16.8.21

Profissionais de saúde serão homenageados amanhã (17), às 15h, no Solar do Unhão



Os colaboradores do Hospital Espanhol (Centro de Referência no Tratamento da Covid-19) recebem uma homenagem amanhã (17), a partir das 15h, no Solar do Unhão (Avenida Contorno s/n°), em Salvador, local que também é sede do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-Bahia). Será o primeiro dia de abertura do museu para o público depois de 1,5 ano fechado em função da Pandemia da Covid-19. O convite partiu da direção do MAM como uma homenagem a todos os profissionais da área de saúde que estiveram e ainda estão na linha de frente no combate à doença na Bahia.

“Para abrir estamos obedecendo todas as regras e determinações da Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde do Estado”, explica a Coordenadora Geral do MAM, Marília Gil. Segundo ela, o uso de máscaras é obrigatório e a lotação dos espaços expositivos é de 10 pessoas na Capela e 20 no Casarão, a cada visita. “Além disso, dispomos de áreas abertas, como o Pátio da Mangueira onde o Café Circuito Saladearte estará funcionando e o Pátio inferior do museu que também serve de estacionamento, com lotação máxima de 30 pessoas cada um deles, a cada vez” relata.

MEDIÇÃO e LIMPEZA – A medição de temperatura dos visitantes que chegam ocorrerá na pequena ladeira do MAM onde foi instalada uma portaria e cancela eletrônica. “Ao chegarem às áreas de visitação do museu todos já estarão com temperaturas aferidas”, detalha Marília. O complexo arquitetônico do MAM também passou por lavagem de pisos, portas e janelas, poda de árvores e plantas, enceramento de piso do salão, troca de lâmpadas e limpeza geral, internas e externas. “O nosso objetivo é dar maior conforto e segurança para todos”, finaliza Marília Gil.

Os colaboradores do Hospital Espanhol sairão em vans do bairro da Barra, em roupas de passeio. Finalmente eles poderão estar no mesmo grupo de trabalho, porém sem o vestuário médico e os equipamentos de proteção individual (EPI) como batas, aventais, macacões, luvas, máscaras e óculos de proteção, dentre outros itens que são obrigados a usar no hospital.

EDUCATIVO e VISITAÇÃO – “É uma honra para nós receber pessoas tão corajosas e abnegadas que estão na linha de frente atendendo a população para vencer esta pandemia”, comenta a Coordenadora do Educativo–MAM, Isabel Gouvêa. Segundo ela, os monitores e mediadores se prepararam por dois meses para receber os visitantes. “Pesquisamos, estudamos, assistimos palestras, documentários e filmes, preparando a equipe para falar sobre a exposição ‘O Museu de Dona Lina’ e os acervos que compõem a mostra”, informa Isabel.

A exposição do MAM fica aberta até dezembro. A visitação será permanente de terça a sexta-feira, sempre das 13h às 17h. Até novembro o museu também ganha um espaço exclusivo sobre a arquiteta ítalo-brasileira, Lina Bo Bardi (Roma 1914 — São Paulo 1992) que concebeu e foi a primeira diretora do MAM-Bahia de 1959 a 1963.

Para mais informações sobre os profissionais da saúde e o Hospital Espanhol: Marília Simōes, telefone 999896677. Mais informações sobre o MAM e suas atividades estão disponibilizadas em suas redes sociais (instagram e facebook) ou via telefone (71) 31176132, das 9h às 12h e das 13h às 15h.

Nenhum comentário: