21.2.18

Abordagem policial em ônibus revolta Carolina Amanda no Rio. (Por Caroline Amanda)

Em sua página no Facebook, Carolina Amanda, estudante do Rio de Janeiro, conta como foi abordada por agentes da policia rodoviária federal em um ônibus.

Leia seu desabafo:

“SEM SENSACIONALISMO, NÃO SOU MELHOR QUE NINGUÉM, TO LIGADA QUE ESSA É A ROTINA DE NOSSA GENTE, SOBRETUDO NOSSOS HOMENS, MAS A ABORDAGEM MILITAR É HUMILHANTE!

ESTOU EM UM ÔNIBUS A CAMINHO DO RIO DE JANEIRO.

A POLÍCIA FEDERAL + AGENTES DO EXÉRCITO ENTRARAM.

ALGUNS HOMENS SÃO REVISTADOS, NENHUMA MULHER É REVISTADA, EXCETO A ÚNICA PRETA NO BUS: EU!!!

Não tocaram no meu corpo, mas... abriram a bolsa, pesaram a mala, me fizeram retirar TUUUUDO e na sequência pediram meus documentos.

Dei a minha habilitação, não satisfeitos, perguntaram:

O que você pretende fazer no RJ em uma viagem à tarde no meio da semana?

Respondi que morava no RJ.

-Mas seu sotaque não é de lá!

Perguntaram se eu trabalhava e eu respondi que era universitária e ele disse com sorriso de canto de boca:

Tem carteirinha?

Dei a carteirinha da UFRJ e como em um passe de mágica me tornei uma cidadã de bem!
- Desculpas senhora, não queríamos atrapalhar sua viagem!

VAI SE FUDER!!! A CHAPA ESQUENTOU IRMANDADE!

NÃO PORQUE EU FUI ABORDADA (ÓBVIO). Mas não dá pra uma negraiada ficar de hipismo não hein?
Pelo amor de TODOS OS ORIXÁS NÃO SAIAM NEM COM UM ALICATE DE UNHA, NEM COM ERVA PARA BANHO OU COISA PARECIDA!

O RECADO ESTÁ DADO, NÃO NOS QUEREM VIVOS QUALQUER PRETEXTO É AQUILO:
CADEIA OU CAIXÃO!

Se fosse em um beco não teria dado tempo pra essa lengalenga.

E assim, não teve nenhuma mulher sororaria e a cada utensilio que saia da minha bolsa a expectativa era de que eu realmente devia alguma coisa!

E NA REAL, O DÉBITO NESSA PORRA É SER PRETA RETINTA!”

PS.

Olha a cara do brancão bem de " BOUA" durante a abordagem!

Nenhum comentário: