8.6.17

Bahia terá três centros de treinamento de canoagem

Logo após conquistar a primeira de suas três medalhas na canoagem de velocidade na Olimpíada do Rio, na C1-1000, Isaquias Queiroz era só felicidade, mas não perdeu a oportunidade de estar nos holofotes para cutucar os políticos do país. “Essa medalha tem um significado especial por ter vindo de um projeto social, mas me dá tristeza ver que isso acabou no Brasil. Se vocês tiverem como tirar fotos dessa medalha, mostrem aos nossos políticos no Planalto para que eles parem de brigar entre si e continuem a buscar novos atletas. Tomara que o meu resultado e o da Rafaela [Silva, ouro no judô], que viemos de setores não muito favorecidos da sociedade, possa abrir os olhos do governo para a importância desses projetos”.

Quase um ano mais tarde, as declarações do superatleta ubaitabense surtiram efeito real. Na tarde desta quarta-feira, 7, Isaquias Queiroz, ao lado do ubatense Erlon Silva, prata na Rio-2016 com Isaquias no C2-1000, esteve no lançamento dos editais do Governo da Bahia para licitação de construção de três centros de treinamento de canoagem, nas cidades de Itacaré, Ubaitaba e Ubatã. O evento foi realizado na Governadoria, em Salvador, e teve a presença dos medalhistas olímpicos, além de prefeitos das cidades contempladas, treinadores e outros atletas da canoagem.

O investimento do Governo do Estado no projeto será de R$ 3,2 milhões. As propostas de construção serão recebidas até 7 de julho. Após análise, será assinada a ordem de serviço. “Considerando que cada um desses centros levará entre seis meses e um ano para ficar pronto, eu acredito que, a partir do início do primeiro trimestre do ano que vem, já teremos pelo menos um pronto. Ao longo do segundo trimestre, os outros dois estarão prontos, de forma que os três centros de canoagem deverão ser operacionais ainda no primeiro semestre de 2018”, explicou o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster.

Veja a matéria completa atarde.com

Nenhum comentário: