16.12.21

Fábio Mitidieri saiu fortalecido da reunião do grupo e deve ser mesmo o candidato ao governo em 2022

Para ser candidato de um grupo político não basta querer, é preciso construir a unidade em torno do nome e parece que o deputado federal e presidente do PSD em Sergipe Fábio Mitidieri está conseguindo este feito em torno de si.

Não é de hoje que ele deixou claro a sua pretensão de disputar a vaga para o governo de Sergipe. Se será uma tarefa fácil? Com certeza não será! Ele encontrará um candidato, o Senador Rogério Carvalho (PT) que já deixou claro que não vai abrir mão desse embate. Mas Fábio Mitidieri tem com ele a força de um governo e o apoio direto do Governador Belivaldo Chagas.

Outros pretendentes do lado governista já sinalizaram que o nome está a disposição. Um deles é o atual prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT). Mas como já se sabe, pois é de conhecimento até do mundo mineral, a classe política sergipana não confia mais na palavra dele. Dizem, é já não escondem, que candidato promete até uma vaga no céu, mas após eleito abandona aliados e não ouve mais ninguém. Dificilmente será o candidato do grupo.

Tem também o atual Vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado, Ulices Andrade. Já este, mesmo tendo grande influência no meio político e ser um nome palatável, não vive o dia a dia das negociações. Seria com certeza um bom governador, mas nem só de bondade vivem as decisões que impactam a toda a população e que levam alguém a se eleger governador.

O deputado federal Laércio Oliveira (PP), não reúne atualmente as condições políticas necessárias para ser o indicado. Mesmo Sergipe sendo um Estado com poucas cidades, é visível a ausência dele na maior parte das regiões. Não que seja um total desconhecido de todos os eleitores, mas aparecer só em ano eleitoral já deixou de ser viável faz algum tempo.

Fábio Mitidieri tem contra si o fato de ser o mais jovem entre todos os candidatos, mas conseguiu, segundo informações que circulam nas vielas do Palácio Governador Augusto Franco, sede do governo do estado, o apoio da maior parte dos partidos aliados e principais lideranças destas agremiações. Por isto, deverá ser o nome indicado pelo agrupamento liderado hoje pelo atual governador Belivaldo Chagas.

Quando Fevereiro chegar, saberemos se isto será mesmo a verdade. Até lá ou se novas movimentações mudarem o curso da história!

Nenhum comentário: