1.6.17

FELIZ BAHIA QUE TRABALHA.

Apesar da crise econômica e política nacional, a Bahia tem ampliado a oferta de trabalho para jovens. O programa Mais Futuro, lançado por Rui Costa (PT), oferece primeiro emprego para nove mil jovens oriundos da rede estadual de Educação Profissional até 2018.
Já o programa Mais Futuro, do Governo do Estado, inscreveu 5.763 estudantes de universidades estaduais da Bahia com oferta de estágio e auxílio permanência para estudantes de baixa renda. O auxílio varia de R$ 300 a R$ 600 mensais.
A Bahia é um dos poucos estados do país a manterem em dia o calendário de pagamento do funcionalismo público. A maioria dos estados, em crise, atrasa o salário continuamente. Na Bahia, nem mesmo um dia de atraso até o momento para os servidores.
Para estimular o combate à criminalidade, o Governo do Estado ampliou a participação de policiais no Prêmio por Desempenho Policial (PDP) que valoriza a produtividade das unidades policiais.
A Bahia aplicou mais de R$ 9 bilhões em obras, serviços e recursos humanos na área da saúde em dois anos, o que possibilitou a abertura de aproximadamente 630 leitos em todo o estado.
O Governo investe em Policlínicas Regionais no interior da Bahia. Até agora, estão em obras quatro policlínicas, que oferecerão consultas, exames e procedimentos em até 18 especialidades médicas em toda a Bahia. A meta é implantar 28 policlínicas no interior.
Em menos de dois anos, o Governo construiu o Hospital da Mulher e o HGE 2, e requalificou o Hospital Roberto Santos, Ernesto Simões e o Centro Estadual de Oncologia (Cican), e investe em hospitais no interior baiano.
A reforma do Hospital Roberto Santos, em Salvador, proporcionou 43 novos leitos de UTI e semi-intensiva neonatais. Foi inaugurado nesse hospital – que é o maior do Norte e Nordeste – um novo setor de bioimagem.
Estão em execução obras em mais de 3,5 mil quilômetros de estrada no interior. As intervenções vão beneficiar 160 municípios.
Novos policiais civis, peritos e outros servidores da segurança pública foram convocados para atuar na Bahia. A Bahia não ficou paralisada diante da crise e continua contratando.  Já foram chamados mais de 700 candidatos, ultrapassando as vagas previsto no Edital, de 600.
O Governo do Estado ainda abriu este ano concurso para Policia Militar e Bombeiros, com duas mil vagas para soldados da PM e 750 para o Corpo de Bombeiros Militar.
Já foram concluídos e inaugurados 13 distritos integrados de segurança pública no interior do estado. Na capital, uma nova Base Comunitária de Segurança foi inaugurada em 2017, reforçando a segurança.
O Governo do Estado está renovando 1,5 MIL viaturas da Polícia Militar na capital e no interior. Este é o número de novos veículos desde 2015.
A Ronda Maria da Penha, implantada pelo Governo do Estado, foi reforçada, ampliada no interior e reconhecida nacionalmente.
O Governo do Estado também inaugurou duas novas delegacias especializadas no atendimento às mulheres.
O Estado obteve economia real de R$ 1,2 bilhão nos últimos dois anos, e aumentou os investimentos em 45,09% entre 2015 e 2016.
O Governo da Bahia encerrou 2016 preservando o equilíbrio fiscal.
Vale lembrar que ainda tem estado que não pagou o décimo terceiro salário dos servidores. A Bahia pagou nas datas previstas o décimo terceiro salário e o salário de dezembro, está em dia com os fornecedores e os serviços públicos operam normalmente.
O baixo endividamento do governo baiano é um indicador importante do equilíbrio fiscal do Estado.
Os investimentos públicos em 2016 cresceram 45,09% com relação a 2015. Somados, os investimentos nos dois primeiros anos da atual gestão chegam a R$ 5,387 bilhões.
O controle de gastos é política pública institucionalizada na Bahia desde a reforma administrativa realizada no final de 2014.

Nenhum comentário: