de uma minoria inescrupulosa.

O momento é de união em prol da vida humana!

Paulo Afonso-BA, 25, de março de 2020.

Igor Montalvão.

Procurador-Geral do Município de Paulo Afonso.

Nenhum comentário: