29.12.21

Itapitanga recebe medicamentos para população atingida pelas enchentes; Sesab já enviou Kit Desastre para atender 35 mil baianos

Mais um carregamento de medicamentos, água e alimentos foi levado pela secretária estadual da Saúde, Tereza Paim, desta vez para Itapitanga, na manhã desta quarta-feira (29), em um helicóptero da Marinha. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) já enviou medicamentos a 15 municípios afetados pelas fortes chuvas como forma de recomposição ou fortalecimento dos estoques. A quantidade já entregue é suficiente para atender 35 mil pessoas. Municípios como Jucuruçu, Itororó, Ubaíra e Itapitanga tiveram perdas parciais de medicamentos e vacinas em virtude do alagamento de unidades de saúde e oscilação de energia.

“Itapitanga é uma das cidades que foi completamente alagada, perdemos medicamentos, perdemos vacinas também. Estamos levando apoio, com alimento e água, vamos visualizar em loco, já conversei com a secretária municipal de Saúde para ver o grau de assistência à Saúde que vamos efetivar a partir de então”, afirmou Paim. Sobre os medicamentos, ela informou que "são diversos itens, como antibióticos, anti-inflamatórios, analgésicos, antitérmicos, soluções de reidratação oral, além de anti-hipertensivos e antidiabéticos. Também enviamos vacinas, soros e tanques de oxigênio para algumas localidades, como Ilhéus e Mutuípe", afirma a secretária da Saúde da Bahia, Tereza Paim.

No Extremo Sul, já foram entregues medicamentos nos municípios de Ibirapuã, Itamaraju, Itanhém, Jucuruçu, Lajedão, Medeiros Neto, Prado, Teixeira de Freitas, Vereda e Belmonte. Já na região Sul foram entregues medicamentos e insumos em Itajuipe, Coaraci, Dario Meira, Itapitanga e Mutuípe.

 

Saúde preventiva

A secretária destacou que, junto com resgate de emergência está sendo feito também um trabalho de saúde preventiva. “A partir de uma ou duas semanas teremos que estar prontos, voltados para a atenção primária, pois as doenças chegam de forma grave, devastadora. Nós estamos em uma pandemia de Covid-19, em uma epidemia de influenza, e agora nós temos esse desastre, então são múltiplas funções, múltiplos profissionais que vão atuar em cada um desses municípios”.

Tereza Paim ressaltou a importância do acolhimento nesse primeiro momento. “É muito importante acolher as pessoas em abrigos e de forma preventiva fazer a saúde para que as pessoas não sejam atingidas por leptospirose, tétano e todas as doenças que vêm logo em seguida a todos esses desastres. E aqui, na Bahia, essa extensão, essa territorialidade tão grande do desastre impressiona. Então estamos indo em vários municípios e fazendo esse auxílio de saúde para contemplar a população”.

 

Prioridades

A secretária explicou como são priorizadas as visitas, já que tantos municípios estão em estado de emergência. “Nós temos um Centro de Comando e Controle de Emergência em Saúde e todos os dias recebemos todas as planilhas de todos os municípios. Isso nos coloca a par da gravidade de cada município. São unidades básicas de saúde que foram perdidas, secretarias da Saúde que perderam medicamentos e vacinas, como Itapitanga, e aí a gente elenca por grau de gravidade e começa a agir.

 

Vacinas

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Bahia ressalta que até o momento quatro municípios sinalizaram perdas relacionadas a vacinas. "Salas de vacinação foram alagadas e a rede de frios foi afetada com a oscilação ou falta de energia. Os municípios de Itororó e Ubaíra confirmaram perdas, mas não puderam quantificar e especificar quais vacinas. E no caso de Itapitanga e Itapé, os imunobiológicos estão sob suspeita em virtude da falta de energia por um tempo prolongado, fazendo oscilar a temperatura das vacinas", pontua a diretora da vigilância epidemiológica, Márcia São Pedro.

Na regional Leste, Ubaíra e Jiquiriçá foram duas das cidades mais afetadas pelas fortes chuvas, tendo ocorrido perda de medicamentos e o ressuprimento ocorrerá ainda esta semana pela Sesab. No Sudoeste da Bahia diversos municípios sinalizaram a necessidade de fortalecimento dos estoques, sem que tenha, necessariamente, ocorrido perda. São eles: Belo Campo, Macarani, Iguaí, Itapetinga, Vitória da Conquista e Itambé. Nos próximos dias eles receberão insumos, medicamentos, vacinas e soros.

Nenhum comentário: