21.12.21

Heleno discorda de orçamento que mantém fila de espera do Auxílio Brasil

Apresentado na última segunda-feira, 20, pelo deputado Hugo Leal (PSD-RJ), o relatório final do Orçamento de 2022 prevê R$ 89,9 bilhões para o Auxílio Brasil, que substituiu o Bolsa Família, e reserva R$ 16,5 bilhões para as emendas do relator. De acordo com o ex-deputado federal Heleno Silva (Republicanos), o valor destinado para o programa social não é suficiente para atender a demanda e zerar a fila de pessoas que aguardam para obter o benefício.

"A Comissão Mista do Orçamento está errando. Está tirando recursos do Auxílio Brasil, criado para amparar os que estão na pobreza, e deixando R$ 16,5 bilhões para o deputado, sendo R$ 2,1 bilhões direcionados para a realização de obras de implantação e qualificação viária. Neste momento, a maior obra que pode ser feita é garantir comida na mesa das famílias que necessitam de ajuda. É matar a fome dos brasileiros, é dar condições para que essas pessoas possam sobreviver", afirma Heleno Silva.

Segundo o relatório, os recursos permitiriam que o Governo Federal atendesse 17,9 milhões de pessoas, mas projeções apontam que 21,6 milhões de famílias teriam direito ao programa social, pois a Câmara dos Deputados alterou a Medida Provisória que criou o Auxílio Brasil, aumentando o teto de renda autorizado para entrar no programa de R$ 200 para R$ 210 (o que ampliou o público) e estipulando que a fila de deveria permanecer zerada.

Nenhum comentário: