18.12.21

Estado segue oferecendo apoio à população do Sul e Extremo Sul; Corpo de Bombeiros realiza troca de turno e renova operação na região

As operações de apoio aos municípios e à população atingidos pelas fortes chuvas no Sul e Extremo Sul da Bahia continuam, resgatando pessoas com problemas de saúde, levando alimentos para regiões isoladas ou ilhadas, e possibilitando a aquisição de documentos perdidos nas enchentes, em diversos municípios. Os servidores do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia são uma das forças mais importantes desse trabalho. Nesta sexta-feira (17), foi realizada mais uma troca de turno, e cerca de 60 bombeiros voltaram para casa. Enquanto isso, outros 60 chegaram a Itamaraju, onde está instalado o Gabinete Avançado do Governo do Estado.

Cada bombeiro volta para casa com uma história de vida, ou de muitas vidas salvas, para contar. Tem agente que não quis voltar para casa, preferiu continuar trabalhando, mesmo já tendo cumprido a missão delegada pelo comando. É o caso do aspirante Francisco Bonfim, que mora em Salvador. Ele conta porque resolveu ficar. “Nesses  dias, a gente viu situações desesperadoras, pessoas que perderam suas casas inteiras, as casas desabaram, pessoas passando fome, que perderam a mobília, seus pertences, seus objetos pessoais. Então, para a gente, foram situações que nos comoveram a dar nosso melhor e a continuar dando o melhor para essa população”.

Na outra ponta, o aspirante Maurício dos Anjos acabou de chegar a Itamaraju. “A gente se identificou e se sensibilizou com a situação aqui da população afetada pelas chuvas. A gente veio para essa missão de ajudar a população, e se coloca à disposição para iniciar esse belo trabalho que foi iniciado aqui pelo Governo do Estado, pelo Corpo de Bombeiros. E a gente quer finalizar dando a essas famílias os mantimentos, meios de qualidade de vida. A gente veio para dar uma melhor condição de vida para esses moradores aqui desta região afetada”. 

Cerca de 80 bombeiros estão trabalhando na área mais atingida pelas enchentes. No total, 236 servidores foram mobilizados. O comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Adson Marchesini, ressaltou a bravura dos servidores e a importância da troca de turno. “Hoje já é o nono dia da operação e, além do desgaste físico, que é muito grande, tem também o desgaste emocional. Então, nós optamos por renovar a tropa para que a intensidade do trabalho continue, e também para poder restabelecer a saúde física e mental dos nossos bombeiros que foram empregados até agora. Isso faz parte da rotina da corporação”.

Além da estrutura do Corpo de Bombeiros, outros órgãos estaduais atuam junto aos municípios na força-tarefa de socorro aos municípios. As secretarias de Saúde, Justiça, Infraestrutura, Administração e de promoção da igualdade Racial estão entre elas. A Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), Embasa e o SAC Móvel estão presentes nas cidades em apoio às prefeituras. 


SAC Móvel no Extremo Sul

A oferta de serviços do Governo da Bahia em apoio aos municípios atingidos pelas enchentes ganhou o reforço do SAC Móvel, nesta sexta-feira (17). As carretas da unidade oferecem serviços nos municípios de Medeiros Neto (17/12 a 21/12) e Jucuruçu e Prado (17/12 a 30/12).

Os atendimentos são gratuitos e incluem a emissão de RG, cadastro de pessoa física (CPF), antecedentes criminais e serviços da Ouvidoria Geral do Estado. A partir da próxima quinta-feira (23), uma unidade estará na cidade de Vereda, onde permanece até o dia 30/12.


Alerta da Defesa Civil

Na manhã deste sábado (18), a Defesa Civil Nacional fez um alerta para a região, comunicando a previsão do aumento das chuvas nas áreas já  afetadas do litoral Sul da Bahia. De acordo com o aviso, publicado também nas redes sociais da Defesa Civil da Bahia, as chuvas devem começar na noite de domingo (19), podendo se estender até o dia 25 de dezembro. O volume dessas chuvas não deve ser o igual ao que já atingiu a região nos últimos dias, mas requer atenção e cuidado, com possibilidade de riscos, principalmente, nas áreas que já sofreram maiores danos.

Nenhum comentário: