17.1.22

Boa música de terça a sábado na Casa da Mãe

Tem samba jazz, choro, reggae, MPB, lançamento de livro e mais samba!

Muita música boa de terça a sábado, na Casa da Mãe, no Rio Vermelho, que tem também comida de primeira qualidade. Todos os protocolos de segurança contra a contaminação pela Covid-19 estão sendo tomados pelo espaço cultural. Na terça-feira, 18.01, tem Samba Jazz, com a banda formada por Matias Traut, Samuel Cabral, Tobias Möller, Jordi Amorim e Fernando Isaia. Às 21h, com couvert a R$ 15.

Na quarta-feira, 19.01 tem Choro Catado, que reúne o cantor e compositor Ênio Bernardes (pandeiro), Leandro Tigrão (flauta), Washington Oliveira (cavaquinho) e Natan Dubir (violão) para cantar e tocar o melhor do chorinho. Liderado pelo sambista, cantor, compositor, produtor e pesquisador de samba tradicional e do samba de roda do Recôncavo Baiano, o paulista Enio Bernardes, o Grupo Siri Catado tem realizado um longo trabalho de apresentações e divulgação do Choro em diversos espaços de Salvador. Às 21h, com couvert a R$ 15.

Na  quinta-feira, 20.01, a cantora Noemi entra em cena com seu projeto Noemi convida. Noemi é baiana, cantora, compositora e dona de uma das vozes mais belas da noite de Salvador. A artista faz parte de uma geração de mulheres que busca a inserção do valor feminino na arte assim como estabelecer uma ligação com o sentimento e a força da mulher em suas letras e fusões musicais, tendo como inspiração cantoras como Marisa Monte, Cássia Eller, Laurin Hill, Dezarie dentre outras potências vocais femininas. Noemi iniciou sua carreira em Imbassaí, em 2013 e rapidamente conquistou espaço tocando em eventos, bares e festivais de Imbassaí e Praia do Forte. Com essa bagagem de início, Noemi migrou para Salvador onde conquistou outros espaços e atualmente faz apresentações em Salvador, Lauro de Freitas e Mata de São João. Na Casa da Mãe ela realiza show com músicas autorais, versões e roupagens de clássicos do reggae, pop e MPB moderno. Formou a banda com o seu projeto solo “Noemi” composta por João Okuzono (guitarra), Hebert Bass (baixo), Júnior batera (batera) e Tiago Tamango (teclado).

Na sexta, dia 21.01, Literatura e música fazem a noite na Casa da Mãe. Ezter Liu lança seu novo livro “Breves Fogueiras” e em seguida tem show de Joana Terra, com  participações especiais.“Breves Fogueiras”, de Ezter é a obra que sucede o premiado “Das Tripas Coração”. A vida contemporânea, o feminino, a política, o contexto social do Brasil... O olhar agudo e sensível de Ezter Liu sobre os tempos atuais dá vida à nova publicação da escritora pernambucana.

“Breves Fogueiras”, compila 60 escritos que exprimem sentimentos controversos suscitados pelo isolamento e pelo atual contexto político e social nos últimos anos. São minicontos, pílulas de histórias e situações que trazem à tona sentimentos densos e reflexões. Narrativas fortes, efêmeras e ardidas, tal como o fogo. “São textos curtos e precisos, que colocam para fora as nossas fogueiras internas. Cada texto é como uma fogueirinha”, define Liu.

Com primor no uso das palavras, a escritora usa de contornos poéticos para denunciar incômodos, desabafos e inconformismos. Transitando entre ficção e realidade, as histórias e personagens questionam o leitor, apelam ao sentir e protestam pela conscientização social e humana.

Durante o lançamento haverá sarau com leitura de trechos do livro e bate-papo sobre a realização da obra com a escritora.


Show de Joana Terra

Natural de Barra de Estiva, na região da Chapada Diamantina, Joana Terra é cantora, compositora e violonista. Começou a carreira em 2004, ano em que foi finalista do Festival de Música da Rádio Educadora FM. Entre 2008 e 2013, fez parte do grupo Samba das Moças, com quem realizou dezenas de apresentações pela Bahia, Alagoas e Quenia, na África.Em trajetória solo, lançou o primeiro álbum “Vermelha” em 2019, que lhe rendeu indicações entre os melhores álbuns do ano na Bahia e no Brasil, além de vencer o Prêmio Grão de Música 2020 com a faixa "Lugar do Amor". Em abril de 2021, lançou seu segundo disco de carreira, "Feito Raio". O álbum apresenta oito canções de extremos lirismo e brasilidade, abordando intensidades emocionais e processos de vida sob a ótica e a sensibilidade do feminino. “Feito Raio” tem as participações de Almério, Ceumar, Ezter Liu e Marília Sodré, além da produção de Juliano Holanda, que também produziu o disco de estreia da cantora, "Vermelha". Desbravar o mundo, conhecer-se, assumir a própria existência. O ser e estar mulher como fonte de poder, arte e vida. É sobre isso que entoa a cantora e compositora baiana Joana Terra em suas canções.

No sábado, dia 22.01, tem o Grupo Botequim, que no clima de verão, esquenta ainda mais Salvador com m repertório com grandes canções do samba tradicional da Bahia e do Brasil, na sua famosa Roda de Samba. O Grupo Botequim sempre teve como proposta levar o Samba tradicional a todos os locais e a todos os públicos, de forma honesta, simples e sobretudo popular. Na casa da Ma~e não vai ser diferente...


Serviço:

Show com o Samba Jazz,  dia 18.01, às 21h – couvert R$ 15,00

Show do Choro Catado, dia 19.01, às 21h – couvert R$ 15,00

Show de Noemi, dia 20.01, às 21h – couvert R$ 15,00

Show de Joana Terra de lançamento do livro “Breves Fogueiras”, de Ezter Liu, dia 21.01, às 21h – couvert R$ 15,00

Show do Grupo Botequim, dia 22.01, às 21h – couvert R$ 20,00

Abertura da Casa da Mãe 19hs - Rua Guedes Cabral, 81 – Rio Vermelho – Salvador - 71 8732-5803 – Stella Maria

Por: Doris Pinheiro.

Nenhum comentário: