25.6.22

Veículos com placas de finais 7 e 8 têm desconto de 10% no IPVA

O abatimento é válido para o pagamento em cota única realizado até os dias 29 e 30 de junho, respectivamente.

Ainda dá tempo de aproveitar o desconto de 10% no pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para veículos com placas de finais 7 e 8, válido para quem quitar o tributo em cota única até os dias 29 e 30 de junho, respectivamente. As informações estão disponíveis no site da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-Ba), www.sefaz.ba.gov.br, Canal Inspetoria Eletrônica, ou via 0800 071 0071 e faleconosco@sefaz.ba.gov.br. Para realizar o pagamento, o contribuinte deve ir até uma agência, um caixa eletrônico ou então utilizar o aplicativo ou o site do Banco do Brasil, Bradesco ou Sicoob, bastando apenas apresentar o número do Renavam.

Outra opção para os proprietários de veículos é parcelar o imposto em cinco vezes, sem desconto. Para isso, é necessário pagar a primeira cota na mesma data em que ocorre o vencimento do desconto de 10%, ou seja, dia 29 para placa 7 e dia 30 para placa 8.

 

Parcelamentos de outras placas

Além das placas 7 e 8, outros finais de placas também possuem vencimentos em junho. Os donos de automóveis com placas 5 e 6 que dividiram o tributo em cinco vezes precisam quitar a segunda cota até 29 e 30 de junho, respectivamente.

Os proprietários de carros com placas 4 e 3 que parcelaram o imposto precisam pagar a terceira cota até dias 29 e 30 de junho, respectivamente. Por fim, os donos de automóveis de placas 1 e 2 devem quitar a quarta cota até 29 e 30 de junho, também respectivamente.

De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-Ba), o contribuinte deve estar atento pois o licenciamento completo do veículo engloba outros itens além do IPVA, ou seja, para o automóvel estar regularizado é necessário quitar também débitos do licenciamento anual e multas, se houver. O prazo para ficar em dia com a documentação do veículo termina na data do vencimento da quinta parcela do imposto.

Nenhum comentário: