7.10.21

Agricultores familiares de Rafael Jambeiro recebem curso de Boas Práticas de Manipulação de Alimentos


Agricultores familiares da comunidade de Baixa de Areia, no município de Rafael Jambeiro, participaram, nesta quarta-feira (06), de capacitação com o tema Boas Práticas de Manipulação de Alimentos, com intuito de fortalecer as ações em relação ao acesso ao mercado.

O curso proporciona aos participantes trabalhar com a formação de preços, boas práticas para a fabricação de alimentos, valor nutricional, além da elaboração de receitas.

Os agricultores fazem parte da Associação Agrícola dos Trabalhadores Rurais de Baixa de Areia, que está sendo beneficiada com investimentos do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, com um investimento de R$473,3 mil para qualificação da Unidade de Processamento Primário dos derivados da mandioca e implementação de um espaço de comercialização de refeições.

As 22 famílias atendidas também recebem Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), por meio da Cooperativa de Consultoria, Pesquisa e Serviços de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável (Coopeser), instituição contratada pelo Bahia Produtiva.

Para o técnico da Coopeser, Adriano Lisboa, a capacitação abordou um tema importante para um grupo que quer trabalhar com alimentos: “São temas indispensáveis,  como higiene, utilização de Equipamentos de Proteção Individual, validade de produtos, cuidados no recebimento e armazenamento dos produtos,  manuseio correto dos alimentos, entre outros”.

Para a agricultora Maria Isabel, a ação qualifica o trabalho da comunidade: “Nos dá  autonomia e capacidade para desenvolver nossas atividades na agroindústria que será implantada, nos permitindo oferecer um produto de qualidade para nossos clientes”.

O agricultor Valnei Sampaio conta que aprendeu muito: “Agora temos muito mais conhecimento, pois aprendemos sobre a manipulação dos alimentos, as boas práticas, coisas que nem pensávamos e ainda fizemos a produção de algumas receitas”.

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Banco Mundial.

Nenhum comentário: