Dimas Roque: Calafrio

26.4.19

Calafrio



Num cheira o meu cangote

Que eu sinto calafrio.

Nem cheiro meu suvaco

Que arrupia até o solado do pé,

Mas se tu cheirar os meu zóim

Tu pode acreditar que é paixão na hora

Que arrebenta o meu corpo.

Nenhum comentário: