4.5.20

Câmara de Vereadores de portas fechadas



Enquanto a luta contra o Coronavírus acontece na cidade de Paulo Afonso com o comércio fechado, pessoas tendo que ficar em quarentena dentro de suas casas, os vereadores da cidade estão mais do que isolados, eles simplesmente sumiram dos debates públicos, seja na casa legislativa ou mesmo nas redes sociais.

Diferente do se espera da sociedade, que é manter seus estabelecimentos fechados e, sabemos, isto gera prejuízo, e as pessoas tendo que ficar trancadas para que não se dissemine o vírus na cidade, dos vereadores se esperava que estivem ativos, debatendo soluções para esta situação em que a cidade se encontra.


Seis vereadores da oposição procuraram o presidente da casa, Pedro Macário, e solicitaram que as seções pudessem acontecer, mesmo que virtualmente, como já ocorre em várias cidades da Bahia. Mas a proposta não foi aceita e Paulo Afonso está órfã de debates públicos no legislativo municipal. Foram eles, Marconi Daniel, Bero do Jardim Bahia, Mário Galinho, Zé Carlos do BTN, Zezinho do INPS e Moreirão.

Segundo o Vereador Marconi Daniel, “sempre estivemos cobrando sobre a realização da sessão seja ela presencial ou remota, o importante é ter o contato com o povo de Paulo Afonso é defender o povo é tratar sobre esse assunto que preocupa o mundo inteiro”, disse ele.

Nenhum comentário: